Novos empréstimos da China chegam a US$ 142,4 bi em julho

O M2, medida ampla de oferta monetária que cobre o dinheiro em circulação e todos os depósitos, cresceu 10,7%.

Internacional / 23:07 - 12 de ago de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Os novos empréstimos da China denominados em iuan atingiram 992,7 bilhões de iuanes (US$ 142,4 bilhões) em julho, uma queda de 63,1 bilhões de iuanes em termos anuais, mostraram dados do banco central da China.

O M2, medida ampla de oferta monetária que cobre o dinheiro em circulação e todos os depósitos, cresceu 10,7% em termos anuais para 212,55 trilhões de iuanes no final de julho, informou o Banco Popular da China (BPC). O crescimento do M2 foi 0,4 ponto percentual a menos que o no final de junho, mas aumentou 2,6 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano passado.

A medida estreita da oferta monetária (M1), que cobre o dinheiro em circulação mais os depósitos à vista, ficou em 59,12 trilhões de iuanes no final de julho, um aumento de 6,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

O M0, a quantia de dinheiro em circulação, aumentou 9,9% anualmente para 7,99 trilhões de iuanes até o final de julho. Até o final de julho, o financiamento social total atingiu 273,33 trilhões de iuanes, um aumento anual de 12,9%.

 

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor