Mentes e telas

Quase metade dos sauditas afirmou, em pesquisa realizada no ano passado, ser favorável ao discurso de Osama bin Laden. Apesar disso, menos de 5% – entre 15 mil entrevistados – pensam que é uma boa idéia que Bin Laden controle a península Arábica. A informação foi publicada somente nesta quarta-feira no site da rede de TV americana CNN, e mesmo assim sem os percentuais precisos da sondagem. Não é à toa que o papel de parede (a imagem de fundo usada nas telas de computador) de Bin Laden é um dos mais populares no Oriente Médio.

Revival
“A guerra civil no Rio – 2 mil mortos na Baixada Fluminense em 1990 – População obedece à “Lei do Silêncio” para não morrer – Um prédio inteiro assaltado em Ipanema – Milionário diz que o governo perdeu o controle da situação – Comércio clandestino de armas bate recorde no Rio de Janeiro”. Embora soe atual, título e chamadas foram publicados pela Veja em …janeiro de 1981, em plena ditadura. Em 1994,  foi reproduzida pelo PDT para se defender das acusações de que a situação da violência do estado escapara ao controle por culpa das administrações do partido. Como se vê o problema é mais antigo e bem mais complexo do que pretendem nos convencer os vendedores de soluções simplistas.

Precoces
Por falar em soluções simplistas, o oba-oba produzido pelos pessedebistas que militam no colunismo político dos “jornalões” a partir do simples pedido do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), para que soldados do Exército substituíssem policiais em greve deixa claro de que nem só de FH vivem os saudosistas do tucanato.

Na pauta
Os preparativos para a eleição da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), nos dias 6, 7 e 8 de julho, devem proporcionar novo embate entre o sindicalismo vinculado à cúpula do PT e correntes da oposição. No próximo dia 17, a chapa 2, Outra Fenaj é Possível, promove festa para carregar as baterias. O evento será no Sindicato dos Metroviários, na Avenida Rio branco 177/4º andar, com início às 19h.

“Adevogado”
Enquanto o governo consome energia discutindo cotas, o ensino do país segue ladeira abaixo. Santa Catarina amargou este ano o mais baixo índice de aprovação da sua história na prova para advogado promovida pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Segundo o presidente da OAB-SC, Adriano Zanotto, dos 1.809 bacharéis de Direito inscritos no teste, apenas 231 (12,77%) foram aprovados. “Esses números são uma indicação inequívoca da baixa qualidade dos cursos jurídicos no Brasil, dado alarmante que comprova a justa preocupação da OAB em alertar a sociedade e os poderes competentes para que se adotem critérios mais rígidos para a criação de novos cursos no país”, alerta o presidente da Comissão de Exame de Ordem da OAB-SC, André Opilhar.

Estancar a sangria
Nos últimos dez anos, o número de faculdades de Direito no Brasil saltou de 270 para cerca de 700. O índice de reprovação em Santa Catarina, de 87,23%, estabeleceu novo recorde negativo, superando a média de 74% registrada por cinco estados e o Distrito Federal nos quais os exames já foram realizados. Não por acaso, esta semana, a OAB comemorou a decisão do ministro da Educação, Tarso Genro, de suspender, provisoriamente, a autorização para o funcionamento de novos cursos de Direito.

Artigo anteriorAntropofagia
Próximo artigoPela porta dos fundos
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

TCU confirma que União paga R$ 3,8 bi de juros e amortização por dia

Mais de ¼ dos títulos da dívida pública vencem em 12 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Água, saneamento e crescimento para todos

Há pouco tempo para implantação das metas do novo marco legal.

Automação das matrículas acelera com o uso de biometria facial

Cresce procura por soluções tecnológicas de Reconhecimento Ótico de Caracteres para operações como cadastro dos alunos nos sistemas escolares

Mercado ainda digere Fomc e MP da Eletrobras passa no Senado

O Ibovespa fechou em queda de 0,93%, na esteira dos receios globais e das discussões envolvendo a MP.

Relator vota contra autonomia do BC, mas vista adia julgamento no STF

Lewandowski vota por derrubar a lei, sancionada em fevereiro, que dá autonomia ao BC, mas pedido de vista de Barroso interrompe julgamento.

Abbas recebe credenciais de embaixador brasileiro

Diplomata Alessandro Candeas entregou nesta semana suas credenciais ao presidente da Palestina, Mahmoud Abbas.