Número de perfis falsos no Face é maior que população do Brasil

Crescimento de perfis fakes no Instagram, Twitter e Facebook está atrelado a casos de golpes aos usuários das plataformas.

O número de perfis falsos ou duplicados apenas o Facebook já chega a 270 milhões. Esta quantidade supera em mais de 60 milhões a população brasileira que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem 207 milhões.

Ainda de acordo com as informações, o dado sofreu aumento desde 2020 e o número de perfis falsos já atinge 13%, dos 2,1 bilhões de usuários mensais ativos apenas na plataforma. Anteriormente, o total somava 7%.

O crescimento dos perfis falsos em redes sociais como Instagram, Twitter e Facebook está atrelado aos casos de golpes aos usuários das plataformas digitais. As ocorrências são diversas e vão de golpes, onde pessoas se passam por outras para retirar dinheiro, até aquelas que utilizam fotografias alheias para difamar a imagem da vítima ou, ainda, para disseminar informações falsas.

Já Relatório Anual de Defesa Digital da Microsoft apontou que durante o período de julho de 2020 a junho de 2021, os ataques de agentes russos são cada vez mais eficazes, saltando de uma taxa de comprometimento bem-sucedido de 21% no ano passado para 32% neste ano. Durante o ano passado, 58% de todos os ataques cibernéticos de Estados-nação observados pela Microsoft vieram da Rússia. Os agentes do Estado-nação russo estão cada vez mais visando agências governamentais para a coleta de informações, sendo que saltaram de 3% como alvo há um ano para 53% – principalmente agências envolvidas em política externa, segurança nacional ou defesa; e os três principais países-alvos dos agentes da Rússia foram os EUA, Ucrânia e o Reino Unido.

Depois da Rússia, o maior volume de ataques que observamos veio da Coreia do Norte, Irã e China; a Coreia do Sul, Turquia (uma nova inclusão em nossos relatórios) e Vietnã também foram ativos, mas representam muito menos volume.

Embora a espionagem seja o objetivo mais comum para ataques por Estados-nação, algumas atividades de ataque revelam outros objetivos, incluindo o Irã, que quadruplicou o seu foco em Israel no ano passado e lançou ataques destrutivos em meio a tensões elevadas entre os dois países; e a Coreia do Norte, que visou a empresas de criptomoeda para fins lucrativos, pois sua economia foi dizimada por sanções e pela Covid-19.

Ainda segundo o estudo, 21% dos ataques que observamos de Estados-nação visaram consumidores e 79% visaram a empresas, com os setores mais procurados sendo governo (48%), ONGs e think tanks (31%), educação (3%), organizações intergovernamentais (3%), TI (2%), energia (1%) e mídia (1%).

Os cinco principais setores visados no ano passado em relação a ataques de ransomware observados foram varejo (13%), serviços financeiros (12%), manufatura (12%), governo (11%) e serviços de saúde (9%). Os EUA são de longe o país mais visado, recebendo mais do que o triplo dos ataques de ransomware que o país em segundo lugar. Os EUA são seguidos pela China, Japão, Alemanha e Emirados Árabes Unidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Fed lista prós e contras da moeda digital do Banco Central

Meio de pagamento seguro para empresas e famílias, mas pode representar ameaça à estabilidade financeira.

Criptomoedas derretem; para FMI, ameaça à estabilidade financeira

Bitcoin negociado abaixo de US$ 40 mil; após pandemia, criptos acompanham movimento de ações.

Consultoria em que Moro trabalhou ganhou 75% com empresas da Lava Jato

Segundo revista, Alvarez & Marsal faturou R$ 42,5 milhões com honorários de companhias investigadas.

Últimas Notícias

Electrolux lança desafio para arquitetos e designers de interiores

A Archademy, primeiro Market Network de Arquitetura e Design de Interiores do Brasil, abre inscrições para a edição do seu Archathon Electrolux 2022. O...

Gestão do Hopi Hari ganha na justiça e se mantém no parque

A gestão do Parque Temático Parque Hopi Hari acaba de obter decisão favorável, proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, para...

Bancos chineses registram compra líquida de divisas em 2021

Os bancos chineses registraram uma compra líquida de divisas em 2021, pois a taxa de câmbio do iuan permaneceu geralmente estável e os fluxos...

RNI: Plano de negócio tem o melhor resultado dos últimos 7 anos

Prévia do 4T21 da construtora e incorporadora RNI, do grupo Empresas Rodobens, indica resultados superiores aos últimos sete anos. A empresa, que completou 30...

Chile quer renacionalizar cobre e bens públicos estratégicos

A campanha pela renacionalização do cobre e dos bens públicos estratégicos entregues às transnacionais durante o governo de Augusto Pinochet (1973-1990) tem sido impulsionada...