Nova bolsa de dados impulsiona papel de Shanghai como hub de dados

Shanghai, localizado no leste da China, estabeleceu uma nova bolsa para troca de dados na Nova Área de Pudong nesta quinta-feira, visando impulsionar o papel do município como hub de dados internacional, relatou Shanghai Securities News.

A Bolsa de Dados de Shanghai foi estabelecida e iniciou as operações em Shanghai nesta quinta-feira. A foto mostra a cerimônia de assinatura das primeiras empresas, 25 Nov, 2021. (Xinhua/Fang Zhe)

Xinhua - Silk Road

Beijing, 26 Nov (Xinhua) — Shanghai, localizado no leste da China, estabeleceu uma nova bolsa para troca de dados na Nova Área de Pudong nesta quinta-feira, visando impulsionar o papel do município como hub de dados internacional, relatou Shanghai Securities News.

Um total de 20 produtos de dados foram listados na bolsa no dia da abertura, cobrindo oito setores, incluindo finanças, transporte e comunicação. Tomando como exemplo, o provedor de dados financeiros Wind listou 13 bases de dados financeiros.

Transações foram movimentadas já no primeiro dia. Por exemplo, o Banco Industrial e Comercial da China e a Shanghai Electric Power fecharam um acordo que permite o banco a desenvolver produtos e serviços financeiros corporativos com base em dados públicos.

A Bolsa de Dados de Shanghai (SDE) é a pioneira do sistema do seu gênero na China, com o objetivo de explorar um “modo Shanghai” para servir como um bom exemplo para as outras cidades do país.

Shanghai possui vantagens como hub de dados internacional, a cidade tem a capacidade de abrigar mais de 1.000 empresas de dados de grande porte, consegue fornecer mais de 5.000 tipos de dados acessíveis ao público e atinge um pico de quase 100 milhões de fluxo de dados de negócios diários.

O estabelecimento da SDE foi também a resposta da cidade à diretriz divulgada pelo governo central da China em 15 de junho, a qual esclareceu que Pudong estabeleceria o hub de dados internacional e a bolsa de dados, promovendo a consolidação de padrões e sistemas de comércio, comunicação e administração de dados.

Enquanto isso, a cidade promoveu regulações para apoiar o comércio de dados em termos de política e instituições. A recém lançada Regulação de Dados de Shanghai visa proteger os direitos de dados, abertura e aplicação dos recursos de dados e a segurança de dados, fortalecendo a economia digital e o desenvolvimento socioeconômico.

O ecossistema do comércio de dados foi moldado brevemente graças às preparações da SDE. Um total de 100 empresas assinaram acordos com a SDE para assegurar a conformidade e a segurança das transações de dados. Empresas reguladoras e de contabilidade terceirizadas também chegaram a acordos com a bolsa para garantir a segurança das transações.

“Em três a cinco anos, Shanghai irá acelerar a construção de infraestruturas da transação de dados, melhorar a capacidade de alocação de recursos de dados e implementar regras e diretrizes relativas à transação, conformidade, avaliação e registro. Cooperações regionais serão o destaque na região do Delta do Rio Yangtzé para volumosas transações de dados prosperarem”, disse Zhang Wei, vice prefeito de Shanghai.

Leia também:

BCs da Malásia e da China renovam acordo de swap de moeda bilateral

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China intensifica reforma de classificação de risco no mercado

A China intensificou a reforma no setor de classificação de créditos, à medida que novas regras para melhorar os padrões e regulamentações do setor entraram em vigor em 6 de agosto, em meio ao esforço mais amplo do país para reduzir os riscos financeiros e liberar ainda mais o potencial de seu enorme mercado de títulos.

China aprimora serviços de transporte para atender viagens de verão

A China vem aprimorando os serviços de transporte ferroviário e aéreo na corrida de viagens de verão, a fim de garantir viagens seguras para os passageiros.

Exportações de NEV da China aumentam 37,6% no ano em julho

As exportações de veículos de nova energia (NEV, sigla em inglês) da China registraram um crescimento anual de 37,6%, chegando a 54.000 unidades em julho, segundo os dados da Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis (CAAM).

Últimas Notícias

Como automatizar os processos e humanizar o atendimento

Por Manoel Valle.

Fiagros têm captação líquida satisfatória até junho

Esses fundos entraram em operação em agosto de 2021

Vendas financiadas de veículos leves e pesados crescem pouco

Em relação a julho de 2021, no entanto, queda é de 18,8%

Índices influenciaram o mercado nesta semana

Ibovespa encerrou nesta sexta-feira com alta de 2,33%

Petrobras informa sobre venda de direitos minerários de potássio

A Petrobras informa que iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (teaser), referente à venda de seus direitos minerários para pesquisa e lavra de...