NotreDame Intermédica destaca avanços em ESG

Grupo vai criar o maior sistema de Saúde Suplementar do Brasil e da América Latina

A NotreDame Intermédica divulgou nesta quarta-feira, a edição 2021 do seu Relatório de Sustentabilidade, reunindo os resultados dos projetos e iniciativas realizados ao longo do ano antes da fusão com o Hapvida, que está em curso desde o início de 2022, e vai criar o maior sistema de Saúde Suplementar do Brasil e da América Latina, com cerca de 15 milhões de beneficiários e mais de 68 mil colaboradores.

“A partir de 2023, o Relatório de Sustentabilidade irá reunir os dados de ambas as empresas e vai mostrar a força e os benefícios que a união de duas potências do segmento da saúde vai criar para colaboradores, sociedade, beneficiários, acionistas e meio ambiente”, aponta João Alceu Amoroso Lima, vice-presidente de ESG da NotreDame Intermédica, que também passa a responder pelo tema pela Hapvida, tendo em vista que a integração das áreas ligadas ao ESG de ambas as empresas já está em andamento.

O Relatório de Sustentabilidade 2021 da NotreDame Intermédica segue as diretrizes do GRI (Global Reporting Initiative) e, em 2021, passou a monitorar e reportar os indicadores ESG de acordo com o Sustainability Accounting Standards Board (SASB), seguindo também o Standards Health Care Delivery e Managed Care, voltado às indústrias de prestação de serviços médicos e assistenciais, além dos padrões e critérios da TCFD (Task Force on Climate-Related Financial Disclosures). “Na prática, isso representa um alinhamento da companhia às melhores práticas mundiais do ESG: um trabalho aprofundado na gestão de energia, resíduos, transparência, saúde e segurança do beneficiário e colaboradores, entre outros temas”, aponta João Alceu.

Foco na qualidade

Um dos destaques de 2021 foi a obtenção da nota de excelência no IDSS, com pontuação máxima nos critérios de qualidade em atenção à saúde e sustentabilidade. O IDSS é calculado com base nos dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e é um importante indicador de satisfação dos usuários.

Projetos para obtenção de certificados de acreditação de hospitais colaboraram para este reconhecimento. Hoje, são 25 Unidades acreditadas ONA, sendo que 9 obtiveram o selo em 2021, 2 hospitais acreditados QMENTUM e 1 hospital acreditado JC. No esforço de prestar o melhor atendimento durante a pandemia, a NotreDame Intermédica realizou mais de 1,5 milhão de atendimentos médicos via Telemedicina e continuou o trabalho de medicina preventiva, iniciativa desenvolvida de maneira pioneira desde 1982.

Em 2021, foram investidos R$ 65,8 milhões em iniciativas gratuitas de promoção da saúde para pacientes e 317 mil pessoas participaram dos programas de prevenção de doenças. O Programa de Medicina Preventiva ganhou mais adesões com a criação do Programa Síndrome Pós-Covid, com atendimento integral às pessoas que apresentaram sequelas após a infecção pela doença. Outro fator importante foi a captação de pacientes por meio de um modelo preditivo baseado em Health Technology para identificar e intervir precocemente em populações com alto risco de internação.

Mudanças climáticas

Assunto recorrente na Companhia, a preocupação com o futuro do planeta resultou, em 2021, na publicação da Política de Combate às Mudanças Climáticas da NotreDame Intermédica, um documento que fortalece a governança e aprimora as diretrizes para gestão de riscos e impactos das mudanças climáticas. A Companhia segue com projetos aderentes à Agenda 2030, aos 10 Princípios Universais do Pacto Global da ONU e aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). “Por meio de programas institucionais e aplicação de novas tecnologias, estamos aumentando nossa eficiência operacional e reduzindo nossas emissões, demonstrando o engajamento neste esforço global de transição para uma economia de baixo carbono”, reforça João Alceu.

Outra novidade é que a NotreDame Intermédica iniciou o relato da governança, estratégia, gestão de risco, oportunidades e desempenho em carbono na plataforma mundial CDP Climate Change. “Fomos avaliados como B-, em uma escala de F a A, que é a maior nota de uma empresa brasileira em saúde”, destaca Alceu. “Para reforçar a transparência, disponibilizamos publicamente as respostas, que podem ser acessadas no site do CDP”, esclarece João Alceu.

O conjunto de ações voltadas à redução das emissões levou a empresa a obter Selo Ouro no inventário de gases de efeito estufa (GEE) pelo segundo ano consecutivo e o reconhecimento da B3 em janeiro de 2022, que alçou a Companhia à seleta carteira do Índice de Carbono Eficiente (ICO2). Em 2021, pelo segundo ano consecutivo, as operações da Companhia foram carbono neutro: todas as emissões de GEE foram compensadas com a compra de créditos de carbono e certificados de energia renovável. Ainda nesta linha, destaque para o investimento na construção de usinas solares, Serão seis usinas que atenderão a demanda de 60 Centros Clínicos, gerando cerca de 8350 MWh de energia limpa por ano, o equivalente ao consumo de mais de 2,7 mil residências.

Adicionalmente, a NotreDame Intermédica investiu R$ 11,2 milhões na gestão de resíduos, área que demanda atenção especial na área da saúde e exige padrões de excelência na gestão. Entre os destaques dos projetos implementados, estão: o Programa de Reciclagem de Cartões (crachás, carteirinha da operadora, cartões de banco em geral), que totalizou 621 kg de cartões destinados para reaproveitamento total, e o Projeto de Compostagem, implementado em todos os hospitais do Estado de São Paulo e que consiste na segregação de 100% dos resíduos orgânicos gerados nas cozinhas e refeitórios das Unidades. No total, 671 toneladas de resíduos foram destinadas para compostagem.

Diversidade e inclusão

Lançado em 2020, o Programa de diversidade da NotreDame Intermédica foi fortalecido em 2021 com a criação do Comitê de Diversidade e Inclusão e de cinco Grupos de Afinidades: Gênero, Étnico-racial, LGBTQIA+, PCD e Gerações. Formado por colaboradores voluntários, os grupos propuseram ações como o 1º Censo de Diversidade e Inclusão – que teve a participação de mais de 4,5 mil colaboradores e 134 médicos – e está sendo usado para sustentar o planejamento de ações em 2022.

Ainda na área interna, a NotreDame Intermédica investiu R1,7 milhão em ações voltadas à educação de seus mais de 23 mil colaboradores. Foram 42,3 mil horas de treinamento em saúde e segurança promovidas em 2021, cinco vezes o total de horas de 2020. Como resultado, 100% dos colaboradores sensibilizados no tema Anticorrupção e atendimento de 100% da Lei Geral de Proteção de Dados. Em 2021, pelo segundo ano consecutivo, a NotreDame Intermédica foi destacada como um “ótimo lugar para trabalhar” pela consultoria global GPTW.

Inovação

Reforçando o propósito de ser protagonista em inovação, a NotreDame Intermédica busca constantemente estar atualizada nas novas ferramentas tecnológicas, que ofereçam as melhores alternativas aos beneficiários. Parte deste trabalho é desenvolvido pelo Comitê de Inovação, formado por membros das áreas de operações, tecnologia, produtos e novos negócios. Entre os resultados práticos estão a digitalização dos prontuários, a modernização do sistema de agendamento e o investimento na healthtech NeuralMed, startup brasileira que tem como foco a otimização do tempo de atendimento e assertividade das decisões médicas por meio de inteligência artificial. Outro exemplo de inovação é o Instituto de Pesquisa, estruturado para impulsionar a pesquisa científica e criar soluções para tornar a saúde de qualidade acessível a gerações de brasileiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Guedes pode decidir por aumento de quase 16% para planos de saúde

Empresas do setor reclamam do aumento de custos.

STJ decide se plano deve restituir o que não consta no rol da ANS

No início do julgamento sobre o caso, ministro Luis Felipe Salomão já havia se posicionado nesse sentido.

Despesas de planos médicos atingiram R$ 206 bi na pandemia

Estudo mostra que aumento de 24% durante um ano está relacionado com a retomada de procedimentos médicos a partir de 2021.

Últimas Notícias

Ministério quer explicações da TecToy sobre carregador

Produto não tem autorização para ser vendido no mercado brasileiro.

Envios de celulares na China alcançam 69,35 milhões de unidades no Q1

As remessas de telefones celulares da China tiveram uma queda anual de 29,2%, chegando cerca de 69,35 milhões de unidades no primeiro trimestre deste ano, de acordo com um relatório da Academia Chinesa de Tecnologia da Informação e Comunicações (CAICT, sigla em inglês).

ONS: chuvas mantêm afluências estáveis

Reservatórios permanecem sem surpresas na terceira revisão de maio; carga de energia aumentou 2,2% em abril em comparação com 2021.

Receita do setor postal da China aumentou 6,3% de janeiro a abril

A indústria postal chinesa registrou um aumento constante na receita de negócios nos primeiros quatro meses deste ano, mostram os dados oficiais.

Rio é o terceiro estado que mais abre empresas no Brasil

Resultado do primeiro trimestre ano é positivo se comparado ao mesmo período de 2020; 51% dos MEI trabalhavam com carteira assinada.