Mineradoras encerraram 2020 com um faturamento 36% maior

Por Dáfane Guimarães Faria e Silva.

Em fevereiro, um balanço divulgado pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) apontou que o faturamento do setor mineral no Brasil em 2020 foi 36% superior ao do ano anterior, chegando a um montante de R$ 209 bilhões.

Os ganhos dos últimos três meses do ano passado alcançaram os R$ 83 bilhões, apresentando um desempenho 63,6% maior do que o identificado no trimestre anterior. A grande produção mineral encontrada em estados como o Pará e Minas Gerais foi a principal responsável por essa elevação. A produção paraense expôs um aumento de 97% nos lucros do quarto trimestre e a mineira registou um crescimento de 55% nos rendimentos.

O minério de ferro e o ouro foram os minerais que sofreram as maiores variações. Em 2020, a produção de minério de ferro obteve um faturamento de R$ 138,7 bilhões, 39% superior ao de 2019. Enquanto o ouro atingiu os R$ 23,2 bilhões, uma alta de 76% em relação ao ano anterior.

Embora os ganhos do setor tenham sido altos, a produção mineral negociada no ano passado foi bem similar à de 2019, apresentando uma elevação de apenas 2%. Na verdade, o que favoreceu os resultados financeiros do ano passado foi a variação dos preços no mercado internacional devido a pandemia e a valorização de 24% que o dólar alcançou em 2020. Em dezembro, a tonelada de minério de ferro chegou a custar US$ 155,84.

A movimentação dos preços no mercado internacional foi fortemente impulsionada pelo momento de pandemia. Desde o começo da crise sanitária, a China, principal destino do minério de ferro brasileiro, tem investido intensamente em sua construção civil para estimular a economia de seu país. Tal medida contribuiu diretamente para o aumento do valor do minério de ferro. O interesse pelo ouro também cresceu bastante no exterior. Tudo isso resultou em ganhos acentuados para a mineração nacional.

 

Dáfane Guimarães Faria e Silva é sócia e diretora do Grupo MBL.

Leia também:

Como informar valores recebidos a título de rescisão trabalhista

Sem vacinação em massa, suspensão de contratos só adiará catástrofe

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Reflexões para Teoria do Estado Nacional: questão nacional na colônia

Por Felipe Quintas e Pedro Augusto Pinho.

Por uma política industrial consistente

Por Ariovaldo Rocha.

Investir para vencer a inflação

Por Sofia Gancedo.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 317,2 milhões nos aeroportos de Mato Grosso

Ao todo serão investidos R$ 500 milhões nos quatro aeroportos, com participação de 65% do BNDES

Fintechs emprestaram mais de R$ 12 bi em 2021

Crédito é quase o dobro do ano anterior, diz pesquisa da ABCD e PwC Brasil

Regulador divulga primeiro balanço sobre o 5G em Portugal

No final do primeiro trimestre, já havia 2.918 estações de rede 5G espalhadas por 198 cidades (64% das cidades)

Está mais fácil comprar carro na China

Vendas no varejo de veículos de passageiros atingiram 1,42 milhão de unidades durante o período de 1 a 26 de junho

Adquirir conhecimento é a chave para investir melhor

Para economista, medo é o mesmo sentimento que se tem do desconhecido