Mercado de capitais capta R$ 198 bi em 2021

As captações provenientes das emissões de mercado de capitais até maio alcançaram R$ 198 bilhões, 54,1% a mais do que no mesmo período de 2020. Em maio, o volume captado foi de R$ 55 bilhões, 31,9% maior do que o registrado no mês de abril.

As ofertas em andamento e em análise somam ainda R$ 13,1 bilhões e R$ 7,8 bilhões, respectivamente. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Renda fixa

Entre os títulos emitidos, as debêntures lideraram em volume de captações no mês, contribuindo com 42,5% do valor total e somando recursos na ordem de R$ 23,3 bilhões. Entre janeiro e maio deste ano, o volume captado por esses ativos foi cerca de duas vezes maior do que no mesmo período do ano passado.

As principais destinações dos recursos captados pelas debêntures em 2021 foram para capital de giro (31,3%) e investimento em infraestrutura (18,8%), representando praticamente metade do montante. Quanto ao perfil dos subscritores das ofertas, não houve alteração significativa – permanecem sendo, em sua maioria, intermediários e demais participantes ligados à oferta (46,5%) e fundos de investimento (33,7%).

Ainda sobre títulos de renda fixa, os FIDCs tiveram bom desempenho, obtendo o total de R$ 8,65 bilhões – a segunda melhor marca do ano, atrás apenas do mês de março. Vale destacar que essas emissões tiveram aumento substancial em comparação com o mês de abril, quando o volume foi de R$ 3,3 bilhões. No ano, os FIDCs já acumulam R$ 27,4 bilhões contra R$ 16,2 bilhões do mesmo período do ano passado. Já as notas promissórias captaram R$ 2,8 bilhões apenas em maio – valor que representa 52% do total arrecadado por este ativo no ano.

Renda variável

As operações de renda variável alcançaram R$ 10,3 bilhões no mês. Após abril não ter registrado nenhum IPO, cerca de metade dos recursos obtidos em maio foram provenientes das ofertas públicas iniciais. Com a divulgação de indícios de retomada da economia e o avanço da vacinação é possível que a tendência de ofertas públicas iniciais de ações no mercado se mantenha. Há ainda cerca de R$ 8,4 bilhões de ofertas em andamento. No ano, já foram captados cerca de R$ 48 bilhões contra R$ 31,6 bilhões de janeiro a maio do ano anterior.

Entre os subscritores das ofertas de ações, mais da metade são fundos de investimento (50,8%), seguidos pelos investidores estrangeiros (35,1%). Observa-se que a participação relativa de pessoas físicas entre os subscritores nos primeiros cinco meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, reduziu em mais da metade – 6,1% contra 13,5% em 2020.

Segundo a Anbima, a performance dos fundos imobiliários também foi positiva, captando R$ 4,2 bilhões – o que representa aumento de 55,3% em comparação ao mês imediatamente anterior. O valor total no ano já chega a mais de R$ 21 bilhões contra R$ 15,4 bilhões captados no em 2020.

No mercado externo foram registradas duas emissões de bônus, somando US$ 1,4 bilhão. Isso fez o acumulado em 2021 superar o volume alcançado no mesmo período de 2020 – US$ 8,95 bilhões contra US$ 8 bilhões.

Artigos Relacionados

Queda do bitcoin era um movimento esperado

A criptomoeda bitcoin teve uma queda abrupta e se aproximou de US$ 34 mil nesta terça-feira, pela primeira vez em cinco meses. O recuo...

TCU: Ferrovia Malha Oeste não presta serviço adequado

Falhas na fiscalização da ANTT permitiram degradação da linha.

Dólar fecha abaixo de R$ 5 depois de 1 ano

Bolsa de Valores ameniza queda no fim do dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

CVM lança novo Sistema de Gestão de Fundos de Investimento

A partir de 5 de julho, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) irá disponibilizar o novo Sistema de Gestão de Fundos de Investimento (SGF)....

B3 acolhe novo fundo gerido pela XP Asset

Aconteceu nesta terça-feira, na B3, o toque de campainha para comemorar o lançamento de mais um ETF (Exchange-Traded Fund), que é um fundo de...

Airbus e chinesa AVIC fazem parceria

Um projeto de equipamento de fuselagem do Airbus A320 foi lançado em conjunto pela Airbus e pela Aviation Industry Corporation of China (AVIC) nesta...

BID lança guia para ajudar na emissão de títulos sustentáveis

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) lançou um guia para auxiliar e fomentar a emissão de títulos temáticos. O lançamento acontece por meio do...

Vivant lança lata comemorativa ao Dia Internacional do Orgulho LGBT

A lata estampa as cores do arco-íris e traduz o posicionamento da empresa sobre o respeito à diversidade.