23.8 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 25, 2021

Meião

Maldade do informe de campanha da candidata do PSOL à presidência da República , senadora Heloísa Helena, sobre o autismo do presidente Lula. Após listar os envolvidos em escândalos de corrupção no Governo federal e destacar que o presidente insiste em afirmar nada saber, vem a pergunta: “Será que Lula passou os últimos quatro anos ajeitando a meia?” Roberto Carlos não merece…

Mais do mesmo
O desempenho pífio da economia no segundo trimestre parece ter sido insuficiente para convencer integrantes do Governo Lula da urgência de mudanças na política econômica, que caminha para condenar o Brasil a ficar, mais um ano, na rabeira do crescimento mundial. O ministro do Planejamento, Paulo Bernarndo, por exemplo, insiste em que o próximo governo, “para consolidar o crescimento”, terá de enfrentar os desafios na área fiscal e retomar as discussões sobre as reformas”.
Consolidar que crescimento, cara-pálida? Foi por perseguir essa agenda que o Governo Lula impôs ao país, em quatro anos, um crescimento médio anual de 2,65%, pouco acima da média anual de 2,2% da administração FH, que, por sua vez, dera continuidade à agenda de Collor.

Antolho ideológico
Não é apenas no governo que se prega o aprofundamento das políticas que mantêm o país semiparalisado. No mercado financeiro, o economista-chefe da Uptrend, Jason Freitas Vieira, acerta na constatação da doença, mas se equivoca na medicação: “O interesse no Brasil é voltado para as aplicações financeiras, diante das altas taxas de juros pagas no país”, afirma com exatidão, para defender, no entanto, que “o país precisa reduzir o gasto público, fazer as reformas trabalhista…..”
Ou seja, defende perseguir a agenda que mantém o Brasil andando de lado, para ….voltar crescer!

Diálogo
Contraponto ao tema do “conflito entre civilizações”, em especial entre o Islã e o Ocidente, o volume de ensaios Diálogo Entre Civilizações: o Irã contemporâneo e o Ocidente (184 págs, Attar Editorial, R$ 39), do líder religioso xiita e ex-presidente do Irã Muhammad Khatami, está sendo lançado no Brasil. A obra reúne uma coleção de artigos de Khatami escritos antes e depois de eleito presidente da República Islâmica do Irã.

Dor de cabeça
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, não quer deixar passar em branco seus pouco mais de dois anos na prefeitura. Instituiu o Programa de Parcelamento Incentivado (PPI), que oferece descontos e vantagens para quem quitar dívidas com o fisco municipal. A carta que comunica ao contribuinte a existência do débito, porém, não informa valores, quais tributos estão em atraso, nem quando deixaram de ser pagos. O resultado: enormes filas na Secretaria de Fazenda.

Esquecidos
Cerca 800 mil moradores da cidade o Rio de Janeiro têm algum tipo de deficiência física, mental, visual, auditiva ou múltipla. Esse número representa ou cerca de 15% da população da cidade, mas, apesar disso, milhares de pessoas não dispõem da infra-estrutura necessária para se movimentar pela cidade. Mudar essa concepção da cidade é a proposta da Feira Nacional de Acessibilidade e Reabilitação (Reacess), realizada pelo Grupo Cipa Feiras & Congressos e a Revista Nacional de Reabilitação, em parceria com a Prefeitura do Rio e com o patrocínio da Sociedade Fluminense de Energia (SFE). A feira acontecerá de 21 a 23, no Riocentro, com entrada franca.

A distância
O projeto “Primary and Secondary School Education for Brazilian Learners Outside Brazil”, do colégio Anglo-Americano, integrará o livro Melhores práticas de Educação a Distância no Brasil – 2006. A obra, editada pela Pearson Education do Brasil, será distribuída durante a 22ª Conferência Mundial de Educação Aberta e a Distância, que começa neste domingo e termina quarta-feira, no Rio de Janeiro, no Hotel Sofitel. O evento reunirá dirigentes de universidades da Suécia, Nova Zelândia, Canadá, Quênia, Reino Unido, além do diretor da Unesco Abdul Waheed Khan.

Sabatina
O Sindicato dos Profissionais de Ensino (Sepe) promove, no próximo dia 6, às 18h, debate com os candidatos ao governo do Estado do Rio de Janeiro, na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), na Rua Araújo Porto Alegre 71/9º andar, no Centro. Segundo o Sepe, já confirmaram participação no debate: Milton Temer (PSOL), Sérgio Cabral Filho (PMDB), Vladimir Palmeira (PT), Telma de Souza (PCO), Eduardo Paes (PSDB), Carlos Lupi (PDT) e Marcelo Crivella (PRB)

Artigo anteriorVale o escrito?
Próximo artigoFidelização ou rua!
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Incerteza da população ou dos mercados?

EUA e Reino Unido espalham suas expectativas para os demais países.

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.