Mutações perigosas

Apesar da ausência de estudos que descartem, de forma mais segura, a ausência de males para a saúde, a área dedicada ao plantio de transgênicos no mundo cresceu 20%, em 2004, alcançando 13,3 milhões de hectares, segundo estudo do Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia (Isaaa, na sigla em inglês). Segundo a Isaaa, cerca de 8,25 milhões de agricultores de 17 países plantaram transgênicos 2004, quando, pela primeira vez, o crescimento absoluto da área de produção de produtos geneticamente modificados foi maior em países em desenvolvimento (7,2 milhões de hectares) do que em países industrializados (6,1 milhões de hectares), onde a resistência a esse tipo de cultura é mais forte e organizada.

Crescimento desordenado
No Brasil, apesar de o cultivo de transgênicos ser ilegal, os dados apontam crescimento de 66% da área com soja RR. Em 2004, o Brasil cultivou 5 milhões de hectares de soja transgênica em seu segundo ano de plantio, mais 66% em relação a 2003. O país responde agora por 6% do produção da produção global de transgênicos, enquanto a população continua a não ser corretamente informada sobre possíveis males a sua saúde e ao meio ambiente.

“Governor”
Sexta-feira, na Câmara de Comércio Americana (Amcham), onde esteve para falar sobre desenvolvimento econômico, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, foi apresentado como ministro, tanto pelo presidente da Amcham, Joel Korn, quanto pelo locutor da casa.

Justo
Na platéia da Amcham, alguns comentavam que a entonação de Meirelles fazia lembrar o personagem de Chico Anísio, deputado Justo Veríssimo, que odiava os pobres. A semelhança ficou maior quando Meirelles contou que, ao ser questionado por um empresário paulista sobre a miséria em torno do Morumbi e a eficácia da política econômica, respondeu que “os graves problemas do Brasil não devem servir de justificativa para cometermos erros”, no caso, mudar as diretrizes para a economia.

Sombra
Já tem fila à espera dos óculos de sol Silver Star, da grife italiana Fendi, que chegam ao Brasil nesta estação. Desembarcam apenas 30 peças e os escolhidos terão que desembolsar a bagatela de R$ 2,5 mil por exemplar. O que comprova que, se o Fome Zero vai mal, no governo Lula o Caixa Alta vai bem.

E água fresca
Na mesma linha, as vendas dos sofisticados relógios Montblanc cresceram 199% no Brasil em 2004. As vendas da marca no país tiveram aumento de 23%. No segmento de canetas de luxo a grife é líder mundial, garantindo que abocanha 96% do mercado.

Governadores
O Brasil dos Nossos Sonhos é o tema do Fórum dos Governadores Debates ADVB-Rio 2005, que será aberto em março pelo chefe do Executivo paulista, Geraldo Alckmin. O fórum da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB-Rio) será realizado mensalmente, em forma de palestra-almoço, seguida de debate, sempre no Guanabara Palace Hotel, entre 12h e 14h30.

Frota gigante
“Vamos exportar álcool para a China, que quer implementar a frota de carros convertidos”, previu o secretário de Governo e Coordenação do Estado do Rio, Anthony Garotinho, que anunciou que o governo fluminense está incrementando o programa RioCana. Ao receber Doug Foshee, presidente da El Paso, Garotinho convidou a empresa norte-americana a participar do projeto. O encontro se deu no Palácio Guanabara e incluiu o presidente da empresa no Brasil, Eduardo Karrer, que garantiu que a empresa investirá US$ 60 milhões no país somente em exploração e produção de petróleo.

Artigo anteriorTroco
Próximo artigoSem crédito
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

A cabeça do dragão

Por Gustavo Miotti.

Portugueses pedem extensão das moratórias bancárias

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) está pleiteando a prorrogação das moratórias bancárias até 31 de março de 2022”. O...

China libera reservas de metais não ferrosos para reduzir custos

A China disse que continuará a liberar suas reservas estatais de cobre, alumínio e zinco para garantir preços estáveis para as commodities e aliviar...