Não fortalecer o SUS não é opção, é omissão

Sistema de saúde britânico multiplicou verba e investiu na atenção primária.

Criado logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1948, o sistema público de saúde britânico (NPH) representava, naquele ano, 11,2% do orçamento do governo. Em 2018, a participação pulou para quase 3 vezes mais: 29,7%. Essa ampliação de recursos não significou inchaço da infraestrutura, esclarece o economista cearense Dércio Chavez, estudante do Master of Research Economics na Universidade de Exeter, na Inglaterra.

“Hoje o Reino Unido dispõe de 120 mil leitos hospitalares. Em 1948, eram 480 mil”. O NHS investiu na expansão da atenção primária, o que reduziu a demanda por leitos e colaborou para a eficiência do sistema. “O resultado desse investimento foi um aumento da expectativa de vida, que hoje é de 81 anos, e da mortalidade infantil, que está em 1,8 por mil nascimentos”, ilustrou, em webinário realizado na sexta-feira passada pelo Observatório do Federalismo Brasileiro do Governo do Ceará, moderado por Flavio Ataliba, secretário-executivo da Secretaria de Planejamento do estado, pesquisador associado do FGV Ibre.

Mônica Viegas, coordenadora do Grupo de Estudos da Saúde e Criminalidade do Cedeplar/UFMG, afirmou no evento que “se algumas respostas não aconteceram de forma adequada [durante a pandemia], isso ocorreu em função das escolhas dos gestores, e não devido ao SUS”.

Roberto Claudio, ex-prefeito de Fortaleza, mestre em Saúde Pública, reforça: “Frente a grave crise econômica fruto da pandemia, vários países de viés liberal, como os Estados Unidos, voltaram a destacar o papel do Estado com coordenador da economia. Hoje, não pensar no fortalecimento de políticas públicas não é opção, é omissão”, afirma.

 

Oposição

A opção pela atenção primária, como o médico de família, contraria interesses poderosos de empresas farmacêuticas, produtores de equipamentos e alguns setores médicos.

 

Mais da metade para 1/4

No Brasil, 58% dos recursos investidos em saúde vão para o setor privado, atendendo apenas 25% da população, acusa Adriano Massuda, ex-secretário de Ciência e Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde.

 

Pão e circo

Ao contrário do que fez com o e-mail oferecendo vacina da Pfizer ou com o contrato de compra da Coronavac, Bolsonaro foi rápido em responder a pedido da CBF para sediar a Copa América no Brasil, às vésperas da terceira onda de Covid.

 

Rápidas

O Tribunal de Contas do Rio (TCE-RJ) julga nesta terça-feira, às 14h30, as contas de governo estadual de 2020, sob a responsabilidade de Wilson Witzel e Cláudio de Castro. A sessão poderá ser acompanhada ao vivo pelo YouTube *** A Aegea Saneamento abriu inscrições para 56 vagas do Programa de Estágio 2021, em todo o Brasil, destinadas a estudantes dos ensinos médio técnico ou superior. Inscrições até 6 de junho *** Aasp realizará de 1° a 10 de junho, às terças e quintas-feiras, às 9h30, o evento “INSS digital e processo administrativo”. Inscrições aqui *** Para celebrar 2 de junho, dia que marca a instauração de um regime democrático no país, o Consulado da Itália em Belo Horizonte promoverá uma intervenção assinada pelo arquiteto Silvio Todeschi, de 1º a 13 de junho, na fachada do Museu de Artes e Ofícios, que tem projeto arquitetônico assinado pelo italiano Luiz Olivieri.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPara inglês ver
Próximo artigoÚltima hora também é hora

Artigos Relacionados

Alerj discute tombamento do Engenhão

Projeto impedirá demolição ou fim da pista de atletismo.

Ensino superior em Portugal sobrevive graças aos alunos estrangeiros

Valor pago pode ser 5x maior que por nacionais.

Construção da P-80 ‘exporta’ 395 mil empregos

Candidatos defendem volta do conteúdo local e fazer reparos de embarcações no Rio.

Últimas Notícias

Vestuário e calçados têm desempenho positivo entre redes de moda

Dia dos Pais impulsionou desempenho do setor; mercado de roupas usadas pode ultrapassar varejo de moda em 2024.

Bares e restaurantes tiveram o maior faturamento do ano em julho

Segundo associação do setor, 32% dos estabelecimentos operaram com lucro no período, enquanto 41% tiveram equilíbrio.

China aprofunda cooperação agrícola pela segurança alimentar global

Quando os ventos sopram a exuberante fazenda de trigo que se estende por cerca de 300 hectares no noroeste do Zimbábue em agosto, é difícil acreditar que essa terra fértil era estéril há uma década.

Câmara do Rio cassa mandato de Gabriel Monteiro

Vereador foi julgado por quebra de decoro parlamentar.

ODI não financeiro da China sobe 4,4% de janeiro a julho

O investimento direto não financeiro (ODI, sigla em inglês) aplicado pela China no exterior atingiu 424,28 bilhões de yuans nos primeiros sete meses do ano, um aumento anual de 4,4%, mostram os dados oficiais nesta quinta-feira.