Mesmo com flexibilização do isolamento, desemprego aumenta

Tendência deve se estender pelo resto do ano, pois há um maior número de pessoas fora do mercado de trabalho.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Nossa expectativa - Conforme esperado, a taxa de desemprego continuou a aumentar na média de junho a agosto, apesar da recuperação gradual da economia e da flexibilização das medidas de distanciamento social. Essa tendência tende a se estender pelo resto do ano, pois há um maior número de pessoas fora do mercado de trabalho e uma parcela cada vez maior delas pode retomar a procura de emprego em tempos de retomada do crescimento econômico e redução do valor do auxílio mensal de R$ 600 para R$ 300. Ao mesmo tempo, o nível de ofertas de emprego não é suficiente para absorver esta crescente procura de emprego.

Para o terceiro trimestre, a taxa de desemprego pode atingir níveis em torno de 15%. No entanto, considerando nossa projeção de recuperação econômica, a perspectiva quanto ao controle gradual da Covid-19 e também a contratação temporária de trabalhadores do comércio para atender as vendas de fim de ano, a taxa de desemprego pode terminar este ano em 13,5%.

.

Mitsubishi UFJ Financial Group, Inc. (MUFG)

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor