Mesmo com mais 157 óbitos, Crivella decide reabrir atividades

Decreto do governo estadual vai começar liberação dia 8.

Rio de Janeiro / 23:03 - 1 de jun de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O município do Rio contabilizou até esta segunda-feira 30.014 casos confirmados, com 3.671 mortes e mais 1.039 casos de óbitos em investigação. Somente nesta segunda-feira, houve 157 óbitos confirmados. Apesar dos números elevados de casos de Covid-19, o prefeito Marcelo Crivella anunciou, através de um plano de retorno de seis fases, a retomada gradual das atividades econômicas. O decreto municipal que tratará da reabertura será publicado no Diário Oficial desta terça.

Cada fase tem 15 dias e pode ser alterada, conforme o monitoramento. Na primeira fase, volta a funcionar o setor de serviços. O comércio de rua permanece fechado, com exceção de agências de automóveis, lojas de móveis e de decoração. As lanchonetes, bares e restaurantes mantêm os esquema de entrega em domicílio ou no local e as academias continuam fechadas. Hotéis e hostels podem funcionar, mas os pontos turísticos permanecem fechados. As praias poderão ser frequentadas apenas para atividades físicas no calçadão e esportes aquáticos individuais, como o surf. Os parques também abrem somente para atividades físicas. Os voos livres individuais estarão liberados.

Os shopping centers mantêm-se fechados, com as lojas de alimentação trabalhando no sistema de delivery. Os shoppings devem ser reabertos na segunda fase.

Os atendimentos de saúde poderão ser feitos mediante agendamento, exceto nas situações de emergência, mas com a proibição de aglomerações. As atividades religiosas serão autorizadas em igrejas e templos com protocolos específicos, sem aglomeração e mediante desinfecção dos locais. Os funerais permanecerão com restrição ao número de participantes.

Na cultura, estará autorizada a venda de ingressos online ou em caixas de autoatendimento, e o sistema drive in terá restrição. Os veículos só poderão ser ocupados por duas pessoas ou em número maior se forem da mesma família. Continuam proibidos eventos em museus, teatros, cinemas, lonas, arenas e centros culturais e aquários, bem como shows, exposições, e eventos científicos e congressos. A prefeitura permitirá o funcionamento de centros de treinamento esportivo, com portões fechados apenas para treinos, com proibição de uso de sauna, piscina e banheira de hidromassagem.

Crivella estimou que as escolas comecem a funcionar somente em julho. Para ele, as atividades na cidade estarão normalizadas em agosto, mas ainda com alguns cuidados.

Já o governador do estado, Wilson Witzel (PSC), ao contrário de Crivella vai prolongar as medidas de isolamento social para conter o avanço da covid-19. Foi publicado decreto em edição extra do Diário Oficial nesta segunda-feira, que prorroga as medidas de prevenção e enfrentamento à propagação do coronavírus.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor