Moscou pronta para romper relações com a União Europeia

A Rússia está perto de romper as relações com a União Europeia. A afirmação foi do ministro das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, após o anúncio de sanções da UE devido à prisão, do oponente Alexei Navalny, ordenada por Vladimir Putin.

A escalada das tensões, entre a UE e a Rússia, continua, com relações que agora parecem bem reduzidas. Após a onda de protestos, pedindo a libertação de Navalny, preso no seu retorno da Alemanha, e especialmente após a expulsão de diplomatas europeus, a UE anunciou sua intenção de sancionar Moscou. Ainda não há nada oficial, mas o Alto Representante da Política Externa Europeia, Josep Borrell, foi claro: “Propostas concretas serão apresentadas”, afirmou Borrell, acrescentando que “a Europa e a Rússia estão se afastando uma da outra”.

A resposta russa foi imediata: um trecho de uma entrevista com o ministro Lavrov foi publicado no site do Ministério de Assuntos Exteriores no qual afirma: “Não queremos nos isolar da vida global, mas estamos prontos.” E enfatizou: “Si vis pacem, para bellum” (se você quer paz, prepare-se para a guerra).

Lavrov, de acordo com uma tradução da Reuters, disse que a Rússia está pronta para sanções, mesmo que sejam impostas “a setores que possam criar riscos para a economia”. Segundo o ministro russo, a UE não é “um parceiro confiável” nesta fase, devido ao que Moscou julga ser uma interferência na política interna.

Por outro lado, Borrell afirma que “uma coletiva de imprensa, agressivamente organizada, e a expulsão de três diplomatas europeus” durante a visita do Alto Representante a Moscou “indicam que as autoridades russas não querem aproveitar a oportunidade para iniciar um debate mais construtivo com a UE”.

Um primeiro passo, no sentido de sanções, poderá ser dado durante a reunião de 22 de fevereiro entre os chanceleres dos países-membros. Os 27 líderes da UE vão falar sobre as relações com Moscou, no mês seguinte. No entanto, qualquer decisão sobre sanções contra a Rússia requer unanimidade.

 

Edoardo Pacelli é jornalista, ex-diretor de pesquisa do CNR (Itália) e editor da revista Italiamiga.

Leia mais:

Por que o valor do IPTU e dos imóveis nunca baixará em São Paulo

Quem decide é o povo!

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Lula livre. Até quando?

Jurista: Necessidade de proteger Moro e os procuradores da Lava Jato.

Produtividade na indústria cai com menor produção na pandemia

Para 2021, as perspectivas são melhores, em razão do início da vacinação da população.

Demanda por bens industriais cresceu 0,6% em janeiro

Ipea apontou avanço de 6,6% no trimestre móvel encerrado no primeiro mês de 2021.

Aumenta consumo de pornô por público feminino

Relatório de site de entretenimento adulto revela que 39% do acessos são de mulheres.

Abertura de empresas tem alta de 13,4% em novembro

Segundo Serasa, sociedades limitadas impulsionaram índice; comércio teve alta estimulada por Black Friday e festas de fim de ano.