Número de turistas cresce, com destaque para Chile e França

Tendência é de aumento no número de turistas estrangeiros, informa o presidente da Embratur, Marcelo Freixo

118
Turistas no Corcovado tiram fotos do Pão de Açúcar e da Baía de Guanabara
Turistas no Corcovado (foto de Alexandre Macieira, Riotur)

O Brasil fechou o primeiro quadrimestre de 2024 com alta de 7,4% no número de turistas internacionais em relação ao ano passado: foram 2,92 milhões de turistas, ante os 2,71 milhões no mesmo período de 2023. Esse foi o terceiro melhor quadrimestre da história, atrás apenas de 2018 (3,10 milhões) e 2017 (2,99 milhões).

Os dados foram divulgados nesta terça-feira pela Embratur, em parceria com o Ministério do Turismo (MTur) e a Polícia Federal (PF). O ministro do Turismo, Celso Sabino, comemorou os resultados: “O Brasil está sendo visto lá fora e tem atraído a atenção dos estrangeiros.”

“Tivemos um 2023 de recuperação a níveis de pré-pandemia de chegada de turistas e já batemos recorde de receita com o turismo. Em 2024, os números mostram uma curva de crescimento consolidada, devemos fechar esse ano com resultados muito positivos”, afirmou o presidente da Embratur, Marcelo Freixo.

“E essa entrada crescente de turistas significa mais investimento no Brasil, mais dinheiro girando na nossa economia, é o dinheiro pago na ponta, gerando emprego e renda em todo o país”, reforça Freixo.

Espaço Publicitáriocnseg

A Argentina lidera o ranking de emissores ao Brasil em 2024, com mais de 1,07 milhão de viajantes. Em crise econômica, o país acumula no ano uma queda de 11,1%. Contudo, a tendência está sendo revertida mês a mês, e em abril a redução foi de apenas 4,3%. No acumulado do quadrimestre, os maiores crescimentos entre os principais emissores são do Chile (32,2%), França (25,5%), Itália (18,5%) e Alemanha (15,7%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui