Minas e Rio têm os combustíveis mais caros do Sudeste

São Paulo, entretanto, fechou o mês de janeiro com os preços por litro mais baratos.

De acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o Rio de Janeiro tem a gasolina e o etanol mais caros da Região Sudeste, com preços médios por litro de R$ 5,131 e R$ 4,191, respectivamente. Já Minas Gerais lidera negativamente os valores mais caros do diesel (R$ 3,882), diesel S-10 (R$ 3,969) e gás natural veicular (R$ 3,408). Enquanto isso, São Paulo registra a menor média da Região em todos os combustíveis. O destaque do Espírito Santo foi para o registro do maior recuo no valor do GNV no país no último mês.

O etanol paulista é o mais barato do Brasil. Mesmo com aumento de 0,65%, o combustível é comercializado a R$ 3,093, em São Paulo. Em Minas Gerais, onde é encontrado o segundo menor preço, o litro médio sai das bombas a R$ 3,404.

Na Região Sudeste, o único combustível que registrou baixa de preços, se comparado a dezembro, foi o GNV, puxado pela queda de 1,51% no Espírito Santo, onde é comercializado a R$ 3,323. A média do combustível na região é de R$ 3,254, a menor do país.

“Tanto o diesel quanto o diesel S-10 em janeiro foram encontrados na Região Sudeste com valores acima apenas da Região Sul. Já o etanol só foi mais caro que no Centro-Oeste”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Na relação 70/30, que compara a gasolina e o etanol, a Região Sudeste segue dividida. Em São Paulo e Minas Gerais, o etanol compensa em relação à gasolina. No Rio de Janeiro e no Espírito Santo, a gasolina é mais vantajosa.

Por outro lado, estudo intitulado “HEV -Veículos Híbridos e Elétricos 2020”, da consultoria MegaDealer, através de dados da plataforma Auto Avaliar, identificou desaceleração nas vendas de automóveis híbridos e elétricos, nos meses de novembro e dezembro, por conta da segunda onda da pandemia. Se em agosto e outubro do ano passado as concessionárias levavam em média 30 dias para vender um modelo dessa categoria, o giro de estoque registrado em dezembro mostrou um período de 47 dias para efetivação da negociação.

“Precisamos entender se o mercado vai se comportar da mesma maneira como ocorreu na primeira onda, quando o giro de estoque chegou a 73 dias em média em junho, e quando ele vai conseguir recuperar novamente, porque, apesar desta desaceleração, os números mostram que os elétricos e híbridos já se tornaram uma opção de compra levada em consideração pelo brasileiro, afinal o mercado passou de aproximadamente 12 mil unidades vendidas em 2019 para quase 20 mil em 2020”, afirma o Country Manager da MegaDealer no Brasil, Fabio Braga.

Quando o assunto é tíquete médio, o estudo mostra que o brasileiro gastava pouco mais de R$ 157 mil em um modelo do tipo em 2019, e já a partir do segundo semestre de 2020 esse valor aumentou muito, ultrapassando R$ 271 mil.

“E se excluirmos os dados da Toyota, que lidera as vendas do setor com os modelos Corolla e RAV4, esse valor é ainda maior, chegando a R$ 357mil”, diz.

Leia mais:

Gasolina e etanol vão além dos 2% e passam a patamares à pré-pandemia

Gasolina abre ano acima do valor registrado em todos os meses de 2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brasileiro teria renda 6 vezes maior com indústria forte

Entre 1950–70, PIB do País foi multiplicado por 10.

Hospitais alertam que não têm como pagar o piso salarial de enfermagem

Há estados em que o aumento médio na remuneração será de mais 150%.

Peic: 2,93 milhões de famílias de SP estão endividadas

Cartão de crédito se destaca como o principal tipo de dívida.

Últimas Notícias

Fundos de investimento poderão atuar como formadores de mercado na B3

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou os fundos de investimento a atuarem como formadores de mercado na B3, a bolsa do Brasil. A...

ABBC: Selic deve subir 1,50 ponto percentual

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) se reúne na próxima terça-feira (7) para decidir sobre a nova Selic, a taxa básica...

Ibovespa fecha a semana em alta

(alta de 0,013%). O volume representou uma extensão do movimento positivo registrado na quinta-feira (2), quando o índice fechou com forte alta de 3,66%,...

China: Incentivos fiscais para investidores estrangeiros

A China anunciou que estendeu suas políticas fiscais preferenciais para investidores estrangeiros que investem no mercado de títulos da parte continental do país. A...

Brasileiro teria renda 6 vezes maior com indústria forte

Entre 1950–70, PIB do País foi multiplicado por 10.