MPRJ fiscalizará uso do dinheiro da privatização da Cedae

Expectativa de duração da força-tarefa será de seis meses.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) instituiu uma força-tarefa para fiscalizar a destinação dos recursos obtidos a partir dos contratos de concessão celebrados pelo estado e pelos municípios na área de saneamento básico. A resolução foi assinada pelo procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, nesta quarta-feira.

Luciano Mattos considera que a necessária fiscalização do patrimônio público evita danos ao erário. “A força-tarefa que estamos criando vai dar suporte à atuação das Promotorias de Justiça para esse acompanhamento, que é muito complexo. O trabalho coletivo vai gerar maior eficácia e celeridade na atuação ministerial, buscando maior transparência na gestão desses recursos e para coibir a utilização indevida”, explicou o PGJ.

Uma das primeiras ações da força-tarefa será auxiliar os promotores na fiscalização do uso dos quase R$ 23 bilhões arrecadados pelo chamado “leilão da Cedae” (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro). A resolução que instituiu a força-tarefa lembra que a recente realização do leilão de lotes das concessões, em 30 de abril, foi o primeiro projeto de concessão dos serviços de saneamento básico após a edição do novo marco regulatório do saneamento básico no Brasil. Na resolução, o MPRJ menciona que é urgente o acompanhamento dos valores advindos dessa outorga.

A expectativa de duração da força-tarefa será de seis meses, prorrogável tantas vezes quanto necessárias. Sua atuação será a título de auxílio consentido aos promotores naturais com atribuição para tutela do patrimônio público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Faturamento da indústria cai ao menor nível desde junho de 2020

É a terceira queda mensal consecutiva do faturamento real.

Preços na ‘porta de fábrica’ subiram 28,83% no acumulado em 12 meses

Refino de petróleo e produtos de álcool puxaram alta.

Governo fomenta desemprego desviando recursos da indústria naval

Verba do Fundo de Marinha Mercante foi usada para amortizar dívida pública.

Últimas Notícias

Escala da indústria de big data chinesa excederá 3 trilhões em 2025

A escala da indústria de big data da China tem a previsão de superar 3 trilhões de yuan pelo final do ano 2025, de acordo com o plano de desenvolvimento para a indústria de big data, durante o período do 14º Plano Quinquenal divulgado pelo Ministério da Indústria e Informatização (MIIT, sigla em inglês) nesta terça-feira.

Potencial das pessoas para promover a diversidade

Por André Abram.

Aumento do número de juízes dos TRFs é sancionado por Bolsonaro

Lei 14.253, de 2021 não gera aumento de despesas.

Alta dos juros já impacta concessão de crédito imobiliário

Em outubro, o volume de crédito imobiliário alcançou a marca de R$ 17,1 bi.

B3 divulga a 1ª prévia do Ibovespa B3 e demais índices

A prévia registra a entrada de Porto Seguro ON (PSSA3) e Positivo Tec ON (POSI3).