34.6 C
Rio de Janeiro
domingo, janeiro 17, 2021

Em 20 anos, um outro país

Diretor de Exploração e Produção da Petrobras entre 2003 a 2012, Guilherme Estrella tem não só a ficha limpa, como elevado reconhecimento por sua capacidade técnica. Em entrevista ao Brasil Debate e SindipetroNF Diálogo Petroleiro, ele demonstra também que tem visão de longo prazo: “Hoje, com a descoberta do pré-sal, nós temos a possibilidade de projetar o Brasil que queremos.” Lembra que os Estados Unidos importam hoje cerca de 5 milhões de barris por dia. “Por isso, têm que manter a Otan, que na prática serve para garantir o suprimento energético da Europa e dos EUA. Iraque, Líbia e Síria estão aí para provar isso, ou estão destruídos ou sem governo, instáveis, por ações da Otan.” Já o Brasil, com a Petrobras, garantiu o fornecimento por todo o século XXI, com o petróleo em frente as praias de Copacabana ou de Santos.

Temos uma dívida elevada, mas porque tivemos que investir muito nos últimos 12 anos. O Brasil de 2002 era um país energeticamente dependente. Não tínhamos soberania”, ensina. “Para isso foram necessários grandes investimentos. O pré-sal foi descoberto, e iniciaram-se operações em tempo recorde. O setor petrolífero internacional fica surpreso quando vê essa capacidade e competência para explorar em águas profundas, com tecnologia nossa. A experiência profissional da Petrobras é ímpar. Estamos produzindo no pré-sal e não tem um acidente.”. Estrella recomenda que o governo tem que retomar a gestão da companhia e participar diretamente, como acionista majoritário, da solução da dívida da empresa.

No contexto da exploração do pré-sal, não se pode abdicar da estratégia do conteúdo local. “Temos hoje dois modelos de desenvolvimento disputando o Estado brasileiro: um com enfoque na soberania e independência; e um outro extremamente dependente, privatista. A principal diferença entre eles é o ‘cérebro’. Falamos aqui da competência tecnológica, de conhecimento, de engenharia. Quando se coloca isso no exterior, mata-se a inteligência brasileira. O verdadeiro desenvolvimento de um país acontece quando o país possui instrumentos para resolver seus próprios problemas. Essa é a verdadeira soberania. A experiência nacional é fundamental, e a indústria petrolífera tem um espectro de tecnologia e cadeia produtiva extremamente largos. Passa pela informática, mecânica, eletrônica. Se manter esses sistemas de avanços científicos e tecnológicos, em 20 anos nós seremos outro país” vislumbra.

NFe

Com a decisão da Secretaria da Fazenda paulista de não dar continuidade ao software de emissão de notas fiscais eletrônicas, a Dzyon apresenta uma alternativa gratuita, o NotaSoft, baseado na nuvem, que faz todo o processo de geração, certificação e envio automatizado das notas eletrônicas. Segundo a CEO da companhia, Francine Nonaka, o sistema é utilizado com regularidade atualmente por mais de 2 mil empresas, número que deverá dobrar em 2017.

A descontinuidade não afeta somente São Paulo: “O software paulista é usado em caráter nacional, com apoio do Ministério da Fazenda, e está integrado aos sistemas de autorização de todos os estados”, diz Francine.

Olimpíada cubana

Em Vila Nova, Piauí, a população local escolheu o médico Argèlio Hernández Pupo para participar do revezamento da tocha olímpica em Lagoa Grande, Pernambuco, no final do mês passado. Para desgosto dos críticos do programa Mais Médicos e dos dinossauros que ainda acham que em Cuba criancinhas fazem parte do menu do almoço, Pupo é cubano.

Rápidas

Queda da confiança, inflação, desemprego e o desempenho recente da economia brasileira estarão em debate no segundo Seminário de Análise Conjuntural de 2016, que o Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre) realiza no próximo dia 13, das 16h às 18h, Entre os palestrantes, Regis Bonelli, Silvia Matos, José Júlio Senna, Salomão Quadros e Aloisio Campelo. Os comentários finais estarão a cargo de Armando Castelar, Samuel Pessôa e Bráulio Borges. O evento é aberto, mas é necessária inscrição prévia pelo site www.fgv.br/ibre *** A história dos Jogos Olímpicos, os esportes e outras curiosidades, além de espaço de simulação de modalidades esportivas como ciclismo, levantamento de peso, atletismo, tiro com arco e ginástica estarão na Arena Rio 2016, que ocupa o Carioca Shopping até 20 de junho *** De 20 a 26 de junho, o Piola Jardins (Alameda Lorena, 1.765, São Paulo) será a sede da exposição das obras de Osmar Santos, cuja verba será destinada à ONG Apasfa, que mantém a campanha #AdoteUmPetComDeficiencia *** O advogado e professor João Mestieri fará palestra durante o evento “Direito Penal no século XXI: os desafios da tutela penal empresarial”, que acontece dia 23, às 19h, no Ibmec-RJ (Avenida Presidente Wilson, 118 – Centro). Durante o encontro será lançado o curso de pós-graduação em Direito Penal Econômico e Criminalidade Complexa e também haverá palestra do ministro Sebastião Reis Junior *** O jornalista Paulo Alonso será empossado, dia 17, no Lions Clube.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.