Matemágica

A proposta do ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, de que, em vez de anunciar o crescimento de 2,7% no primeiro trimestre, o governo siga o exemplo norte-americano e anualize esse número para 6,6%, é uma arma de dois gumes mesmo para o polianismo mais sincero. Como no primeiro ano do governo Lula o país encolheu 0,2%, pelo mesmo método sugerido por Amorim, se pode antever que, ao fim dos quatro anos desta administração, o Brasil vai recuar 1%.

Dieta do Amorim
Na verdade, esse método, se aplicado a dietas, seria o sonho de todo glutão. O sujeito, no primeiro dia do ano, comeria apenas saladas e frutas. Anualizadas as calorias, fecharia o ano fininho, fininho. Em compensação, o infeliz que começasse a temporada com uma feijoada….

Os caciques
O secretário-geral da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad), Rubens Ricupero, fez uma comparação entre as terras destinadas aos índios brasileiros, consideradas excessivas por muito críticos, com a concentração desse insumo na mão de poucos latifúndiários: “Se há muita terra para pouco índio no Brasil, também não haveria muita terra nas mãos de poucos proprietários?”, questionou, recomendando que o governo cuide para que os pequenos produtores rurais, “fornecedores de grandes marcas exportadoras de frangos e outras carnes, tenham remuneração adequada”.

Fôlego
Para o ex-ministro da Fazenda Rubens Ricupero, o investimento produtivo tornará falso o dilema entre crescimento interno e expansão das exportações: “O vigor do agronegócio e de outros setores, que ainda têm margem de capacidade instalada ociosa, pode dar fôlego ao Brasil para aguardar a maturação dos investimentos em setores mais sofisticados, mesmo com a expansão do mercado interno. O Brasil tem condições de se tornar o maior produtor agrícola do mundo. O comércio internacional no Brasil cresceu 21% em 2003, contra 4,7% da média mundial e, em 2004, o comércio no âmbito da OCDE deve crescer 8,6%, o que é bom para o Brasil. Em 2005, EUA e Japão devem puxar o crescimento da OCDE para 10,2% e tudo leva a crer que as condições internacionais vão continuar favoráveis”, frisou, reconhecendo, contudo, que aço, papel e minério são setores próximos de atingir a máxima capacidade instalada e exigirão investimentos pesados para expandir a oferta.

Esqueletos
O nome do novo esqueleto a cair no colo  do governo Lula atende pelo nome de Assertron. A sigla, embora desconhecida por boa parte dos brasileiros, representa um contingente que pode chegar a 15 mil pessoas. Trata-se da Associação dos Servidores em Transição do Ex-Território para o Estado de Rondônia (Assertron), cuja situação se arrasta há quase 20 anos. A associação também está em pé de guerra com a senadora Fátima Cleide (PT-RO), devido à disputa pela autoria da lei que garante a integração dos funcionários à União.

Estratégias
O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Rio, Humberto Motta, participa, hoje, às 12h30, do almoço promovido pelo Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro – (CDL-RIO), na Rua da Alfândega 111/4º andar.

Frustração
O discurso do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, durante a posse do ministro Nelson Jobim na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), que incomodou o Planalto e colunistas chapa branca, tem recebido forte apoio na categoria. Seções da OAB, como a do Rio Grande do Sul, além do antecessor de Busato no cargo, Rubem Aprobato, se solidarizaram com o discurso. Para o presidente da OAB-RS, Valmir Batista,  o presidente da OAB expressou “o sentimento da sociedade brasileira”, de grande expectativa no governo Lula e que, hoje, “um sentimento de frustração total”.

Apoio
Toda empresa aeronáutica precisa de apoio do Estado. A frase foi dita pelo presidente da ex-estatal Embraer, Maurício Botelho. Pelo visto, privados só os lucros.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOntem&hoje
Próximo artigoAntropofagia

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Reforma da Previdência desestimulou contribuição

Por Isabela Brisola.

Guedes fica mesmo avaliado com nota baixa

Apesar de abrir a possibilidade de aumentar a crise econômica e do desrespeito ao teto de gastos ou outras regras fiscais para bancar medidas...

Ex-ministro de Temer substituirá Funchal

O ex-ministro do Planejamento Esteves Colnago assumirá o comando da Secretaria Especial de Tesouro e Orçamento da pasta. A nomeação foi confirmada nesta sexta-feira...

Receita Federal abre consulta a lote residual de Imposto de Renda

A Receita Federal abriu nesta última sexta-feira consulta a lote residual de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) relativo ao mês...

Vendas do Tesouro Direto superam resgates em R$ 1,238 bi em setembro

As vendas de títulos do Tesouro Direto superaram os resgates em R$ 1,238 bilhão em setembro deste ano. De acordo com os dados do...