NetEase e Microsoft oferecem treinamento vocacional para deficientes

A NetEase Cloud Classroom, uma plataforma chinesa que oferece cursos online principalmente para adultos operada por Youdao, Inc., anunciou nesta segunda-feira o lançamento de uma campanha de educação vocacional junto com a Microsoft, a fim de ajudar pessoas com deficiência na China, informou Economic Information Daily.

Um banner gigante de Youdao é visto na Bolsa de Valores de Nova York, em Nova York, Estados Unidos, 25 out, 2019. (Xinhua/Wang Ying)

Xinhua - Silk Road

Beijing, 16 mar (Xinhua) — A NetEase Cloud Classroom, uma plataforma chinesa que oferece cursos online principalmente para adultos operada por Youdao, Inc., anunciou nesta segunda-feira o lançamento de uma campanha de educação vocacional junto com a Microsoft, a fim de ajudar pessoas com deficiência na China, informou Economic Information Daily.

A campanha das duas gigantes de internet oferecerá aulas gratuitas online de treinamento vocacional para 85 milhões de pessoas com deficiência na China, preparando-as para o emprego, como ilustrador, analista de dados e administrador de rede.

Observando que os alunos de escolas vocacionais e pessoas deficientes estão enfrentando desafios específicos na era da economia digital, Hou Yang, presidente e CEO da Microsoft Greater China, acrescentou que a Microsoft tem o privilégio de trabalhar com a NetEase Youdao para fornecer cursos de treinamento gratuitos para candidatos a emprego com deficiência.

Zhou Feng, diretor executivo da NetEase Youdao, Inc., disse que a empresa sempre prestou atenção à empregabilidade de deficientes, oferecendo cerca de 1.000 oportunidades de trabalho para deficientes nos últimos dois anos. Ele acrescentou que a empresa aproveitará os seus pontos fortes na educação digital para ajudar os deficientes a melhorar as habilidades técnicas e viver uma vida melhor. Fim

 

 

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou na sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,48 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.

Representante chinês pede coordenação e estabilidade sobre alimentação

Um representante chinês pediu na quinta-feira para que a comunidade internacional trabalhe em conjunto, no objetivo de estabilizar o mercado global de alimentos, garantir suprimentos diversos de alimentos e facilitar globalmente o comércio agrícola.

Envios de celulares na China alcançam 69,35 milhões de unidades no Q1

As remessas de telefones celulares da China tiveram uma queda anual de 29,2%, chegando cerca de 69,35 milhões de unidades no primeiro trimestre deste ano, de acordo com um relatório da Academia Chinesa de Tecnologia da Informação e Comunicações (CAICT, sigla em inglês).

Últimas Notícias

Rio, petróleo e prosperidade

Por Ranulfo Vidigal.

Baixas temperaturas e geadas trazem prejuízos a agricultores

Balança comercial do agro, entretanto, apresentou superávit de US$ 43,7 bilhões no acumulado do ano, de janeiro a abril.

A pandemia do burnout

Por César Griebeler.

OIT: crises geraram déficit de 112 milhões de empregos no mundo

Guy Ryder: 'efeitos sobre os trabalhadores e suas famílias, particularmente nos países em desenvolvimento, serão devastadores.'

Banco central da China injeta liquidez via recompra reversa

O Banco Central da China injetou na sexta-feira 10 bilhões de yuans (cerca de 1,48 bilhões de dólares) de recompra reversa, visando manter a liquidez do sistema bancário.