Não curtiram

Além de fechar quase estável, a US$ 38,23, contra US$ 38 do preço da Oferta Pública de Aquisição (OPA), a estréia do Facebook na Nasdaq – a bolsa de valores de empresas de alta tecnologia – reforça os argumentos dos que alertam para os riscos de nova “bolha” das ponto.com 2.0. Noves fora o delírio de operadores que apostavam em valorização de até 50% (!) do papel no seu primeiro pregão, o que mais chama a atenção foi o elevado número de investidores que correram para se livrar da ação, que respondeu por cerca de 5% do giro da Nasdaq.

Logoritmo mágico
Aliás, qualquer investidor interessado em aplicar em Facebook deveria fazer um exercício básico: orientar seus funcionários a abrirem uma conta na rede social e, logo a seguir,  tentarem desativá-la. Como se trata de um portal só de entrada sem saída, os empregados desse investidor virtual continuariam a engordar os números que Mark Zuckerberg adora citar como sendo a sua base de usuários, que costumam variar de 800 milhões a 900 milhões. Numa concessão excessivamente modesta, Zuckerberg admitiu, em debate com potenciais investidores, que apenas 5% desse total estariam desativados ou se refeririam a spams.

Sem crise
O mercado de segurança eletrônica fechou 2011 com crescimento de 11%, registrando faturamento de US$ 1,830 bilhão, segundo estimativas da associação brasileira do setor (Abese). O segmento, que tem registrado uma média anual de crescimento de dois dígitos, conta com cerca de 18 mil empresas e estima gerar 200 mil empregos diretos e cerca de 1,7 milhão indiretos. A Abese realizará, em novembro, a 8ª edição do Congresso Internacional de Segurança (CIS), tendo como tema central o segmento de circuito fechado de TV, que representa 43% do mercado de sistemas eletrônicos de segurança.

Café pequeno
O preço da saca do café caiu de R$ 450 para R$ 230, entre março e abril, no interior de Minas Gerais. A queda preocupa os produtores e deixa intrigados os consumidores, já que o produto continua em alta nos mercados.

Prestigiados
Em discurso quarta-feira, no Cenpes, a presidente da Petrobras, Graça Foster, defendeu os presidentes da Transpetro e da BR Distribuidora e o diretor financeiro da Petrobras: “Temos conosco o diretor financeiro, Barbassa (Almir), que é uma decisão minha. É o diretor que eu quero ter. Nas nossas subsidiárias mais importantes temos dois queridos presidentes: o (José) Lima, uma pessoa muito especial – e eu conheço quanto especial é a BR, porque eu mesma fui presidente da BR – então o Lima, muita alegria, é o nosso presidente da BR Distribuidora. Temos o Sérgio Machado, que está há nove anos à frente da Transpetro, que também é uma opção nossa tê-lo à frente da Transpetro”, disse Graça, segundo uma fonte da empresa.

Balança
Ao menos no caso de Machado, o afago da presidente da Petrobras vai na direção oposta do desejo da presidente Dilma, como revelado por esta coluna, no último dia 8, que, segundo uma fonte de Brasília, “está procurando um jeito de tirar, o quanto antes, o senador Sérgio Machado da presidência da Transpetro”.

Geração lenço na cabeça
Ao observar as fotos do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e sua desinibida comitiva “dos com lenço na cabeça”, um leitor observou indignado: “Isso é típico dessa geração de políticos deslumbrados com o poder e sem projetos. Você não via políticos como Ulysses Guimarães, Brizola, Jânio Quadros e até o Sarney se comportarem assim. Podiam ser passíveis de várias críticas e terem vários defeitos, mas tinham mais pudor”, compara.

Os sem-guardanapo
Professores, médicos, bombeiros, policiais militares, entre outras categorias do funcionalismo público estadual do Rio de Janeiro, convocam a população do Rio para um protesto “contra a farra do governador Cabral”, neste domingo, às 10h, em frente ao Copacabana Palace. Em tom de ironia, os organizadores fazem um pedido especial a quem quiser participar: “não esqueça seu guardanapo na cabeça, tá?”

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Paranauê”
Próximo artigoAgonia grega

Artigos Relacionados

‘EUA do Mar’ seria considerado crime de lesa-pátria

Na terra de Biden, entregar navegação a estrangeiros é impensável.

Governo Bolsonaro não dá a mínima para a indústria

País perde empregos de qualidade e prejudica desenvolvimento.

Taxa sobre exportação de petróleo renderia R$ 38 bi

Imposto aumentaria participação do Estado nos resultados do pré-sal.

Últimas Notícias

Fundos de investimento poderão atuar como formadores de mercado na B3

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou os fundos de investimento a atuarem como formadores de mercado na B3, a bolsa do Brasil. A...

ABBC: Selic deve subir 1,50 ponto percentual

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) se reúne na próxima terça-feira (7) para decidir sobre a nova Selic, a taxa básica...

Ibovespa fecha a semana em alta

(alta de 0,013%). O volume representou uma extensão do movimento positivo registrado na quinta-feira (2), quando o índice fechou com forte alta de 3,66%,...

China: Incentivos fiscais para investidores estrangeiros

A China anunciou que estendeu suas políticas fiscais preferenciais para investidores estrangeiros que investem no mercado de títulos da parte continental do país. A...

Brasileiro teria renda 6 vezes maior com indústria forte

Entre 1950–70, PIB do País foi multiplicado por 10.