Número de advogados no Brasil deve chegar a 2 milhões até 2023

Rápido crescimento do número de advogados no Brasil é um desafio para o mercado profissional da categoria.

O Brasil deve ultrapassar a marca de 2 milhões de advogados até 2023. A tendência é apontada pela crescente do número de advogados no país que ingressa no mercado a cada ano. Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) a cifra saltou de 1 milhão em 2016 para os atuais 1.237.932 milhões. Em uma comparação simples, há um advogado a cada 170 habitantes, uma vez que o IBGE projeta que a população brasileira ultrapassou os 210 milhões de habitantes em 2019.

O crescimento nos números da categoria pode ser constatado na plataforma Fenalaw, de conteúdo e de negócios jurídicos da América Latina. Nos últimos quatro anos, o número de visitantes do evento aumentou em 75%, com profissionais de departamentos jurídicos e de escritórios de advocacia vindos de todo o Brasil. A 16ª edição do evento acontece de 23 a 25 de outubro, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Em vigor mudanças na Lei de Improbidade Administrativa

Danos causados por imprudência, imperícia ou negligência não podem mais ser configurados como improbidade.

Arrecadação federal tem aumento de 12,9% em setembro

A abertura do comércio e da indústria por conta da vacinação contra a covid-19 e pelo aumento no IOF.

Empresa Individual lidera abertura de negócios

Indicador no geral cresceu 12,3% em julho; setor de serviços impulsionou o crescimento do índice.

Últimas Notícias

Em vigor mudanças na Lei de Improbidade Administrativa

Danos causados por imprudência, imperícia ou negligência não podem mais ser configurados como improbidade.

Conversa com Investidor: Positivo (POSI3)

Por Felipe Cavalcante.

Halloween é o cacete! Black Friday idem!

Nunca pensei que veria um Fla X Flu com dois Kennedys em campo.

Arrecadação federal tem aumento de 12,9% em setembro

A abertura do comércio e da indústria por conta da vacinação contra a covid-19 e pelo aumento no IOF.

Cidadania – garantia dos direitos individuais

Por Felipe Quintas e Pedro Augusto Pinho.