Número de empresas abertas em 2021 foi o maior de todos os tempos

Junta Comercial do Rio registrou 72.894 novos negócios no estado.

O ano de 2021 foi um marco para os novos negócios no Estado do Rio de Janeiro. De acordo com dados da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja), 72.894 empresas foram abertas de 1º de janeiro a 31 de dezembro. O número é o maior já registrado pela autarquia, vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedeeri), em seus 208 anos de existência.

Os números de 2021 representam um aumento de 35% em relação às aberturas de empresas em 2020 – 53.883 no total – e 23% em relação a 2019, ano anterior à Pandemia – 58.908.

De fevereiro a julho e de outubro a dezembro foram computados recordes dos últimos 20 anos em cada mês. Já em agosto e setembro os números foram os melhores dos últimos 12 anos. A média de tempo de abertura de uma empresa também melhorou em relação a do ano passado e segue dentro da meta estabelecida pelo Governo do Estado de até 2 horas. Em 2021 a média ficou em 40 minutos, um minuto a menos do que em 2020.

De acordo com a Organização Mundial do Comércio, em 2019, o Brasil figurava como o 27º maior exportador mundial, sendo que o Estado do Rio de Janeiro ocupava a terceira posição entre os que mais exportam no cenário brasileiro, ficando atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais. Já em 2020, o Rio de Janeiro, que permanece na terceira posição, foi responsável por 10,82% das exportações brasileiras. No ano anterior esse percentual chegou a 12,49%. É o que aponta estudo feito pelo Sebrae, em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Apesar dos números positivos, o ritmo de crescimento diminuiu um pouco em comparação entre o ano passado e o período entre 2015-2019. Em 2019, as exportações brasileiras alcançaram aproximadamente US$ 221,1 bilhões, caracterizando uma queda de 4,6% frente a 2018. Em 2020, as exportações do país registraram nova contração de 5,4%, com isso, totalizando o valor de US$ 209,2 bilhões.

Atualmente, das 25 mil empresas do país que exportam, 9,5 mil são de pequeno porte. Apesar dessa participação significativa em número de empresas, as micro e pequenas exportadoras são responsáveis por menos de 1% dos valores negociados. Segundo levantamento do Ministério da Economia, em 2020, as micro e pequenas empresas que mais exportaram estão concentradas nos segmentos de máquinas e equipamentos, produtos de metal, químicos, vestuário e têxteis, entre outros.

O Rio de Janeiro possui excessiva concentração de mercados de destino de suas exportações, com 47% do valor para a China e 21% para os EUA. As exportações no estado são também concentradas em petróleo, com mais de 70% do volume de negócios em 2019 entre óleo bruto e subprodutos diretos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Policiamento reforçado em terreiros de umbanda e candomblé de Itaboraí

Terreiros foram ameaçados por pastor evangélico em show gospel.

Rodoviária do Rio inicia a 24ª Campanha do Agasalho

Desde a 1ª edição, em 1999, quase 1 milhão de peças já foram doadas.

Faetec: aluno não quer militarização. Quer valorização do modelo atual

Alerj estuda levar debate às escolas.

Últimas Notícias

Solidus Aitech arrecadou mais de US$ 10,5 mi de fundos com tokens

Serviço de computação de alto desempenho (HPC) quer 'democratizar a IA'.

Pão pita tradicional poderá ser feito em escala industrial

Novo sistema é capaz de produzir até 1.000 quilos/hora de pita.

Policiamento reforçado em terreiros de umbanda e candomblé de Itaboraí

Terreiros foram ameaçados por pastor evangélico em show gospel.

Rodoviária do Rio inicia a 24ª Campanha do Agasalho

Desde a 1ª edição, em 1999, quase 1 milhão de peças já foram doadas.

Votação sobre cobrança de mensalidade em universidade pública é adiada

CCJ decidiu fazer uma audiência pública sobre a PEC 206.