Mercado de trabalho

Condições do mercado de trabalho se deterioraram, mas auxílio de R$ 600 levou a uma redução temporária na procura de emprego.

Opinião do Analista / 11:11 - 7 de ago de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Nossa expectativa - As condições do mercado de trabalho se deterioraram no segundo trimestre, em meio à forte contração da atividade econômica que levou à severa destruição de empregos nos mercados de trabalho formal e informal. Por outro lado, o auxílio mensal de R$ 600 pago pelo governo a trabalhadores informais e famílias pobres, combinado com as medidas de distanciamento social, levou a uma redução temporária na procura de emprego.

Assumindo que haverá um controle gradual e contínuo da pandemia, há espaço para a retomada da taxa de crescimento do PIB no terceiro e quarto trimestres. Mas observe que há um número alto de pessoas que estão fora do mercado de trabalho e parte delas pode retomar sua busca de emprego em tempos de retomada do crescimento econômico e flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesse cenário, esperamos um aumento adicional da taxa de desemprego para 14% no terceiro trimestre e uma queda para 13% no quarto trimestre. De qualquer forma, o desemprego continuará em níveis de dois dígitos (acima de 10%) pelo menos até 2022.

.

Mitsubishi UFJ Financial Group, Inc. (MUFG)

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor