Neoliberalismo mata

O economista Rodrigo Ávila, da Auditoria Cidadã da dívida, comenta que o número de suicídios na Grécia subiu 17% desde 2009. “Dados extra-oficiais de 2010 citados no parlamento mencionam um aumento de 25% em relação a 2009”, completa. Segundo Ávila, o ministro da Saúde grego relatou um aumento de 40% nos suicídios no primeiro semestre de 2011, comparado ao mesmo período de 2010. “A violência também aumentou, pois os índices de homicídio e roubo quase dobraram entre 2007 e 2009.”

Conta corrente
O Bradesco recebeu com festa, nesta quarta, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, o primeiro servidor público estadual a abrir sua conta no Bradesco. No início do ano, o banco paulista venceu a licitação aberta pelo governo fluminense para ter direito de administrar as contas dos 465 mil funcionários públicos da ativa, aposentados e pensionistas. O segundo a abrir conta foi o vice-governador, Luiz Fernando Pezão. Os dois foram recepcionados pelo próprio presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, no centro de atendimento montado exclusivamente para atender aos servidores na Capital.

Problemas à vista
Mas, se abrir a conta foi fácil para Cabral e Pezão, não há garantia de que os servidores terão a mesma sorte. Teste feito por esta coluna no site do Bradesco, com um servidor aposentado do estado, chegou à mensagem “CPF não localizado”. Há risco de o trabalhador ser prejudicado, até mesmo ficar sem receber o salário, se erros deste tipo forem generalizados.
O funcionário não tem direito a ir à agência que escolher e for mais conveniente para abrir a conta. Deve ir ao site do banco para saber dia, hora e local aonde deve comparecer. Além do centro de atendimento instalado na Cidade Nova, para atender aos servidores da Capital, que tem capacidade para receber 6 mil pessoas a cada dia, entre 8h e 18h, de 20 de outubro a 14 de dezembro, o Bradesco montou 18 postos no estado.

Não larga o osso
O Itaú, que desde a privatização do Banerj, ainda no Governo marcello Alencar, tinha o monopólio das contas salário dos servidores estaduais do Rio de Janeiro, não está disposto a perder tal filé sem briga. Todos os funcionários do estado estão sendo abordados nas agências onde recebem para assinarem um documento em que pedem ao Bradesco para fazer a portabilidade do salário, garantida pelo Banco Central aos trabalhadores da iniciativa privada desde 2009 e que será um direito dos funcionários públicos a partir de 2012. O Itaú já traz o papel preenchido para o servidor: é só preencher com o número da conta no Bradesco a entregar no novo banco.

Bola fora
A visão homogenizante da Globo, inclusive no futebol, parece ser imune até as perdas de audiência. Depois de optar, em abril, por não exibir a partida em que o Fluminense jogava sua classificação para as oitavas de final da Taça Libertadores, contra o Argentinos Juniors, em Buenos Aires, para transmitir o morno Flamengo x Horizonte, pelas fases iniciais da Copa do Brasil, a emissora que detém o monopólio da transmissão das partidas do futebol brasileiro volta a trocar audiência por ideologia. Com o Campeonato Brasileiro pegando jogo, a Globo deixa de transmitir, nesta quarta-feira, Botafogo x Santos – que, por poder mudar a liderança da competição, interessa além das torcidas dos dois times, a outras seis – por Flamengo x Universidade Católica, pela Copa Sul Americana.

Schumpeterianos
Independentemente de o governo se curvar ou não às descabidas tentativas da Fifa de interferir na vida dos brasileiros, qualquer observador da realidade fora dos gabinetes refrigerados tem pelo menos uma convicção. Não haverá repressão capaz de impedir, durante a Copa de 2014, o exercício do empreendedorismo dos camelôs tupiniquins, que, certamente, irão driblar quaisquer barreiras para vender produtos populares relativos ao evento. Quiçá, muitos dos quais made in Ásia.

Situação
O Governo Federal está empenhado em manter a atual diretoria no comando do Sindifisco Nacional, sindicato que reúne os auditores fiscais da Receita. Quem articula é o meio sumido Antônio Palocci.

Artigo anteriorCerveja de ponta
Próximo artigoIngresso de ouro
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Preços se multiplicam com térmicas caras

Desempenho do mercado livre de energia elétrica frustra e leva a medidas não planejadas.

Entrega da Eletrobras representaria 0,05% da dívida

Saída do presidente da estatal deixou mercado financeiro certo de que privatização já era.

Incerteza da população ou dos mercados?

EUA e Reino Unido espalham suas expectativas para os demais países.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Congresso encerra recesso e encara votação do orçamento

Eleições das mesas diretoras do Senado e da Câmara serão realizadas dia 1º.

SP e Recife são os destinos mais comprados para o primeiro semestre

Segundo levantamento, o Rio compõe o Top 3 das cidades mais procuradas para o período de janeiro a junho deste ano.

Ajustando o feriado

Ontem, pelo feriado em São Paulo, a Bovespa não funcionou, mas as ações brasileiras mostraram perdas.

Custo da construção sobe 0,93% em janeiro

Segundo a FGV, índice acumula inflação de 9,39% em 12 meses.

Bolsas operam mistas à espera de balanços de grandes empresas

Às 7h25, Bolsa de Paris se valorizava 0,94%.