Moby fecha 2021 com crescimento de 26%

Apesar da pandemia, da crise econômica e da redução na fabricação de veículos, a Moby corretora de seguros conseguiu fechar o ano de 2021 com um crescimento de 26% sobre o realizado em 2020. A operação de saúde, que começou em 2018, também teve resultado expressivo em função do crescimento orgânico e do programa de corretor parceiro que ganhou força em um período no qual a sociedade passou a priorizar o seguro e o plano médico no orçamento.
De acordo com Arley Boullosa, sócio fundador, fazer investimentos na captação de leads, efetuar novas contratações e ampliar o canal de parceiros foram ações que agregaram em 2021. “Foi um ano que trouxe muito aprendizado e reafirmou que pessoas fazem toda diferença em momentos difíceis. Temos um time altamente qualificado e comprometido com a cultura da empresa, além de termos desenvolvido, em quase dez anos de existência, uma metodologia de avaliação de desempenho e reconhecimento financeiro que remunera de forma justa quem entrega mais resultados. Todo investimento que fizemos em treinamentos, reuniões e feedbacks sistemáticos, fizeram passarmos a pandemia até aqui remando na mesma direção e no mesmo ritmo. E aumentamos de doze para mais de oitenta corretores atuando como parceiros de negócios na corretora”, explicou.
De acordo com o foco na gestão em colocar em prática as ações planejadas, o êxito em 2021 contou com a força tarefa das sócias Liliane Barros e Kamila Alves, que conduziram de forma impecável suas áreas, por meio de decisões baseadas em números, e não em suposições. Para 2022, o planejamento da Moby prevê a ampliação de parcerias estratégicas e desenvolvimento de novos canais de distribuição de produtos.
A internet é uma fonte inesgotável de prospecção de novos clientes, mas a ida de muitas corretoras para o ambiente digital e o surgimento de novos agentes, têm tornado o canal caro. E a perspectiva é que continue a aumentar em 2022. A Moby está desenvolvendo algumas alternativas para tornar a captação de novos clientes, sem gerar custos altos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Setor de seguros deve crescer até 15% este ano

No caso de seguro de vida emocional a cobertura é apenas para morte acidental

CVG-RJ: “Café da Manhã com a MAG Seguros” sobre o WinSocial

Um produto para o público com diabetes, HIV e outras doenças excluídas do seguro tradicional

Planos de saúde individuais somam reajuste de 16,3% este ano

Para advogado, alta elevada é resultado de cancelamento por muitos usuários

Últimas Notícias

Operações financeiras de Shanghai estão estáveis apesar da epidemia

O centro financeiro da China, Shanghai, conseguiu manter suas operações financeiras estáveis apesar do recente ressurgimento da COVID-19.

Carga de energia aumentou 2,2% em abril ante 2021

ONS: Subsistema Sudeste/Centro-Oeste registra variação positiva de 4,8%.

Quatro em 10 brasileiros pretendem pedir crédito nos próximos 90 dias

Intenção atingiu maior patamar desde junho de 2021; dívidas são o principal motivo.

Healthtechs e edtechs rivalizam com fintechs por investidores

Startups de saúde e de educação se aproximam das empresas de tecnologia financeira na disputa pelos aportes

Mercados dão continuidade a movimento negativo visto desde ontem

Bolsas e commodities cedem, enquanto as curvas de juros dão um alívio; moedas são a exceção e avançam contra o dólar.