Ménage

Fatos e Comentários / 17:29 - 19 de abr de 2000

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Depois das declarações de ACM anunciando que a relação entre ele e o presidente FH é tão profícua que faltou apenas eles fazerem sexo, resta saber se o senador Jáder Barbalho está se sentindo como marido traído ou se o relacionamento dele com FH é do tipo moderninho. Namoro O PDT realiza, no próximo dia 24, uma série de pequenas manifestações denunciando o desemprego, a grande maioria sob a forma de "tribunas populares" O principal ato, porém, será no Instituto Alberto Pasqualini. Para quem até outro dia buscava apoio junto ao presidente FH, não deixa de ser um sinal de mudança de rumo Noivado No dia 1º de maio, em ato público, na Cinelândia, o governador Anthony Garotinho vai assinar documento estabelecendo o salário mínimo de R$ 400 para os servidores públicos estaduais. O ato é organizado pelo PDT, em uma demonstração da reconciliação entre o governador e o candidato a prefeito, Leonel Brizola. Não é à toa que o governador está seguindo a tradição, iniciada por Getúlio Vargas, de assinar o mínimo no 1º de maio. Casamento? Até agora ainda não está clara a aliança feita entre PDT e PMDB no Estado do Rio. Dentro do partido do governador as posições estão divididas. A frente que elegeu Garotinho, com exceção do PT, também não foi consultada. Vem chumbo grosso aí. No ar O professor Marcos Coimbra, que integra o grupo de articulistas do MM, inaugurou ontem o site www.brasilsoberano.com.br. Segundo Coimbra, o objetivo é estimular o debate de alternativas ao modelo neoliberal que levou o país à estagnação. Comemoração Até a manhã de ontem, o Movimento dos Sem Terra já realizara 103 ocupações de terras em todo o país. Somente em Pernambuco ocorreram 77. Até o final da semana, segundo líderes do MST, acontecerão mais 500 ocupações de latifúndios improdutivos, em memória dos 19 trabalhadores rurais assassinados há quatro anos no massacre de El Dourado dos Carajás e em "comemoração" aos 500 anos de descoberta do Brasil. Outro lado O MST contesta a versão "chapa branca" sobre os responsáveis pela violência ocorrida nas manifestações de terça-feira passada, quando padres, estudantes, trabalhadores urbanos e rurais foram agredidos pela Polícia Militar do Pará. O movimento atribui os incidentes a arbitrariedades da PM daquele estado. O MST contesta ainda a criatividade de alguns "jornalões", que descobriram uma suposta "brigada cubana" durante a manifestação, talvez comandada por parentes do menino Elian. Afinidade Criado há um ano pelo centro de computação da Unicamp, o site para ex-alunos tem recebido, em média, quatro mensagens diárias. As mensagens têm vindo também do exterior, de ex-alunos de Japão, Estados Unidos, Espanha e Argentina. O que mais tem impressionado o técnico encarregado de alimentar o site, Everaldo Luís Silva, têm sido a animação e o saudosismo dos internautas ao receberem notícias do local "onde passaram boa parte de suas vidas", Para os interessados, o endereço do site é: http://www.unicamp.br/ex-alunos. Seletivo$ A manutenção da taxa básica de juros em escandalosos 18,5% ao ano, determinada ontem pelo Copom, revela interessante e didático contraponto: a criatividade que escasseia no tucanato quando se trata de conceder aumento ao salário mínimo mais condizente com o tamanho da economia do país é esbanjada quando se trata de manter os juros nas alturas, fazendo a festa dos rentistas. Não por acaso, o mesmo governo que, em único dia, elevou a Selic de 19% para 45% ao ano, demorou intermináveis seis meses para baixar a taxa de 19% para 18,5% ao ano.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor