Números x gente

     
          A última edição do Relatório sobre Desenvolvimento Humano, divulgada em outubro, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), trouxe mais um esclarecimento para os que ainda resumem às estatísticas a vida real. Pelo relatório, a Tunísia figurava em sexto lugar entre 135 países em termos de melhoras do seu índice de desenvolvimento humano (IDH) nas últimas quatro décadas, num ritmo superior ao de Malásia, Hong Kong, México e Índia. O Egito era o décimo quarto lugar a registrar maior avanço. A expectativa de vida na Tunísia, de 74 anos, supera a da Hungria e da Estônia, que têm o dobro da sua riqueza. Cerca de 69% das crianças egípcias vão à escola, taxa igual à da Malásia. Três meses da divulgação do relatório, Zine El Abidine Ben Ali deixou a presidência da Tunísia, após 23 anos no poder. Já Hosni Mubarak durou mais um mês, após 32 anos de bons serviços prestados aos interesses dos Estados Unidos.

Facilidade
Em janeiro, 1.166 inquilinos foram despejados por falta de pagamento de aluguel, segundo levantamento do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). O número, porém, é o menor desde 1994, quando foram registradas 1.127 ações, situação que a advogada Renata Cassiano, Capuzzo, da Lex Magister e especialista em Direito Imobiliário, atribui à Lei 12.112 de 2009, cujo texto aperfeiçoa as regras da Lei 8.245, de 1991, que facilitou a retomada de imóveis em caso de inadimplência do locador: “Da forma como estava redigida, a antiga legislação criava empecilhos à retomada do imóvel pelo locador e obrigava-o a conviver com casos de locatários mal pagadores, contratos sem garantia e outras condições que desestimulavam o mercado de aluguel. No entanto as atualizações da nova lei ainda podem ser consideradas pouco conhecidas e utilizadas”, afirma.

Bolha dos pampas
Enquanto imobiliárias de Porto Alegre vendem imóveis que valem R$ 260 mil em Miami (89m²), similares na capital do Rio Grande do Sul são vendidos por até R$ 400 mil, relata o boletim eletrônico do gaúcho Políbio Braga.

Exterminador de “verdes”
O ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger surpreendeu e não agradou aos ambientalistas durante sua palestra no 2º Fórum Mundial de Sustentabilidade, convescote de pseudos verdes que ocorre em Manaus. “Precisamos de uma abordagem mais dinâmica, com foco nos negócios e no crescimento econômico. Os ambientalistas falam de ciência e seus discursos têm base no medo, mas isso não funciona. Poucas pessoas têm consciência do que significa sustentabilidade e de que forma essas questões impactam suas vidas”, ressaltou Scwarzenegger.
“Nós podemos construir a economia e o meio ambiente; temos de mostrar que é possível criar empregos com o uso de tecnologias verdes”, defendeu, lembrando ainda que, na Califórnia, foram criados dez vezes mais postos de trabalho no chamado “setor verde” do que em outros segmentos da economia – o que não chega a ser grande vantagem, já que a economia vai de mal a pior naquele estado norte-americano.

Happy
O secretário de Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc, é o convidado da ADVB-RJ para o Happy Hour Empresarial nesta segunda-feira, no restaurante Symbol Club, no Centro da capital.

Blog também é notícia
Demorou, mas a Associação Nacional de Jornais (ANJ) decidiu manifestar sua “indignação” diante do atentado a bala perpetrado contra o blogueiro Ricardo Gama, na manhã da última quarta-feira, em Copacabana, em plena Zona Sul do Rio de Janeiro.

     
     

Artigo anteriorAlternativa
Próximo artigoSobrevida curta
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Vacinas vendidas por até 24x o custo de produção

Aliança denuncia altos lucros dos laboratórios.

Energia rara e cara

Modelo equivocado colocou Brasil entre os campeões de tarifas elevadas.

União perde bilhões de dólares no petróleo

Lei isentou campo mais produtivo de pagamento de participações especiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Raízen conclui IPO e entra na listagem nível 2 da B3

A Raízen (ticker RAIZ4), empresa de energia, concluiu nesta quinta-feira a sua oferta pública inicial (IPO) na B3. A empresa, criada a partir de...

DHL Express compra 12 aviões de carga elétricos da Eviation

Aeronaves formarão a primeira rede Express elétrica mundial.

Aprovada MP que simplifica abertura de empresas

Texto prevê a emissão automática, sem avaliação humana, de licenças e alvarás de funcionamento para atividades classificadas como de risco médio.

Auxílio impulsiona captação da poupança: R$ 6,37 bi em julho

Depósitos superam retiradas pelo quarto mês seguido.

Bahia e Sergipe exercerão direito de preferência em relação à Gaspetro

Privatização pode levar a monopólio de 2/3 do gás canalizado do país.