25 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Mundo perde Maradona

Um dos maiores jogadores de futebol mundial em todos os tempos, Diego Armando Maradona faleceu nesta quarta-feira, aos 60 anos. Segundo a Télam, agência pública de notícias da Argentina, o ex-jogador sofreu um ataque cardiorrespiratório em casa, na cidade de Tigre, zona norte da região metropolitana da capital Buenos Aires.

Além de craque, Maradona também se destacou fora das quatro linhas por nunca esconder seus posicionamentos políticos. O argentino sempre se declarou uma pessoa de esquerda e manifestou essa identificação em diversos momentos de sua vida. A tatuagem de Fidel Castro que fez na perna e de Che Guevara, no ombro direito são exemplos. Segundo o próprio Maradona, essa foi uma forma de agradecer à Cuba. O ex-jogador passou um período no país para realizar um tratamento contra a dependência química.

Outro posicionamento crítico de esquerda foi quando disse que era ‘um soldado de Lula e Dilma’ após impeachment da ex-presidente.

Maradona sempre defendeu Venezuela e Cuba contra os embargos dos EUA. O argentino se posicionou ao lado da Venezuela e de Cuba contras as ingerências norte-americanas nos países. Em 2017, manifestou apoio ao presidente venezuelano Nicolás Maduro e disse que estava pronto “para lutar contra o imperialismo” e atuar como “soldado para uma Venezuela livre”.

Ainda em julho deste ano, Maradona pediu demissão de dois postos que ocupava à frente da Fifa. O motivo era a defesa da entidade após uma viagem do ex-presidente da Argentina Mauricio Macri durante a pandemia de coronavírus.

Maradona também apoiou uma candidatura da associação das Avós da Praça de Maio, grupo de mulheres que buscam crianças desaparecidas pela ditadura militar argentina, ao Prêmio Nobel da Paz.

Á época que defendeu a premiação, o argentino disse que a associação merecia por sua “luta incansável, serena e valente para a restituição de crianças apropriadas pelo terrorismo de Estado”.

O ex-jogador havia afirmado ainda que as Avós seriam merecedoras pelo “amor e cuidado” pelos netos que foram recuperados e pela “permanente busca” por aqueles que ainda não foram encontrados.

Para finalizar, venceu a Inglaterra na Copa após Guerra das Malvinas. Na partida das quartas-de-final contra a Inglaterra, a Argentina encarou a Inglaterra pela primeira vez após a Guerra das Malvinas, dessa vez dentro de um campo de futebol. Um sentimento de revanche se abatia sobre os argentinos, derrotados no conflito bélico pelo arquipélago que até hoje está sob domínio britânico.

Maradona definiu o jogo com dois gols que entraram para a história. O primeiro, que ficou conhecido La Mano de Dios (A Mão de Deus), foi um gol de mão validado pelo juiz. Minutos depois, Maradona driblou três jogadores e o goleiro em um espaço de dez segundos para marcar o segundo gol – no hoje chamado Gol do Século.

O jogo terminou 2×1 para a Argentina. A vitória sobre a Inglaterra e a conquista do bicampeonato teve um peso simbólico para um sentimento de soberania do povo argentino frente ao imperialismo britânico.

#Da Redação com informações da Agência Brasil e da Opera Mundi

Artigos Relacionados

Exportações de suco de laranja recuam 23% entre julho e dezembro

Safra menor e estoques mais elevados estão entre as principais razões para a baixa.

BRF conclui aquisição de processadora na Arábia Saudita

Companhia amplia presença e investirá cerca de US$ 7,2 mi para ampliar capacidade da processadora de alimentos Joody Al Sharqiya Food.

Ajuda venezuelana inclui oxigênio e médicos

Em vídeo gravado na fronteira do Brasil com a Venezuela, o presidente da Associação de Médicos Formados no Exterior agradeceu o governo de Nicolás Maduro pelo envio do oxigênio para o Brasil. Ele compõe a Brigada Simón Bolivar, formada por voluntários que prestarão assistência gratuita através de convênio com o Estado do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportações de suco de laranja recuam 23% entre julho e dezembro

Safra menor e estoques mais elevados estão entre as principais razões para a baixa.

Os desafios para Joe Biden nos EUA

Avanço da Covid-19 pode fazer com que democrata e equipe tenham que apagar alguns incêndios no começo do mandato.

Mercados sobem em véspera do Copom

Campos Neto, presidente do BC, participa da primeira sessão da reunião do Copom.

Mercados locais sobem seguindo Bolsas mundiais

Dia amanhece com tendência de alta para o mercado interno, seguindo NY na volta do feriado.

Contra tudo temos vacina

Dia promete ser de mais recuperação da Bovespa, dólar fraco e juros em queda.