‘Novo normal’ é de Termer para baixo

Crescimento 'lânguido' do PIB dá sinais de desaceleração; indústria fica no vermelho.

2019 vai se aproximando do ‘novo normal’ da economia brasileira, que é um crescimento em torno de apenas 1% ao ano.” A definição foi dada pelo Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) após a divulgação do crescimento da economia no terceiro trimestre do ano, dados oficiais do IBGE. Este “novo normal” coloca a alta do PIB brasileiro na 43ª posição em uma lista de 54 países.

O professor Marcio Pochmann, em seu Twitter, afirma: “Passagem do Governo Temer para Bolsonaro rebaixou a já frágil recuperação do nível de atividade econômica iniciada em 2017. Mas no 2° semestre de 2019, o PIB brasileiro voltou a recuperar o ritmo lânguido, motivado por medidas heterodoxas de adição do crédito e de renda liberada.”

A redução dos juros nominais deu algum fôlego à construção civil, mas de forma localizada, principalmente na capital paulista. Os saques no FGTS tiveram impacto mais no final do período. Alguns números do 3º trimestre atestam que a comemoração do governo, dos economistas do mercado e da imprensa – também de mercado – é baseada em terreno instável.

No ano, até o 3º trimestre, o PIB subiu 1%; até o mesmo período de 2018, a alta era de 1,3%. A queda se repete na comparação entre o acumulado nos quatro últimos trimestres (alta de 1%) e o mesmo intervalo encerrado no 3º trimestre de 2018 (elevação de 1,6%). Aliás, este indicador vem em queda constante (1,6%, 1,3%, 1,1%, 1,1% e agora 1%).

O Iedi chama atenção para a situação da indústria. Apenas a agropecuária conseguiu crescer mais no acumulado de 2019 até o terceiro trimestre (+1,4%) do que em igual período do ano passado (+0,6%). Serviços desacelerou (de +1,6% para +1,1%) e a indústria está praticamente estagnada: +0,1%. “Ou seja, temos em 2019 uma recuperação sem indústria”, lamenta o Instituto.

O ramo da indústria de transformação, que produz bens mais complexos, está pior: voltou a ficar no vermelho. Caiu 1% ante o 2º trim/19, com ajuste sazonal; 0,5% frente ao 3º trim/18; 0,2% no acumulado dos três primeiros trimestres de 2019; e 0,5% nos últimos 12 meses. Deste modo, ficou ainda mais longe (15,7% abaixo) do seu pico histórico, obtido no 3º trimestre de 2008.

 

Vozes do Rio

A Associação dos Embaixadores de Turismo do RJ lança a campanha Vozes do Rio. Coordenado pelo professor Bayard Boiteux, o projeto visa divulgar depoimentos de embaixadores do Rio em todas as redes sociais, convidando as pessoas a conhecerem o estado e seu conjunto de cidades maravilhosas.

A primeira fase, que incluiu vídeos de Ana Botafogo, Philippe Seigle, Andrea Nakane, a cantora Hanna, Neyse de Aguiar Lioy e Bayard Boiteux, atingiu 1 milhão de visualizações em três dias. A ideia e atingir 100 milhões de visualizações com 120 depoimentos até junho de 2020, segundo Claudio Castro, que preside a Associação.

 

Democracia e partidos fortes

O presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Carlos Siqueira, esteve no Rio, na noite desta segunda-feira, para inaugurar a nova sede regional. Siqueira destacou a simbólica presença de Guel Arraes, que representou a família de Miguel Arraes.

Precisamos enfrentar uma realidade muito dura que estamos vivendo. Uma crise política tão aguda, tão arriscada, nos chama a uma reflexão mais profunda. Vamos levantar a cabeça e defender as nossas ideias. Nós defendemos as melhores ideias, de humanismo, de igualdade, de democracia e de liberdade”, afirmou Siqueira.

O deputado federal Alessandro Molon, presidente estadual da sigla e líder da oposição na Câmara, fez um discurso contra as desigualdades que castigam o povo brasileiro e fluminense. E complementou, dizendo que “não há democracia forte sem partidos fortes.”

 

Segundona

Comemorar crescimento de 1% do PIB é como Fluminense e Botafogo vibrarem ao terem se livrado do rebaixamento com uma vitória do Vasco…

 

Rápidas

O Instituto Jelson da Costa Antunes (IJCA) realiza nesta quarta-feira, das 8h às 17h30, o Dezembro Negro, evento dedicado a troca e conhecimento sobre diferentes aspectos da cultura afro-brasileira *** Nesta sexta, a happy hour do Caxias Shopping será ao som de sertanejo universitário com a cantora Anna Lima *** Inovação aberta, propriedade intelectual e empreendedorismo serão temas do evento gratuito que será realizado na sede do Conselho Regional de Administração (CRA-RJ), dia 10, às 16h. Detalhes aqui,

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Plano B dos bilionários dos EUA

Fuga dos impostos, de Trump e dos bloqueios levam a dupla cidadania.

É a inflação, estúpido

Preços não dão trégua a Bolsonaro em ano de eleição.

Brasil: 3% da população, 6% dos desempregados do mundo

Pode colocar na conta de Bolsonaro–Guedes.

Últimas Notícias

Exportação de sucata ferrosa cresceu 43% em abril

Preços se acomodaram; após pressão forte no mercado em função da guerra e da China, tendência é de normalização no Brasil.

Correspondentes bancários são punidos por irregularidade em consignado

Sidney: 'assédio comercial leva ao superendividamento do consumidor; isso não interessa a ninguém, nem ao consumidor nem aos bancos'.

Inadimplência cresce e atinge 61,94 milhões de brasileiros

Número de inadimplentes no país teve crescimento de 5,59% em comparação a abril de 2021; média das dívidas é de R$ 3.518,84.

Inflação permaneceu elevada em todas as faixas de renda em abril

Variação foi entre 1% para famílias de renda mais alta e 1,06% para mais baixas; dinheiro é maior preocupação de três em quatro brasileiros.

Mercados globais operam no negativo com dados decepcionantes de China

Notícias de Xangai e IBC-Br também ficam no radar.