Na lata

A alta do petróleo ameaça a produção de tintas e vernizes, com aumento no custo de matérias-primas, aliado à escassez de alguns insumos. O alerta é dado pelo Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo (Sitivesp). O real forte também contribui para a elevação dos custos, inclusive de matérias-primas que não são derivadas do petróleo. Os aumentos chegam a 49%. Embalagens também estão na lista de altas. O preço da folha de flandres, principal matéria das latas, subiu 6% em janeiro; 4% em março; e 4% em maio. O sindicato estima que a inflação setorial em 2008 fique em 10%.

Celulite européia
A Europa gasta de US$ 10 bilhões a US$ 15 bilhões por ano para combater a celulite. A estimativa é do médico espanhol Iñigo de Felipe, que participou, no último fim de semana, do II Simpósio Internacional de Celulite, no Rio de Janeiro: “Na Espanha, existe um grupo de 75 clínicas que, ano passado, faturou 60 milhões de euros em tratamento corporal e facial e que representa 6% do mercado espanhol. Daí, poderia afirmar que, na Espanha, onde a mulher é tão vaidosa quanto a brasileira, gasta-se 1 bilhão de euros, o que me faz estimar que, na Europa, a cifra pode bater em US$ 10 bilhões, ou US$ 15 bilhões”, calcula.

Celulite americana
Já Fernando Emiliozzi, diretor comercial da SkinLight, que trouxe para o simpósio o que considera o mais moderno aparelho para tratamento de celulite – o VelaShape – sustenta que, nos Estados Unidos, o consumo é o dobro do europeu. Só em tratamento corporal, por exemplo, diz, foram gastos US$ 250 milhões, em 2007.

Incógnita brasileira
No Brasil, no entanto, durante os dois dias em que especialistas do mundo inteiro e de diversas áreas participaram do II Simpósio Internacional de Celulite, foi impossível chegar a um consenso. O mercado de combate à celulite envolve o uso de cosméticos, cirurgias, aplicações, tratamentos e compra de aparelhos de última geração.
A presidente do II Simpósio Internacional de Celulite, Doris Hexsel, afirmou que, embora no Brasil esse cálculo ainda não tenha sido feito, o gasto da mulher brasileira poderia ser menor, se existisse uma cultura da prevenção: “A brasileira só procura uma clínica após os 35 anos e, por conta disso, tem de recorrer a tratamentos mais caros. Há quem afirme que a brasileira gasta, em média, 30% do seu orçamento com produtos de beleza”, garante.
Em 2006, o Brasil ficou em terceiro lugar no ranking mundial do Euromonitor, com a indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos faturando US$ 18,2 bilhões. Os EUA, que ficaram em primeiro, giraram US$ 50,45 bilhões. Do total movimentado no Brasil, 25% foram produtos destinados aos cabelos e 9% para tratamento da pele – ou US$ 910 milhões.

Fórum
Estão abertas as inscrições para o I Fórum de Mídia Livre, que ocorrerá nos próximos dias 14 e 15, das 9h às 17h, no Auditório Pedro Calmon do Fórum de Ciência e Cultura (FCC), no campus da  Praia Vermelha, da UFRJ. O evento, que reunirá participantes de todo o país, tem sido antecedido por ampla mobilização de jornalistas, acadêmicos, estudantes, ativistas e demais interessados na democratização da comunicação e da defesa da diversidade informativa. As inscrições, que podem ser feitas durante o próprio encontro, custam R$ 15 para o público em geral e R$ 5 para estudantes. Mais informações no endereço http://forumdemidialivre.blogspot.com

Nutrição
O hospital Pró-Cardíaco prorrogou as inscrições para o programa trainee em Nutrição, até 6 de junho, sexta-feira. A bolsa auxílio é de R$ 740 mensais, com carga de oito horas. O aluno precisa ter, no máximo, um ano de formado. As inscrições poderão ser feitas na Rua General Polidoro, 192, 2º andar, Botafogo, Rio de Janeiro – RJ, das 8h às 20h. Dúvidas pelo e-mail [email protected]

Samsung x HP
Quem acha que pregão eletrônico é fórmula à prova de licitações problemáticas deve rever seus conceitos. O Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu a compra de 7 mil impressoras licitadas pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). O TCU constatou que a oferta de uma das empresas desclassificadas era R$ 90 mil inferior à da vencedora. A Samsung terá que informar se seus equipamentos atendem às especificações técnicas do pregão. A HP, vencedora da licitação, poderá apresentar defesa. O ministro André Luís de Carvalho foi o relator do processo.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Artigo anteriorMilagre neoliberal
Próximo artigoJejum decisório
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Taxa de carbono vai custar quase € 800 mi à Turquia

Os exportadores turcos de produtos com alto consumo de energia, como cimento, aço e alumínio, poderão enfrentar custos adicionais exorbitantes quando as propostas legislativas...

Sonho da casa própria fica mais distante

Contratação de moradias com recursos do FGTS cai ano após ano.

Moeda chinesa na mira dos bancos centrais

Participação como reserva internacional ainda é baixa… por enquanto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Mercado de TI é alavancado pela pandemia

Tetris IT, empresa que desenvolve projetos de inovação digital, cresceu 300% em 2020.

Ações da ClearSale valorizam mais de 20% na estreia na B3

A ClearSale (ticker CLSA3) concluiu nesta sexta-feira a sua oferta pública inicial (IPO) na B3. A oferta movimentou R$ 1,3 bilhão sendo que, apenas...

Edital da Oferta Permanente inclui 377 blocos

A Agência Nacional de Petróleo e Gás Natural (ANP) publicou nesta sexta-feira nova versão do edital da Oferta Permanente, com a inclusão de 377...

Multa de R$ 500 mil para ‘fake’ sobre eleição

Uma multa de R$ 500 mil, caso repita as manifestações que questionem os últimos pleitos presidenciais realizados no país, faz parte uma ação que...

Bacia de Campos recua com redução drástica de investimentos

A Bacia de Campos, atualmente a segunda maior região produtora de petróleo do Brasil, registrou em junho a sua menor produção média dos últimos...