O eterno Hood Robin

O edital publicado pela Finep/MCT para beneficiar projetos com subvenção econômica de acordo com a Lei da Inovação contradiz a política industrial (PDP) anunciada pelo presidente Lula. A avaliação é da Sociedade Brasileira Pró-Inovação Tecnológica (Protec), que critica o fato de o edital restringir a oferta de recursos a 18 tópicos em seis setores e oferecer apenas R$ 450 milhões para serem aplicados em três anos. Segundo a Protec, em vez de subvenção a indústria nacional está sendo contemplada com mais um tributo, já que o governo arrecada anualmente mais de R$ 2,5 bilhões do setor produtivo para compor o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e devolve menos de 20% desse valor sob forma de apoio financeiro à inovação tecnológica nas empresas.

Briga de comadres
O anúncio do aumento de 0,5 ponto do superávit primário (economia para pagar juros) e a forma açodada com que foi comunicado ao público pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, devem pôr um fim às ilusões dos parentes da Velhinha de Taubaté, que ainda perseveravam na crença na divisão desenvolvimentistas x monetaristas, que, supostamente, dividiria os governos FH e Lula. Como reafirma o anúncio de Mantega, na verdade, os dois lados atendem pelos apelidos monetaristas e fiscalistas e, convergem no essencial: impedir o Brasil de crescer de forma consistente e contínua.

Retorno
O banco Santander foi obrigado a incluir novamente no plano de saúde da empresa um empregado aposentado por invalidez decorrente de acidente de trabalho, assim como todos os seus dependentes. Além disso, a 7ª Vara do Trabalho de Duque de Caxias condenou o banco a pagar as despesas materiais no período entre o ajuizamento da ação e o cumprimento da obrigação. Para os advogados Ruy Smith e Gisa Silva, do Escritório Machado Silva Consultoria Jurídica, que representaram o Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense, a aposentadoria por invalidez é causa de suspensão e não de extinção do contrato de trabalho, sendo ilegal o cancelamento do plano de saúde pelo banco.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFraudes
Próximo artigoCoração

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Elevar Selic para 7,75% será eficaz no combate à inflação?

Analistas prevêem taxa de 11% em maio de 2022.

Carteira da massa falida do Banco Cruzeiro do Sul

Por Antonio Pietrobelli.

Vencimento de título corrigido pela Selic puxa queda da Dívida Pública

O vencimento de mais de R$ 200 bilhões em títulos públicos vinculados à taxa Selic (juros básicos da economia) fez a Dívida Pública Federal...

Quase 80% pretendem fazer compras no período da Black Friday

Varejo eletrônico gasta mais com publicidade para a data do que para o Natal.

Justiça obriga plano a custear medicação à base de cannabis

Paciente psiquiátrico teve direito negado; TJ-PR decidiu que plano banque tratamento, cujo custo anual é de cerca de R$ 25 mil.