Mudança de foco

A revelação de que as empresas exportadoras operavam nos mercados futuros de câmbio esclareceu uma curiosidade que incomodava o economista Luiz Gonzaga Belluzzo: por que os empresários do setor, de repente, tinham parado de reclamar do real sobrevalorizado: “Aí quando surgiram as notícias sobre perdas das empresas nos mercados futuros é que eu entendi”, ironiza.

Papéis
As operações de títulos de securitização em recebíveis imobiliários aumentaram de R$ 1,44 bilhão, em 2007, para R$ 3,72 bilhões, em setembro de 2008. O estudo foi realizado pela Nova Financial, empresa especializada no setor. “Com o arrefecimento das operações de aberturas de capital em bolsa este ano, a securitização tem ganho espaço no mercado”, afirma Roberto Hage, diretor da consultoria. A securitização consiste em operações que possuem recebíveis (contas a receber) decorrentes de financiamentos para a aquisição de imóveis residenciais, comerciais e industriais.

Por música
Nesta quinta-feira, a Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação (ABBR) realiza em sua sede no Jardim Botânico a III Jornada de Musicoterapia. Profissionais debaterão sobre o panorama atual da profissão e a aplicação da musicoterapia no tratamento de TDH e crianças com risco social, dentre outros temas. Estudantes e profissionais da área podem se inscrever gratuitamente, até quarta, pelo telefone (21) 3528-6404 ou pelo email: [email protected]

Chicago
Fã dos filmes policiais hollywoodianos e diletante da arte de reescrever o final das fitas, um leitor da coluna teve novo insight criativo no fim de semana sobre um maiores sucessos do gênero: “E se o Eliot Ness fosse preso e o Al Capone solto, será que a história de Chicago seria outra?”

Após Dalila
Se a intenção era mostrar força numa das áreas mais problemáticas da cidade, o prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), deu um tiro na água ao nomear o novo secretário de Transportes. Apesar do nome, Alexandre Sansão, o futuro responsável pelo setor não tem um fio de cabelo.

Transparência
O seminário internacional “Auditoría de la Deuda en América Latina”, em Brasília, de 12 a 14 de novembro, vai reunir, pela primeira vez, autoridades e sociedade para debater o resultado da auditoria oficial das dívidas públicas interna e externa do Equador dos últimos 30 anos. “Outras iniciativas importantes estão surgindo no Paraguai, Peru, Bolívia, Argentina e Brasil. Transparência é sempre importante, e, quando o dinheiro público é que está pagando a conta da crise financeira privada, é a hora de discutir e buscar saídas”, comenta o economista Rodrigo Avila, ligado à Rede Jubileu Sul.

Coisas do coração
O Hospital Pró-Cardíaco abriu inscrições para o I Curso Anual de Atualização em Cardiologia, voltado para médicos, residentes e acadêmicos de medicina (a partir do 6º período). Com coordenação do médico Evandro Tinoco Mesquita, o curso será realizado no Hotel Excelsior, em Copacabana, de 4 a 6 de dezembro. A inscrição custa R$ 250 para médicos; R$ 180 para residentes; e R$ 120 para acadêmicos. Informações pelos telefones: (21) 2131-1444 / 2131-1470.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Artigo anteriorVirou caça
Próximo artigoA ver navios
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Capitalismo na origem da pandemia

Agronegócio e destruição do habitat estão nas raízes de 70% das novas doenças infecciosas.

Bitcoin leva 2 pancadas de uma vez

Pagamento de resgate a hackers e declaração de Musk mostram ‘lado negro da força’.

Taxação sobre heranças reflete desigualdade

Apenas 0,5% da receita vem de impostos sobre bens deixados ou doados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Hospitais temem onda de multas por não se adequar à LGPD

Estabelecimentos de pequeno e médio porte alegam não ter recursos para cumprir a lei.

Prisão de Pazuello na CPI é improvável, afirma jurista

Liminar concedida por Lewandowski será submetida à apreciação da Corte.

Turismo caiu 17,6% em março

No primeiro mês pandêmico no Brasil, março de 2020, setor viu receitas caírem 22,3%; ante mesmo mês de 2019, retração é de mais de um terço.

Custo de produção de suínos passa dos R$ 7 por quilo vivo

Em abril, os custos para produzir suínos aumentaram 2,33% ante março, fazendo indicador do setor medir a variação nos custos de produção.

Europa opera em comportamento negativo nesta manhã

A Bolsa de Frankfurt cedia 0,80% e Londres operava em queda de 0,66%.