Medicamento chinês anti-COVID-19 entra em estágio final para teste

Um medicamento antiviral chinês contra COVID-19, chamado JS016, iniciou os testes clínicos de fase 3 no exterior, disse seu desenvolvedor na segunda-feira.

Foto mostra um frasco do JS016, um candidato a medicamento anti-COVID-19 desenvolvido pela China. (Instituto de Microbiologia da Academia Chinesa de Ciências/Xinhua)

Xinhua - Silk Road

Beijing, 22 Nov (Xinhua) — Um medicamento antiviral chinês contra COVID-19, chamado JS016, iniciou os testes clínicos de fase 3 no exterior, disse seu desenvolvedor na segunda-feira.

O candidato a medicamento anti-COVID-19 patenteado foi desenvolvido em conjunto pelo Instituto de Microbiologia da Academia Chinesa de Ciências e pela Shanghai Junshi Biosciences Co., Ltd.

Em junho de 2020, o regulador de medicamentos do país concedeu permissão aos desenvolvedores para realizar testes em humanos.

De acordo com o instituto, o JS016 se tornou o primeiro anticorpo monoclonal COVID-19 do mundo a realizar ensaios clínicos em pessoas saudáveis.

Os pesquisadores concluíram os testes multicêntricos globais de fase 2 este mês. Os resultados das pesquisas em estágio inicial apoiam a segurança e eficácia do JS016, sugerindo que ele pode diminuir o título viral nos participantes e reduzir o risco de se tornar um caso grave.

“O medicamento foi usado para tratamento de emergência em 15 países e mais de 500 mil doses foram enviadas para o exterior”, disse Yan Jinghua, pesquisador do Instituto de Microbiologia.

O Ministério da Ciência e Tecnologia da China também alocou 3.000 doses do medicamento para o tratamento de pacientes com COVID-19 no país, acrescentou Yan.

Leia também:

China acelera desenvolvimento de medicamentos contra COVID-19

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brilhante comércio de cerejas entre a China e o Chile

Um total de 356.000 toneladas de cerejas foram exportadas do Chile durante a temporada 2021-2022, com 88% do total indo para a China, de acordo com a iQonsulting, uma empresa de consultoria, com sede em Santiago, capital do Chile.

Empresa chinesa construirá parque de ciências agrícolas em Paracatu

A Prefeitura de Paracatu, no estado brasileiro de Minas Gerais, assinou um acordo com uma empresa chinesa para abrigar um parque de ciências agrícolas, visando construir o maior centro sul-americano de pesquisa e desenvolvimento de sementes de soja e milho e da cadeia de suprimentos.

FMI Eleva pesos de renminbi e dólar na cesta de SDR

O Fundo Monetário Internacional anunciou no sábado um aumento no peso do renminbi chinês e do dólar americano na cesta de Direitos Especiais de Saque (SDR) após concluir a revisão quinquenal.

Últimas Notícias

IGP-10 varia 0,10% em maio

Queda verificada em abril e maio nos preços de grandes commodities agrícolas e minerais contribuiu para queda da inflação ao produtor.

Previdência privada é pouco usada; 92% dependem de recursos do INSS

Mais da metade dos brasileiros gostaria de parar de trabalhar com 60 anos, mas só 28% acham que vão conseguir.

Brilhante comércio de cerejas entre a China e o Chile

Um total de 356.000 toneladas de cerejas foram exportadas do Chile durante a temporada 2021-2022, com 88% do total indo para a China, de acordo com a iQonsulting, uma empresa de consultoria, com sede em Santiago, capital do Chile.

Empresa chinesa construirá parque de ciências agrícolas em Paracatu

A Prefeitura de Paracatu, no estado brasileiro de Minas Gerais, assinou um acordo com uma empresa chinesa para abrigar um parque de ciências agrícolas, visando construir o maior centro sul-americano de pesquisa e desenvolvimento de sementes de soja e milho e da cadeia de suprimentos.

Criação de mais um monopólio privado regional

Recurso de petroleiros contra decisão do Cade sobre venda da Reman