Mercado já vê o IPCA além de 10%

As expectativas do mercado para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) seguem em tendência de forte elevação. A mediana de projeções para a variação do índice em 2021 subiu de 9,77% na semana passada para 10,12% na divulgação desta segunda-feira (estava em 8,96% há quatro semanas). No mesmo sentido, o consenso para o IPCA de 2022 ascendeu de 4,79% para 4,96% (4,40% há 1 mês), ficando ainda mais distante da meta de inflação estabelecida para o próximo ano (3,50%).
A projeção é de Maria Ezabella, analista de macroeconomia da XP, faz algumas considerações sobre dados divulgados pelo Banco Central, com base do Relatório Focus que resume as estatísticas calculadas considerando as expectativas de mercado coletadas até a sexta-feira anterior (19) à sua divulgação, nesta segunda-feira. Contendo a evolução gráfica e o comportamento semanal das projeções para índices de preços, atividade econômica, câmbio, taxa Selic, entre outros indicadores.
Com base em atualizações nos últimos 5 dias úteis, a previsão para o IPCA de 2021 aumentou de 10,10% para 10,16%, enquanto a mediana para 2022 subiu de 4,90% para 5,00%. Além disso, destaque para as expectativas mais altas do IPCA de 2023, de 3,32% para 3,42%, e do IPCA de 2024, de 3,09% para 3,10%.
Ezabella destacou que a mediana das projeções para a taxa Selic no final de 2021 continuou em 9,25% (8,75% há 4 semanas). Já o consenso de mercado para a taxa básica de juros no final de 2022 subiu de 11,00% para 11,25% (8,75% há quatro semanas). “Enquanto isso, a previsão do mercado para o crescimento real do PIB em 2021 recuou de 4,88% para 4,80% (estava em 4,97% há 4 semanas). Para o PIB de 2022 – outro destaque do boletim Focus publicado nesta manhã – a projeção do mercado declinou de 0,93% para 0,70% (estava em 1,40% há 1 mês)”, citou a analista.
As previsões para a taxa de câmbio no final de 2021 e final de 2022 continuaram em R$/US$ 5,50 pela terceira semana consecutiva.

Leia também:

Mercado se rende a crise e projeta inflação com dois dígitos: 10,12%

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Pesquisa mostra saúde financeira dos brasileiros

O brasileiro está “mais apertado” por conta da pandemia de Covid-19, com 6 em cada 10 pessoas reduzindo gastos neste período. E mais: 66%...

Preços altos motivam consumidor a comprar produtos piratas

Cerca de 2,9 milhões de pessoas compraram produtos falsificados em um ano.

Brasileiros desconhecem o problema do saneamento no país

Para 80% o saneamento é um problema estrutural que não será resolvido no curto prazo.

Últimas Notícias

Lendas das small caps – market timing, recuperação e liquidez

O Monitor Mercantil publica a segunda parte do trabalho, iniciado no dia 18 de novembro, feito pela Trígono Capital sobre as sete lendas das...

Pesquisa mostra saúde financeira dos brasileiros

O brasileiro está “mais apertado” por conta da pandemia de Covid-19, com 6 em cada 10 pessoas reduzindo gastos neste período. E mais: 66%...

Recorde de retiradas líquidas da poupança: R$ 12,37 bi

O Banco Central (BC) informou, nesta segunda-feira, que as retiradas da caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 12,377 bilhões, em novembro. Essa...

Petrobras poderá se tornar uma empresa suja

A Petrobras anunciou no último dia 24 de novembro seu plano estratégico 2022-2026, com investimentos previstos de US$ 68 bilhões nos próximos 5 anos....

Empresas abertas na pandemia são 452% mais vulneráveis a fraudes

Com a chegada da pandemia e o aumento do desemprego, muitos brasileiros viram no empreendedorismo a oportunidade de conseguir uma renda mensal. A criação...