Na lata

A alta do petróleo ameaça a produção de tintas e vernizes, com aumento no custo de matérias-primas, aliado à escassez de alguns insumos. O alerta é dado pelo Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo (Sitivesp). O real forte também contribui para a elevação dos custos, inclusive de matérias-primas que não são derivadas do petróleo. Os aumentos chegam a 49%. Embalagens também estão na lista de altas. O preço da folha de flandres, principal matéria das latas, subiu 6% em janeiro; 4% em março; e 4% em maio. O sindicato estima que a inflação setorial em 2008 fique em 10%.

Celulite européia
A Europa gasta de US$ 10 bilhões a US$ 15 bilhões por ano para combater a celulite. A estimativa é do médico espanhol Iñigo de Felipe, que participou, no último fim de semana, do II Simpósio Internacional de Celulite, no Rio de Janeiro: “Na Espanha, existe um grupo de 75 clínicas que, ano passado, faturou 60 milhões de euros em tratamento corporal e facial e que representa 6% do mercado espanhol. Daí, poderia afirmar que, na Espanha, onde a mulher é tão vaidosa quanto a brasileira, gasta-se 1 bilhão de euros, o que me faz estimar que, na Europa, a cifra pode bater em US$ 10 bilhões, ou US$ 15 bilhões”, calcula.

Celulite americana
Já Fernando Emiliozzi, diretor comercial da SkinLight, que trouxe para o simpósio o que considera o mais moderno aparelho para tratamento de celulite – o VelaShape – sustenta que, nos Estados Unidos, o consumo é o dobro do europeu. Só em tratamento corporal, por exemplo, diz, foram gastos US$ 250 milhões, em 2007.

Incógnita brasileira
No Brasil, no entanto, durante os dois dias em que especialistas do mundo inteiro e de diversas áreas participaram do II Simpósio Internacional de Celulite, foi impossível chegar a um consenso. O mercado de combate à celulite envolve o uso de cosméticos, cirurgias, aplicações, tratamentos e compra de aparelhos de última geração.
A presidente do II Simpósio Internacional de Celulite, Doris Hexsel, afirmou que, embora no Brasil esse cálculo ainda não tenha sido feito, o gasto da mulher brasileira poderia ser menor, se existisse uma cultura da prevenção: “A brasileira só procura uma clínica após os 35 anos e, por conta disso, tem de recorrer a tratamentos mais caros. Há quem afirme que a brasileira gasta, em média, 30% do seu orçamento com produtos de beleza”, garante.
Em 2006, o Brasil ficou em terceiro lugar no ranking mundial do Euromonitor, com a indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos faturando US$ 18,2 bilhões. Os EUA, que ficaram em primeiro, giraram US$ 50,45 bilhões. Do total movimentado no Brasil, 25% foram produtos destinados aos cabelos e 9% para tratamento da pele – ou US$ 910 milhões.

Fórum
Estão abertas as inscrições para o I Fórum de Mídia Livre, que ocorrerá nos próximos dias 14 e 15, das 9h às 17h, no Auditório Pedro Calmon do Fórum de Ciência e Cultura (FCC), no campus da  Praia Vermelha, da UFRJ. O evento, que reunirá participantes de todo o país, tem sido antecedido por ampla mobilização de jornalistas, acadêmicos, estudantes, ativistas e demais interessados na democratização da comunicação e da defesa da diversidade informativa. As inscrições, que podem ser feitas durante o próprio encontro, custam R$ 15 para o público em geral e R$ 5 para estudantes. Mais informações no endereço http://forumdemidialivre.blogspot.com

Nutrição
O hospital Pró-Cardíaco prorrogou as inscrições para o programa trainee em Nutrição, até 6 de junho, sexta-feira. A bolsa auxílio é de R$ 740 mensais, com carga de oito horas. O aluno precisa ter, no máximo, um ano de formado. As inscrições poderão ser feitas na Rua General Polidoro, 192, 2º andar, Botafogo, Rio de Janeiro – RJ, das 8h às 20h. Dúvidas pelo e-mail [email protected]

Samsung x HP
Quem acha que pregão eletrônico é fórmula à prova de licitações problemáticas deve rever seus conceitos. O Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu a compra de 7 mil impressoras licitadas pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). O TCU constatou que a oferta de uma das empresas desclassificadas era R$ 90 mil inferior à da vencedora. A Samsung terá que informar se seus equipamentos atendem às especificações técnicas do pregão. A HP, vencedora da licitação, poderá apresentar defesa. O ministro André Luís de Carvalho foi o relator do processo.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Artigo anteriorMilagre neoliberal
Próximo artigoJejum decisório
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Na pandemia, BNDES vendeu ações que agora valem o dobro

Em nove meses, banco perdeu R$ 8 bi só em 1 operação.

Desigualdade, Big Tech e EUA são maiores ameaças à democracia

7 em 10 chineses avaliam que seu país vai bem na questão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Queda de faturamento atinge 82% dos MEI

Em Minas, 60% dos microempreendedores individuais formalizados na pandemia abriram o negócio por oportunidade.

Inflação oficial fica em 0,31% em abril

Grupo com alta relevante no mês foi alimentação e bebidas (0,40%), devido ao comportamento de alguns itens.

Manhã de hoje é negativa em quase todo o mundo

Em Nova Iorque, Dow Jones e S&P futuros cediam 0,10% e 1,04%, respectivamente.

Projeção da Selic é de 5% no final deste ano

Para o ano que vem, analista projeta 6,5%, dado o alerta do Copom sobre o ritmo de normalização após reunião de junho.

Dia começando ruim nos mercados globais

Ontem, os mercados abertos na parte da tarde desaceleraram, com o Dow Jones fechando em queda de 0,10%.