30.5 C
Rio de Janeiro
domingo, janeiro 17, 2021

O petróleo é nosso

Analistas políticos fluminenses acham que o governador reeleito Sérgio Cabral, o ex-governador Anthony Garotinho (que obteve a maior votação para deputado federal no Rio) e demais lideranças devem jogar todo o cacife das urnas, e a definição em segundo turno, para garantir a manutenção dos royalties do estado.

Onda verde
Antes que Serra e Dilma comecem a incorporar a seus discurso as gramáticas de seus marqueteiros sobre o discurso verde, é importante fazerem uma avaliação política sobre a condução de suas próprias campanhas no primeiro turno. Se não, correm o risco de, para conquistarem os votos de eleitores de Marina Silva, sugerirem aos jovens de classe média encantados com o discurso verde que participem da campanha Um Mês Poupando Energia, período durante o qual os participantes não acessariam as redes sociais, desligariam Ipads e  laptops e não ligariam celulares. Tudo para ajudar ao salvar o planeta.

Luz na Eletros
Há um mês, sob o titulo “Acendendo a luz”, informamos nesta coluna que, pela primeira vez, um técnico da Eletros seria candidato à Diretoria Financeira do fundo de previdência dos empregados da Eletrobrás. A pedido de um grupo de funcionários da fundação, Luiz Guilherme Nobre Pinto, com 17 anos de casa e profundo conhecimento da previdência complementar, é candidato, com grandes chances de vitória.

Diploma em pauta
Voltou à pauta de votação do plenário do Senado a Proposta de Emenda Constitucional 33, que restabelece a obrigatoriedade de graduação específica em Jornalismo para o exercício da profissão. De autoria do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-CE), a PEC dos Jornalistas já teve a votação adiada duas vezes este ano devido à dificuldade na obtenção de quorum durante o processo eleitoral.

Gogó
Quando candidato a prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB) prometeu rever a farra dos pardais. Quase dois anos depois de eleito, a promessa resultou numa proliferação de pardais na cidade. A lembrança é de um leitor da coluna, o qual cita que, quando Paes iniciou o mandato, em janeiro de 2009, a Avenida Atlântica, uma das principais vias da Zona Sul, tinha três pardais; agora, existem equipamentos em praticamente todos os sinais da avenida. Em tempo, a coluna não confunde disciplina e educação no trânsito com fúria arrecadatória.

Rapidinho
Como ler mais de 200 páginas em 90 minutos é o que vai mostrar a palestra “Leitura dinâmica, memorização e técnicas de estudo”, nesta quinta-feira. A inscrição é gratuita e serão distribuídas 100 senhas uma hora antes do evento. Mais informações em www.editoraferreira.com.br

Lindberg é Temer
Durante um dos principais comício da campanha de Dilma no Rio, um jornalista petista abordou o candidato ao senador pelo Rio Lindberg Faria (PT), para declarar que votaria “nele e no Crivella, para barrar o Cesar Maia”. Lindberg respondeu de bate-pronto: “Eu vou votar em mim e no Temer (Milton, do PSOL).”

Segredo das urnas
Em tempo, a declaração de voto do petista foi feita antes do acordo selado com o candidato do PMDB ao Senado pelo Rio, Jorge Picciani, no qual ambos declararam apoio recíproco. Depois disso, o voto é secreto.

Tiro no pé
Esta coluna confessa sua surpresa com o fato de alguns de leitores que, se orgulhando de serem nacionalistas, sufragaram o nome de Marina Silva no primeiro turno. Até, então, tais setores tinham simpatia zero por ONGs defensoras de transformar a Amazônia em santuário da humanidade.

Neo
Muitos dos neoverdes também desconhecem que, na seara econômica, Marina Silva conseguiu reunir uma equipe ainda mais neoliberal que a de Serra. Estavam lá, entre outros, Armínio Fraga e Eduardo Gianetti. Certeza de juros altos e retirada de direitos da Previdência, se Marina fosse eleita.

Artigo anteriorModelo ultrapassado
Próximo artigoCarolice
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.