Bolsas sofrem impacto causado por Petrobras

As principais Bolsas europeias tiveram uma sexta-feira de alta. Os balanços de importantes empresas vieram acima do esperado e os indicadores do PMI positivos contribuíram para o bom humor do mercado. Londres teve alta de 0,10%. Paris subiu 0,79%. Milão subiu 0,94%. Frankfurt teve avanços de 0,77%. E na Península Ibérica, Madri e Lisboa subiram 1,16% e 2,40%, respectivamente.

Nos EUA, as Bolsas em Nova Iorque fecharam mistas. Os agentes continuam com expectativas positivas quanto ao pacote de estímulos e à possibilidade de normalização da mobilidade social devido ao processo da vacinação. A agência IHS Markit também divulgou dados positivos para os EUA, contribuindo para a alta. O Dow Jones ficou estável. O S&P 500 teve queda de 0,19% e a Nasdaq ganhou 0,07%.

No Brasil, o principal índice da B3 seguiu caminho oposto ao de seus pares globais. Não obstante a elevação nos preços das commodities e o bom humor externo, os problemas de ingerência governamental em relação à Petrobras sinalizaram para o mercado interferência na companhia. Assim, o Ibovespa teve queda de 0,64%, aos 118.430,53 pontos. Já o dólar teve queda de 1,02%, para R$ 5,39.

Os mercados na Ásia fecharam em queda, em sua maioria. O Banco Popular da China (PBoC, o BC do país) pode ter novo aperto monetário, mesmo que a taxa de juros continue inalterada. Na China continental, Xangai e Shenzhen perderam 1,45% e 2,11%, respectivamente. Hong Kong caiu 1,06% e Taiwan teve alta de 0,42%. Tóquio teve alta de 0,46% e Seul desvalorizou 0,90%.

No exterior, as Bolsas europeias abrem em queda, com a expectativa de elevação da taxa de juros nos EUA, devido à possiblidade de aumento da inflação. Tal esperança também é refletida nos futuros em Nova Iorque.

No Brasil, os desdobramentos referentes à interferência da Petrobras gerarão impactos no mercado. Pela manhã, a pré-abertura da ADRs da Petrobras estava com queda de 15,92% e o EWZ estava com queda de 6,19%. Também o nosso BC divulgou o Relatório Focus com as expectativas do mercado para importantes variáveis econômicas. O IPCA saiu de 3,62% para 3,82%. O crescimento do PIB teve queda de 3,43% para 3,39% e a Dívida Líquida do Setor Público saiu de 63,90% para 64%. A confiança da indústria medida pela FGV teve recuo de 3,1 pontos. Os indicadores de situação atual, expectativas e nível de capacidade instalada também caíram.

Na Europa, foram divulgados os indicadores de clima dos negócios do Ifo da Alemanha. A avaliação da situação atual teve desempenho de 89,0 pontos, contra 90,6 de expectativa. Já em relação à expectativa de negócios, houve elevação de 94,32 pontos, contra a projeção de 91,8. O Índice de Clima teve 92,4 pontos, acima dos 90,5 projetados.

Mais tarde, Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE), fará seu discurso dando suas expectativas em relação à situação econômica da Zona do Euro e da Europa.

Já aqui no Brasil, serão divulgados os balanços de CSN, Cteep, Itaúsa e Movida. No exterior, serão divulgados os números de Barkshire Hathaway, Discovery e outras.

.

Matheus Jaconeli

Economista

Nova Futura Investimentos

Leia mais:

Mercado local cai em meio a preocupações dos investidores com estatais

Queda da Petrobras altera mercados

Artigos Relacionados

Investimento chinês em pesquisa aumentará 7% ao ano até 2025

País divulga 14º Plano Quinquenal; desde 1953, PIB cresceu 1.232 vezes.

FMI: orçamento deve atender direitos das mulheres

No Egito, por exemplo, houve mais recursos para serviços públicos de creche.

Planos registram maior número de beneficiários desde dezembro de 2016

Dados de janeiro foram divulgados hoje pela ANS e confirmam tendência de crescimento no país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Investimento chinês em pesquisa aumentará 7% ao ano até 2025

País divulga 14º Plano Quinquenal; desde 1953, PIB cresceu 1.232 vezes.

FMI: orçamento deve atender direitos das mulheres

No Egito, por exemplo, houve mais recursos para serviços públicos de creche.

Planos registram maior número de beneficiários desde dezembro de 2016

Dados de janeiro foram divulgados hoje pela ANS e confirmam tendência de crescimento no país.

MP-RJ pede júri popular para Flordelis e mais oito réus

Deputada é acusada de mandar matar o marido; 11 réus respondem ao processo, mas o MP pediu para não se pronunciar sobre dois deles.

Payroll de fevereiro surpreendeu positivamente as expectativas

Soma-se às surpresas a revisão no número anterior de 49k para 166k e, principalmente, a criação de vagas no setor privado em 465k.