No Sudeste, SP abre ano com o combustível mais barato

Valor médio do diesel é mais alto em Minas Gerais e etanol e gasolina estão mais caros no Rio de Janeiro.

De acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), a gasolina, o etanol e o diesel voltaram a subir na Região Sudeste em todos os estados neste início de ano. Nos primeiros dias de janeiro, o diesel comum e o diesel S-10 foram encontrados com maior preço médio por litro em Minas Gerais, a R$ 3,896 e R$ 3,977, respectivamente. O etanol está mais caro no Rio de Janeiro, onde é comercializado a R$ 4,174. O mesmo ocorre com a gasolina, encontrada nas bombas por R$ 5,093. Em São Paulo, a exemplo do que aconteceu em dezembro, os quatro tipos de combustível tiveram os menores registros no preço médio, assim como o gás natural veicular (GNV).

A maior alta da Região Sudeste foi da gasolina no Espírito Santo. Com aumento de 3% em relação ao fechamento de dezembro, o combustível tem preço médio por litro de R$ 4,789 no estado.

“Mesmo com a alta, comprar gasolina no Espírito Santo é mais barato que em Minas Gerais e Rio de Janeiro. O estado do Rio, inclusive, está atrás apenas do Acre no preço da gasolina em todo o país”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Duas únicas quedas de preço de combustível aconteceram na Região nos primeiros dias de janeiro. O GNV está 1,2% mais barato no Espírito Santo, o maior recuo para o combustível no País, e é comercializado a R$ 3,332, enquanto em Minas Gerais está 1,1% menor, com preço médio de R$ 3,387. Ainda assim, são os valores mais altos encontrados no Sudeste.

Na relação 70/30, que compara a gasolina e o etanol, a Região Sudeste segue dividida. Em São Paulo e Minas Gerais, o etanol compensa em relação à gasolina. No Rio de Janeiro e no Espírito Santo, a gasolina é mais vantajosa.

Leia mais:

Gasolina tem aumento de 1,5% no Sudeste

Passagem aérea, gasolina e alimentação em casa pressionam IPCA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Anúncio do substituto do Bolsa Família é adiado

Promessa de Bolsonaro fez dólar comercial disparar e a bolsa de valores recuar mais de 3%.

Senado aprova auxílio-gás que barateia em 50% botijão de 13Kg

Pagamento do benefício será feito preferencialmente à mulher responsável pela família.

Mesmo com crise modelo de privatização da Eletrobras é aprovado

Empregados e aposentados da estatal terão prioridade para comprar 10% das ações.

Últimas Notícias

Anúncio do substituto do Bolsa Família é adiado

Promessa de Bolsonaro fez dólar comercial disparar e a bolsa de valores recuar mais de 3%.

Senado aprova auxílio-gás que barateia em 50% botijão de 13Kg

Pagamento do benefício será feito preferencialmente à mulher responsável pela família.

RJ: R$ 7 bi em cultura, ciência e tecnologia e esporte e lazer

RJ: R$ 7 bi em cultura, ciência e tecnologia e esporte e lazer é consequência do fato de a Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa...

Mesmo com crise modelo de privatização da Eletrobras é aprovado

Empregados e aposentados da estatal terão prioridade para comprar 10% das ações.

Conversa com Investidor: Kepler Weber (KEPL3)

Coordenação: Jorge Priori