Montadoras fazem número recorde de recall na China

Internacional / 09:19 - 28 de jul de 2016

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Os recalls de montadoras globais e nacionais na China envolveram um recorde de 8,8 milhões de veículos no primeiro semestre de 2016, mais que o dobro do mesmo período do ano passado. Em 2015, a China tinha recolhido 5,59 milhões de veículos defeituosos, disse hoje Yan Fengmin, diretor do departamento responsável pela aplicação da lei da Administração Geral da Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarentena (AGSQIQ). O país chamou de volta às lojas mais de 34 milhões de veículos desde 2004, quando iniciou o sistema de recall, de acordo com Yan. Entre os 103 casos registrados no primeiro semestre deste ano, 29 foram realizados devido a defeitos nos airbags, envolvendo quase 4,9 milhões de veículos. Os problemas de motor foram outra grande razão e fizeram mais de 2,2 milhões de unidades voltarem às lojas. As montadoras japonesas fizeram o maior número de recall, envolvendo quase 5,7 milhões de unidades em 40 lotes, seguidas pelas norte-americanas (2,5 milhões e 16) e as alemãs (458,9 mil e 23). A China é o maior mercado de automóveis do mundo. Entre janeiro e junho de 2016, foram vendidos 12,83 milhões de unidades no país, um aumento anual de 8,14%. Em 2015, os fabricantes despacharam 24,59 milhões de veículos na China, uma alta anual de 4,7%. Foi a expansão mais lenta em três anos, depois do crescimento de 6,9% em 2014 e 13,9% em 2013. Agência Xinhua

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor