Não mudar para tudo seguir como está

Esta coluna lamenta desiludir os que acreditam que o Brasil está sendo passado a limpo pela Lava Jato. A operação limpeza...

Esta coluna lamenta desiludir os que acreditam que o Brasil está sendo passado a limpo pela Lava Jato. A operação limpeza não está ocorrendo, e isto não apenas pela diferença de velocidade e de vontade entre as investigações da Lava Jato que envolvem integrantes da esquerda e acusados de outras tendências, especialmente o PSDB. Há fatos, vários, que mostram não só a continuidade do que foi exposto pela operação, como também a tentativa de sua perpetuidade. Exemplo em pauta, a reforma política engendrada no Congresso. Não se trata nem ao menos de tentar limpar o passado e começar a jogar pelas novas regras; a tentativa é evitar as punições do que foi feito e garantir que não ocorram no que se vai fazer. Nada de estranho, tendo à frente do governo e do parlamento as figuras que lá se encontram.

Não serão autointitulados super-heróis que trarão soluções simples, pois estas não existem. A crença arraigada na sociedade de que um líder messiânico nos levará à terra prometida não passa disso – uma crença. Mudanças que deixem o Brasil mais ético são parte de um processo, que terá avanços e recuos. Que passa também por uma remodelação do país, com redução da injustiça e desigualdade social, com maior participação. Sem isto, só restará desilusão.

 

Cortina de fumaça

Um jornal publicou que 30% dos países não têm financiamento público de partidos, nem de campanha. Olhado por lentes menos embaçadas, significa que 70% utilizam um ou outro – ou ambos. Neste rol estão Estados Unidos e Canadá, quase toda a Europa e a América Latina. Sem qualquer dinheiro público na jogada, figuram Itália, Suíça e um punhado de países da África e da Ásia. Ah, também a bolivarianista Bolívia.

Mesmo onde não há uma verba específica para campanhas, o dinheiro usado para os partidos acaba beneficiando os candidatos. Mas há limites e incentivos a doações privadas.

Assim, a discussão que pulula na grande mídia no Brasil, com a divulgação da elevada soma de R$ 3,6 bilhões, parece, antes de tudo, destinada a trazer de volta o financiamento de campanhas pelas empresas, fonte de favores, corrupção e disfarce para as vultuosas quantias via caixa 2.

 

Poliana

A divulgação da prévia do PIB pelo Banco Central – alta de 0,25% no segundo trimestre sobre mesmo período do ano anterior e de 0,06% no ano – levou o Estadão a estampar a manchete: “Índice do BC aponta que economia teve melhor 1º semestre desde 2014”. Depois de dois anos de recessão, não chega a ser motivo de comemoração. Aliás, em 12 meses, mesmo na prévia dessazonalizada do BC, a produção brasileira desabou mais 1,82%.

 

Cibercrime

Investimentos em segurança da informação consomem cerca de 10% do orçamento de TI de uma empresa. Porém, a Real Protect estima que mais de 70% das companhias estão despreparadas para enfrentar ataques cibernéticos. Um dos principais erros é achar que a aquisição de equipamentos e softwares é suficiente para garantir a segurança dos dados, esquecendo que é necessária dedicação de profissionais capacitados, além de monitoramento contínuo e atualizações constantes. Pesquisa realizada pela consultoria Gartner, aponta que, até 2019, mais de 50% das operações de segurança nas empresas serão feitas com algum tipo de gerenciamento de segurança terceirizado.

 

É tudo com P

Michel Temer recebeu o presidente do Paraguai, Horacio Cartes. A importância do encontro pode ser resumida pela saudação que o brasileiro fez a seu colega “de Portugal”.

 

Rápidas

A Fundação Getulio Vargas realiza nesta quarta-feira, em parceria com o Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro, o seminário Isop: Pioneiro da Psicologia, das 9h às 17h30, na FGV Candelária, no Centro do Rio *** Comportamento do Eleitor – Como Construir Campanhas Vencedoras é o curso que a ESPM realizará em 13 de setembro, através da plataforma EAD. Inscrições pelo site http://www2.espm.br/cursos/ead/o-comportamento-do-eleitor-de-2018-e-como-construir-campanhas-vencedoras *** O IAG – Escola de Negócios da PUC-Rio realiza nesta quinta-feira, às 19h, a palestra “Transformação Digital e a Era Cognitiva – Transformando Pessoas e Profissões”, ministrada pelo CEO da IBM no Brasil, Marcelo Porto. Inscrições pelo site http://bit.ly/IBMnoIAG *** Com o objetivo de promover e divulgar os mecanismos de fomento à inovação para as indústrias, a Fiesp realiza o seminário Ferramentas de Apoio para Inovar nas Indústrias, nesta terça-feira, das 9h às 13h. O ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab, participará do encontro.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Falta de servidores traz prejuízo, inclusive financeiro

Fila de segurados no INSS vai engrossar precatórios em R$ 11 bilhões.

Desmonte do Estado se dá pelas beiradas

Miçangas e espelhos empurram reformas administrativas nos municípios.

O que vale pros precatórios vale pra dívida interna?

Se calotes são defensáveis, poderiam ser estendidos para os títulos públicos.

Últimas Notícias

Distribuição comercial: quais cláusulas e condições mais importantes?

Por Marina Rossit Timm e Letícia Fontes Lage.

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...