Meio a meio!

Metade da receita publicitária do Governo federal aplicada na Rede TV! vai ser repassada aos trabalhadores da extinta TV Manchete. A liminar com esta decisão é da juíza Vólia Bonfim Cassar, da 43ª Vara do Trabalho, segundo informa o Sindicato dos Jornalistas do Rio. O valor será depositado em juízo e a liminar beneficia todos os 1.500 funcionários, de todos os estados. A liminar é desdobramento da ação movida pelo Ministério Público intimando a TV Ômega, sucessora da Rede TV!/ex-TV Manchete, a quitar as dívidas trabalhistas em 48 horas com os funcionários. O Grupo Ômega não conseguiu cassar a intimação nem efetuou o pagamento.

De olho
Sob o slogan “José Rainha é inocente”, o  MST realiza a partir de 2 de abril  vigília em frente ao fórum de Vitória, no Espírito Santo, onde Rainha será julgado. O MST, que vai manter a mobilização até o dia do julgamento, espera a presença de quatro mil pessoas, incluindo artistas, líderes religiosos, poetas, jornalistas, escritores, entidades. Segundo o MST, a vigília será a base de poesias, músicas e orações.

Clone
O Prona, partido do eterno candidato a presidente da República Enéas Carneiro, se livrou de um abacaxi cabeludo pouco antes do Carnaval, ao expulsar o vereador Osvaldo Nantes Soares, de São Paulo por apropriação indébita de nome. Guardando impressionante semelhança física com Enéas, Osvaldo deixou a barba crescer e acrescentou o nome do presidente do partido ao seu, sem pedir-lhe autorização. Já fora do Prona, o edil tornou-se um dos alvos das denúncias de Nicéa Pitta contra o ex-marido e sua base política na Câmara de Vereadores.

Do contra
A redução da rejeição ao presidente FH deve ser vista com reservas. Afinal, para 39% dos ouvidos pela pesquisa CNI/Ibope, as drogas são o principal problema do País. E droga é até um adjetivo suave para o Governo FH.

De olho no futuro
O governador de Minas Gerais, Itamar Franco (sem partido) aproveitou os festejos de Carnaval para abrir, em silêncio, seu primeiro escritório político no Rio. Localizado no Centro da capital, o lugar pode, dependendo das circunstâncias, ser transformado no embrião da campanha de Itamar à presidência da República no estado.

O gato comeu
Segundo relatório enviado pelo Banco Central ao Senado Federal, na época da CPI dos Bancos, o passivo do BFC – banco que pertenceu ao atual presidente do BNDES, Francisco Gros -, em dezembro de 1995, era de 115, 7 milhões de reais. Já a Folha de S.Paulo informou em sua edição de quarta-feira, também baseada em dados do BC, que o passivo do banco era de R$ 66,6 milhões. Intrigado, o senador Pedro Simon quer saber aonde foram parar os quase R$ 50 milhões de diferença.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAliança
Próximo artigoPrioridades

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Confiança de serviços recupera parte da queda de setembro

Já índice de confiança do comércio se mantém estável em outubro, ficando em 94,2 pontos, após dois meses de queda.

Mercados operam mistos no exterior

No Brasil haverá resposta ao Copom.

Elevação na Selic deve repercutir no mercado

EUA: divulgação de PIB do terceiro trimestre e balanços de grandes empresas são o foco das atenções no cenário internacional.

TSE forma maioria contra cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

PT, PCdoB e PROS pedem cassação da chapa por cometimento de abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação.

IGP-M acumula inflação de 21,73% em 12 meses

Alta da taxa de setembro para outubro foi puxada pelos preços no atacado.