Metade dos que conectam a web usam a TV como acesso

Uso da internet avança em áreas rurais durante a pandemia, revela nova edição da TIC Domicílios.

A pesquisa sobre o uso de Tecnologias de Informação e Comunicação nos domicílios brasileiros (TIC Domicílios) 2021, realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) e divulgada hoje, confirma a tendência registrada nas últimas edições: o uso de aparelhos de televisão para acessar a internet tem crescido gradualmente. Nesta edição, a proporção de usuários acessando a rede pela TV alcançou 50%.

O índice é seis pontos percentuais maior que o registrado na TIC Domicílios 2020 (44%). A curva ascendente do dispositivo só é inversamente comparável à curva de queda do computador, que na edição passada perdeu o posto de segundo equipamento mais utilizado – porém ainda registrando 42% de uso. Neste ano, o computador registrou apenas 36% (incluindo máquinas de mesa, notebook e tablet). Para uma visão ainda melhor sobre a tendência, é importante olhar para 2014, quando o dispositivo ainda era o mais utilizado (80%) entre os usuários brasileiros e a TV só era usada por 7% da população.

A utilização da televisão para acesso à internet se consolidou, em particular, durante o período da pandemia. O aumento de televisores para esta finalidade aumentou de forma expressiva na região Norte, onde a pesquisa apontou um salto de 40% (em 2020) para 61%. A TIC Domicílios ainda registrou a maior alteração no índice entre os usuários de 35 a 44 anos: aumento de 22% em um ano. Entre as mulheres, o uso da TV para o acesso subiu 18%.

Nas regiões Sul e Sudeste, o uso da TV se mantém mais recorrente, com acessos de 57% e 52% da população, respectivamente. Principalmente entre usuários com nível socioeconômico mais alto, como aqueles das classes A (74%) e B (66%), uma vez que depende da existência de aparelhos com funcionalidades específicas, de conexão adequada para a transmissão de conteúdo audiovisual e da assinatura de serviços de streaming – em sua maioria pagos.

Também o celular desponta como o dispositivo mais utilizado para acesso à internet. Em 2021, 99% dos usuários afirmaram utilizar o equipamento para acessar a rede, mesma proporção registrada nos dois anos anteriores.

Os dados apontam que, para a população mais vulnerável economicamente, o uso exclusivo de telefone celular foi o mais comum, sendo mais recorrente entre a população rural, adolescentes de 10 a 15 anos, indivíduos com escolaridade mais baixa e entre aqueles das classes D e E.

Ainda segundo o estudo, a proporção de usuários de internet nas áreas rurais cresceu no Brasil em comparação ao período que antecede a pandemia, passando de 53% dos indivíduos de 10 anos ou mais em 2019 para 73% em 2021.

A pesquisa estima que, em 2021, 81% da população de 10 anos ou mais usou a internet nos últimos três meses – o que corresponde a 148 milhões de indivíduos. Também foi registrado um aumento significativo na proporção de usuários da rede nas regiões Norte (83%), Sul (83%) e Nordeste (78%) em relação a 2019.

Os domicílios das áreas rurais brasileiras também estão mais conectados à internet. Entre 2019 (período pré-pandemia) e 2021, houve um acréscimo de 20 pontos percentuais na proporção de residências com acesso à rede nessas regiões, passando de 51% para 71%.

Entre os domicílios conectados, a presença de cabo ou fibra óptica como o principal tipo de conexão à rede ocorre em 61% dos domicílios. A penetração de conexão via cabo ou fibra óptica é menor nas regiões Norte (53%) e Nordeste (54%). Na região Norte também é maior o percentual de domicílios que tem as redes móveis como principal tipo de conexão (33%).

A presença de computadores nos domicílios, entretanto, manteve-se em 39%, patamar semelhante ao observado em 2019 (período pré-pandemia). Enquanto houve um cenário de estabilidade nos domicílios das classes mais altas, onde o computador já é mais presente (99% nos domicílios da classe A e 83% nos da classe B), nas classes DE, a proporção de domicílios com computador diminuiu de 14% em 2019 para 10% em 2021. Nas áreas rurais, a presença de computador nos domicílios é mais reduzida (20%) em comparação aos domicílios em localidades urbanas (42%).

Em 2021, os aparelhos de televisão superaram os computadores, se consolidando como o segundo dispositivo mais utilizado para acessar a rede – passando de 37% dos usuários, em 2019, para 50%, em 2021. Esse aumento foi observado em quase todos os estratos analisados, principalmente entre aqueles de 35 a 44 anos (59%), usuários da região Norte (45%) e entre as mulheres (51%). Ao todo, 74 milhões de indivíduos acessaram a internet usando a televisão, um acréscimo de 25 milhões de usuários no período.

A pesquisa também revelou a prevalência do uso exclusivo do telefone celular para acessar a rede (64% dos usuários de internet). Principal dispositivo de acesso à internet desde 2015, houve um aumento de 6 pontos percentuais no uso exclusivo do telefone celular entre 2019 e 2021. O indicador é maior entre os que vivem nas áreas rurais (83%), no Nordeste (75%), entre negros (65%) e pardos (69%), de 60 anos ou mais (80%) e aqueles que pertencem às classes DE (89%). Entre os usuários da classe C, o acesso à internet exclusivamente pelo celular passou de 61% em 2019 para 67% em 2021, atingindo um contingente de 51 milhões de pessoas.

A pesquisa é realizada em todo o Brasil, anualmente, em domicílios aleatoriamente selecionados, com base no Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para a TIC Domicílios 2021 foram coletadas informações em 23,9 mil domicílios. O período de coleta se estendeu de outubro de 2021 a março de 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brics terá cooperação espacial entre os países-membros

China prevê plano para cooperação de satélites de sensoriamento remoto.

Perdas no varejo no pós pandemia chegam a R$ 24 bi

Porém, índice geral de perdas caiu no varejo brasileiro, para 1,21%.

São Paulo tem nova greve de ônibus

Motoristas param à 0h desta quarta-feira.

Últimas Notícias

Mania de Churrasco! Prime Steak & Burger abre 12º restaurante no Rio

Unidade da rede de churrascarias no Shopping Nova Iguaçu terá diferenciais especiais.

BB: Crédito para antecipação de IR já supera 2021

Clientes do banco podem antecipar até 100% do valor da restituição do IR, até o limite de R$ 20 mil

Governo divulgará preços dos combustíveis após a redução do ICMS

Ministro: Gasolina cairá de R$ 7,39 para R$ 5,84

Ibef-SP debate o futuro dos meios de pagamento

Ampliar o conhecimento sobre as novas tecnologias para realização de pagamentos nas empresas

Petrobras reinicia processo de venda de três refinarias

50% da capacidade de refino nacional, totalizando 1,1 milhão de barris por dia de petróleo processado