Moradores de rua nos EUA: 3x número do Brasil

População dos Estados Unidos é apenas 1,6x a do Brasil; quantidade de moradores de rua lá cresceu 70 mil em 3 anos

1422
Pessoas sem-teto nas ruas de Los Angeles, EUA (foto Xinhua)
Pessoas sem-teto nas ruas de Los Angeles, EUA (foto Xinhua)

O número de moradores de rua nos EUA em janeiro de 2023 era de 653,1 mil, um aumento de 12% em relação ao ano anterior. Em 2020, o número de norte-americanos sem-teto era de 580 mil.

O número assusta ainda mais ao ser comparado com a estimativa no Brasil. A população em situação de rua aqui era de 227.087 até agosto de 2023, segundo pesquisa do Ipea.

Enquanto a população dos Estados Unidos é cerca de 1,6 vezes maior que a brasileira, o número de sem-teto lá é quase 3 vezes maior que aqui.

O Ipea faz sua estimativa baseado no Cadastro Único, o que significa que o número de brasileiros em situação de rua pode ser maior.

Espaço Publicitáriocnseg

Mesmo assim, no país mais rico do mundo, era de esperar um número muito menor, tanto absoluto quanto proporcional. O número de sem-abrigo de janeiro de 2023 é mais elevado do que em qualquer momento desde que a contagem pontual (PIT) começou em 2007.

O número de moradores de rua nos EUA voltou a crescer após o fim do pagamento de fundos federais que ajudaram as localidades a colocar pessoas em hotéis e outros alojamentos durante a pandemia, no âmbito do Plano de Resgate Americano.

Especialistas em habitação relatam que dois terços das pessoas no levantamento feito em janeiro relataram que não faziam parte dos sem-teto “crônicos”, mas que estavam vivendo isso pela primeira vez.

O aumento dos aluguéis e outras despesas de moradia pode ter influência: o preço médio do aluguel aumentou 25% entre janeiro de 2021 e junho de 2022, de acordo com a National Low Income Housing Coalition.

Então é Natal na TV

Estudo realizado pela Tunad sobre campanhas de Natal na TV aberta de São Paulo mostra um aumento de 20% no total de anúncios relacionados ao tema Natal de 2021 para 2022, podendo atingir o mesmo crescimento em 2023. A pesquisa compara o período de 10 a 25 de dezembro.

Em 2022, a marca com mais inserções foi a Marabraz, com 497, sendo 38% delas no SBT. Em segundo lugar, ficou a Coca-Cola, com Record e RedeTV representando 68% das emissoras anunciadas.

Em termos de aumento nas buscas pela marca no Google em relação à média (em inglês, uplift), o destaque foi para o Mercado Livre, que teve mais que o dobro do uplift absoluto em relação ao segundo colocado, que foi a Ultrafarma, e quatro vezes mais uplift médio que a Havan.

Em 2023, as categorias que mais se destacam em número de inserções relacionadas ao Natal são: Produtos Financeiros, Produtos Alimentícios e Bebidas Não Alcoólicas. Em relação às marcas, Viva Sorte lidera por enquanto, com 204 inserções, sendo 53% delas feitas na Rede Bandeirantes, seguida por Dolly e Cacau Show.

Feliz Natal a todos

Difícil escrever algo otimista no Natal em uma época de tantos conflitos, genocídio e desigualdade. Talvez por isso mesmo devemos procurar a inspiração de Jesus e aspirar por um mundo mais justo e humano.

Rápidas

A Warren Investimentos anuncia Robinson Marchini como diretor de Tecnologia (CTO). Ele conta com passagens pelo Itaú Unibanco e Banco Pan, entre outros *** A FGV EMAp oferece Programa de Verão com cursos gratuitos no formato híbrido para estudantes da Graduação e Pós-graduação da FGV e de outras instituições de ensino superior. Informações: emap.fgv.br/programa-de-verao

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui