Mercado já espera inflação superior a 8%

O mercado financeiro subiu, pela 24ª vez consecutiva, a estimativa de inflação oficial do país para este ano medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que passou de 8% para 8,35%. Também elevou a previsão para a taxa básica de juros em 2021. As previsões constam no relatório “Focus”, divulgado nesta segunda-feira pelo Banco Central (BC), com base em dados levantados na semana passada, em pesquisa envolvendo mais de 100 instituições financeiras.

A previsão semanal do mercado cada vez mais se afasta do centro da meta de inflação, em 2020, estimada pelo governo em 3,75%. Pelo sistema vigente no país, será considerada cumprida se ficar entre 2,25% e 5,25%. Com isso, a projeção do mercado já está acima do dobro da meta central de inflação (7,5%).

Em agosto, puxada pelos combustíveis, a inflação subiu 0,87%, a maior inflação para o mês desde o ano 2000, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, o indicador acumula altas de 5,67% no ano e de 9,68% nos últimos 12 meses, o maior acumulado desde fevereiro de 2016, quando o índice alcançou 10,36%.

Para 2022, o mercado financeiro subiu de 4,03% para 4,10% a estimativa de inflação. Foi a nona alta seguida no indicador. No ano que vem, a meta central de inflação é de 3,50% e será oficialmente cumprida se o índice oscilar de 2% a 5%.

Juros

Para o mercado financeiro, a expectativa é de que a Selic encerre 2021 em 8,25% ao ano. Na semana passada a projeção era 8%. Para o fim de 2022, a estimativa é de que a taxa básica suba para 8,50% ao ano. E para 2023 e 2024, a previsão é 6,75% e 6,50% ao ano, respectivamente.

Nesta terça-feira e quarta-feira (22), o Conselho de Política Monetária (Copom) realiza a sexta reunião do ano para definir a Selic.

Na ata da última reunião, em agosto, os membros do comitê já indicaram que deve haver nova elevação, de 1 ponto percentual. Essa também é a expectativa do mercado financeiro, de que a taxa suba para 6,25% ao ano no encontro do Copom desta semana.

PIB e dólar

As instituições financeiras consultadas pelo BC mantiveram a projeção para o crescimento da economia brasileira este em 5,04%. Para 2022, a expectativa para Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – é de crescimento de 1,63%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 2,30% e 2,50%, respectivamente.

A expectativa para a cotação do dólar também se manteve em R$ 5,20 para o final deste ano. Para o fim de 2022, a previsão é que a moeda americana fique em R$ 5,23.

Quanto a balança comercial, segundo o mercado, o saldo (resultado do total de exportações menos as importações), a projeta em 2021 recuo de US$ 71 bilhões para US$ 70,7 bilhões de resultado positivo. Para o ano que vem, a estimativa dos especialistas do mercado ficou estável em US$ 63 bilhões de superávit.

Sobre investimento estrangeiro, a previsão do relatório para a entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil neste ano recuou de US$ 51,15 bilhões para US$ 50 bilhões. Para 2022, a estimativa permaneceu em US$ 65 bilhões.

Leia também:

Gasolina fecha quinzena a R$ 6,290, alta de 56,86% desde maio de 2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Ciência: entidades pedem liberação de recursos

Organizações questionam redirecionamento para outras áreas de R$ 515 milhões, que eram do CNPq.

BC garante cumprir meta de inflação de 2022

Em apresentação nesta sexta-feira em uma conferência promovida pelo banco Goldman Sachs, na capital dos Estados Unidos, o presidente do Banco Central, Roberto Campos...

Últimas Notícias

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Direito de controle sobre funcionários que trabalham de casa

Por Leonardo Jubilut.

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...