Mutações perigosas

Apesar da ausência de estudos que descartem, de forma mais segura, a ausência de males para a saúde, a área dedicada ao plantio de transgênicos no mundo cresceu 20%, em 2004, alcançando 13,3 milhões de hectares, segundo estudo do Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia (Isaaa, na sigla em inglês). Segundo a Isaaa, cerca de 8,25 milhões de agricultores de 17 países plantaram transgênicos 2004, quando, pela primeira vez, o crescimento absoluto da área de produção de produtos geneticamente modificados foi maior em países em desenvolvimento (7,2 milhões de hectares) do que em países industrializados (6,1 milhões de hectares), onde a resistência a esse tipo de cultura é mais forte e organizada.

Crescimento desordenado
No Brasil, apesar de o cultivo de transgênicos ser ilegal, os dados apontam crescimento de 66% da área com soja RR. Em 2004, o Brasil cultivou 5 milhões de hectares de soja transgênica em seu segundo ano de plantio, mais 66% em relação a 2003. O país responde agora por 6% do produção da produção global de transgênicos, enquanto a população continua a não ser corretamente informada sobre possíveis males a sua saúde e ao meio ambiente.

“Governor”
Sexta-feira, na Câmara de Comércio Americana (Amcham), onde esteve para falar sobre desenvolvimento econômico, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, foi apresentado como ministro, tanto pelo presidente da Amcham, Joel Korn, quanto pelo locutor da casa.

Justo
Na platéia da Amcham, alguns comentavam que a entonação de Meirelles fazia lembrar o personagem de Chico Anísio, deputado Justo Veríssimo, que odiava os pobres. A semelhança ficou maior quando Meirelles contou que, ao ser questionado por um empresário paulista sobre a miséria em torno do Morumbi e a eficácia da política econômica, respondeu que “os graves problemas do Brasil não devem servir de justificativa para cometermos erros”, no caso, mudar as diretrizes para a economia.

Sombra
Já tem fila à espera dos óculos de sol Silver Star, da grife italiana Fendi, que chegam ao Brasil nesta estação. Desembarcam apenas 30 peças e os escolhidos terão que desembolsar a bagatela de R$ 2,5 mil por exemplar. O que comprova que, se o Fome Zero vai mal, no governo Lula o Caixa Alta vai bem.

E água fresca
Na mesma linha, as vendas dos sofisticados relógios Montblanc cresceram 199% no Brasil em 2004. As vendas da marca no país tiveram aumento de 23%. No segmento de canetas de luxo a grife é líder mundial, garantindo que abocanha 96% do mercado.

Governadores
O Brasil dos Nossos Sonhos é o tema do Fórum dos Governadores Debates ADVB-Rio 2005, que será aberto em março pelo chefe do Executivo paulista, Geraldo Alckmin. O fórum da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB-Rio) será realizado mensalmente, em forma de palestra-almoço, seguida de debate, sempre no Guanabara Palace Hotel, entre 12h e 14h30.

Frota gigante
“Vamos exportar álcool para a China, que quer implementar a frota de carros convertidos”, previu o secretário de Governo e Coordenação do Estado do Rio, Anthony Garotinho, que anunciou que o governo fluminense está incrementando o programa RioCana. Ao receber Doug Foshee, presidente da El Paso, Garotinho convidou a empresa norte-americana a participar do projeto. O encontro se deu no Palácio Guanabara e incluiu o presidente da empresa no Brasil, Eduardo Karrer, que garantiu que a empresa investirá US$ 60 milhões no país somente em exploração e produção de petróleo.

Artigo anteriorTroco
Próximo artigoSem crédito
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

ANS determina que planos cubram novos remédios, exames e cirurgias

Novos exames e tratamentos passaram a fazer parte da lista obrigatória de assistência, que deverá ser observada a partir de abril.

Ibovespa futuro sobe no momento, mas com muita cautela

No exterior, Bolsas globais recuam em meio a preocupações com a inflação nos EUA.

IPC-S sobe em seis capitais brasileiras em fevereiro

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na...

Trava política impede recuperação mais forte

Nesta segunda, mercados aqui foram na mesma direção do exterior em recuperação, mas sem mostrar maior tração. 

Sony deixará de vender áudio e vídeo no Brasil

Multinacional japonesa venderá aqui apenas consoles de games importados.