Monotemático

Para o economista Jardel Leal, do Dieese, a única meta de Primeiro Mundo que o Brasil ainda busca é o índice de inflação. Tal limitação, alerta, condena o país ao subdesenvolvimento. “Por que não corremos atrás de empregos, indústria, Saúde e Educação de Primeiro Mundo”, questiona Leal, indignado com a meta de superávit nominal proposta pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Para que serve?
Os Estados Unidos já viram pelo menos US$ 1 trilhão, ou pouco menos de 10% do seu produto interno bruto (PIB), virar pó. Em julho, a renda dos estadunidenses teve a maior queda desde 2005. Cresce o número de pessoas no país que têm seus imóveis retomados pelos credores por não poderem arcar com as prestações. O país chafurda no Iraque, no qual já perdeu cerca de 4 mil vidas e provocou a morte de pelo menos 500 mil outras, incluindo velhos, crianças e mulheres. A base de Guantánamo virou sinônimo de tortura, oficialmente, autorizada pela presidência dos EUA. E, até no importante campo simbólico, o país foi humilhado pela China nas Olimpíadas de Pequim.
Apesar de todos esses dados que apontam para um crescente, embora não-linear, processo de descenso da hegemonia estadunidense, a mídia de lá, replicada pela de cá, decidiu dar centralidade na sua cobertura a questões de gênero e raça. Ou seja, a (ainda) principal economia do planeta segue como um navio sem rumo, mas o mais importante, para a imprensa estadunidense, é saber se a cor da pele de um candidato o credencia ou não para encarar os desafios dos próximos anos ou, ainda, se a escolha de uma inexpressiva governadora de estado é capaz de alavancar a campanha da situação por usar saia e não paletó.
Diante dos desafios postos aos EUA e ao restante do mundo e do tom da cobertura da imprensa local e mundial, não resta mais dúvidas: as eleições foram transformadas numa pantomina e num show de excentricidades e personalidades moldadas por marqueteiros.

Sem Proer
Na Dinamarca, o governo se viu forçado a uma virtual estatização do Roskilde Bank, o oitavo maior do país, em uma operação similar à feita pelo governo britânico com o Northern Rock, informa o boletim eletrônico Resenha Estratégica. O governo dinamarquês assumiu a responsabilidade por depósitos e dívidas na ordem de US$ 8 bilhões. Mas, de acordo com o presidente do Banco Central da Dinamarca, Nils Bernstein, os acionistas do banco arcarão com os prejuízos. “O pressuposto é que os detentores do capital perderam o seu dinheiro”, disse ele ao Daily Telegraph.

Livre de imposto
A contribuição previdenciária não pode mais incidir sobre o adicional de férias. A decisão foi tomada pela Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao acolher parcialmente recurso especial do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal no Estado de Santa Catarina (Sintrafesc). Após reconheceu haver decisões anteriores nos dois sentidos, o relator do caso, ministro Mauro Campbell Marques, optou pelo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), proibiu a incidência da contribuição.

Pioneiro
O Instituto de Nutrição Josué de Castro, da UFRJ, comemora, no próximo dia 2, o centenário de nascimento do autor de Geografia da fome e geopolítica da fome. Josué de Castro foi pioneiro no movimento nacional contra a miséria e a fome e suas pesquisas e publicações o projetaram mundialmente. A homenagem, que contará com uma mostra de painéis sobre a vida e obra de Castro, acontece no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, na Praia Vermelha.

Definições
O blogueiro César Maia, que, nas horas vagas, é prefeito do Rio de Janeiro, resolveu se intrometer no programa do candidato do PSOL à Prefeitura do Rio, deputado federal Chico Alencar: “Em nome do passado do Chico, valia fazer uma vaquinha e comprar equipamentos para melhor definição de imagem do seu programa de TV.”
Na réplica, o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) emendou, dizendo que: “Baixa definição mesmo tem é o governo dele.”

Artigo anteriorBNDES: R$ 27,5 bi do Tesouro
Próximo artigoPredatórias
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

Mudar preços implica parar venda de refinarias

Mercado financeiro cobrará deságio, e Petrobras precisa de ativos para poder operar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

IGP-M acumula inflação de 28,94% em 12 meses

Segundo FGV, taxa ficou em 2,53%, em fevereiro, após registrar 2,58% em janeiro.

Confiança do comércio tem leve alta em fevereiro

Segundo a FGV, é a primeira alta depois de quatro quedas consecutivas.

Balanço melhor que o esperado da Petrobras anima mercado nacional

Hoje, no exterior, Bolsas mundiais operam sem direção única.

O futuro está nas criptomoedas?

Quarta foi de intensa volatilidade nos mercados externos; por aqui com justificativa, ainda em função do imbróglio de Petrobras e Eletrobras.

Preços dos carros mais vendidos subiram 9,4% em média em um ano

Com 18,23% de variação, Renault Kwid foi o que mais subiu de preço entre os 13 mais vendidos.