Mito verde

A visão de uma plantação de eucaliptos como um “deserto verde”, tão divulgada por organizações que dizem defender o meio ambiente, não passa de um mito. Dados sobre o assunto estão em publicação do Movimento de Solidariedade Ibero-americana. Um dos mitos que vêm sendo divulgados é que o eucalipto é um sugador de água, exaurindo toda a disponibilidade do líquido na região onde é plantado. Mas estudos da Universidade Federal de Viçosa mostram que uma floresta de eucaliptos necessita de precipitação anual de 900mm de chuva, menos que os 1,2 mil mm necessários para as espécies da Mata Atlântica ou os 1,5 mil mm que demanda a Floresta Amazônica. Além disso, segundo a pesquisa, a raiz do eucalipto raramente ultrapassa 2,5m de profundidade, o que desmonta outro mito, o de que as raízes da árvore buscariam água nos lençóis mais profundos.

Muy amigo
Além de receber bem menos do que o oferecido pela média do mercado local – US$ 1 para $ 2,75, contra US$ 1 para $ 3,10 – quem troca dinheiro na Global Exchange, única casa de câmbio instalada no interior do Aeroporto de Eisa, em Buenos Aires, também corre o risco de receber notas falsas. Recentemente, uma funcionária da GE foi presa por, aparentemente sem o conhecimento da empresa, trocar notas de pesos falsas por dólares ou euros. O melhor é trocar o dinheiro no Banco de La Nacion, logo depois do terminal de desembarque.

Pequena$ causa$
Bandalheira é sempre inaceitável, mas as fraudes originárias de emendas de parlamentares são apenas uma gota no oceano da corrupção nacional. Totalizam R$ 5 bilhões, o que, se é suficiente para alimentar o apetite de sanguessugas e que tais, é quase nada diante de um Orçamento de cerca de R$ 200 bilhões. Ou ainda dos R$ 157 bilhões torrados pelo setor público com o pagamento de juros ano passado.

Turismo
No próximo dia 9, às 18h, será lançado, no Conselho de Turismo da CNC, a Coletânea de Turismo. Entre os autores estão Bayard Boiteux e Mauricio Werner, respectivamente diretor e coordenador do Curso de Turismo da UniverCidade.

Em Brasília…
Fiscalizar obras como presidente, ao invés de assumir que é um compromisso de campanha, garante a Lula, no mínimo, alguns minutos na Voz do Brasil.

Legitimidade
O presidente Lula precisa ser mais explícito na sua defesa de mini-Constituinte. Se não está defendendo uma Constituição eleita exclusivamente para mudar a legislação eleitoral, Lula  está insinuando que pretende transformar em Constituinte o Congresso a ser eleito em outubro? Ou seja, transformar sanguessugas em constituintes?

Dupla militância
O PFL reclama de que, ao supostamente comentar resultados de pesquisas eleitorais a serem divulgadas esta semana, o dono do Instituto Vox Populi, Marcos Coimbra, opera o mercado eleitoral. Como pesquisas só podem ser divulgadas depois de registradas na Justiça eleitoral, Coimbra, ou comete uma ilegalidade, ou insinua deter informações fruto de sua atividade para tentar interferir no mercado de pesquisas.

Para poucos
A indexação acabou no Brasil? Só para os desprovidos de contratos de concessão. Empresas que administram rodovias acabaram de ganhar reajuste superior à inflação; a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) também divulgou aumentos de até 13%. As altas só não foram mais pesadas por causa do real artificialmente turbinado.

San Telmo, nô!
Não são apenas os produtores de tecidos do Brasil que se queixam da dura concorrência da China. Na Feira de San Telmo, uma das mais tradicionais de Buenos Aires, quase todos produtos têxteis são de origem chinesa. De argentino na feira, de cerca de 200 anos, restaram a comida e as antiguidades.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPromoção
Próximo artigoGangorra anunciada

Artigos Relacionados

Engie valerá R$ 2,5 bi a mais após acordo com Aneel

Semana passada, o Monitor noticiou que a proposta da Aneel de repactuação do risco hidrológico (GSF) deixaria a conta a ser paga pelo pequeno...

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Últimas Notícias

Copom elevou taxa de juros em 1% para 6,25% ao ano

Aguardamos agora a ata que será divulgada na próxima terça-feira para maiores informações sobre a trajetória da taxa Selic.

Alemanha escolhe sucessor de Merkel no próximo domingo

Eleições deverão ser as mais concorridas dos últimos anos; pesquisas indicam vitória do SPD, social-democrata.

Reajuste salarial fica abaixo da inflação em agosto

Fipe: não houve aumento mediano real como resultado de negociações nos últimos 12 meses; desde setembro, índice tem oscilado de -1,4% a zero.

Clima positivo no exterior deve beneficiar índice Bovespa

Mercado internacional opera no positivo motivado por noticiário sobre Evergrande.

Evergrande, Fed e Copom

Bovespa encerrou o segundo dia de alta com +1,84% e índice em 112.282 pontos, mas na máxima chegou a atingir 113.321 pontos.