McLaren nega venda para a Apple

Empresas / 16:40 - 21 de set de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

mclaren

A McLaren negou, nesta quarta-feira, que estaria sendo vendida para a Apple. “Podemos confirmar que a McLaren não está negociando com a Apple no que diz respeito a qualquer potencial investimento”, afirmou um porta voz da empresa automobilística.

Os dirigentes da McLaren fizeram, porém, questão de deixar claro que negar o investimento da Apple não significa negar que as duas companhias tenham outro tipo de relação: “A natureza da nossa marca significa que temos regularmente reuniões confidenciais com um vasto leque de outras partes. Mas mantemo-las confidenciais”.

A aproximação entre as empresas poderia acelerar o projeto automobilístico da Apple, o Apple Car, na medida em que a McLaren tem competências em áreas como fibra de carbono ou alumínio.

A McLaren produziu no ano passado cerca de 1.600 carros, um negócio que gerou receitas de cerca de 520 milhões de euros. Já a McLaren Technology, a empresa-mãe, apresentou prejuízos antes de impostos de 26,3 milhões de euros.

A empresa californiana possui um ambicioso projeto de desenvolvimento de um carro autônomo e em maio deste ano investiu US$ 1 bilhão (894 milhões de euros) na compra da Didi, a principal app chinesa de reserva de táxis.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor