O petróleo é vosso?

Numa pista significativa da miríade de interesses envolvidos na oposição política líbia ao governo de Muamar Kadafi, em meio a manifestação em uma província não identificada pelo noticiário, uma bandeira com dizeres estrategicamente escritos em inglês reivindicava: “Oil to West” (“Petróleo para o Oeste”). Recado dado, recado recebido. Em meio a várias possibilidade de enquadres permitidos por transmissões de protestos, o enquadre das emissoras estadunidenses não perdia o foco da bandeira.

Lucros em alta
Os lucros que serão apresentados pelas empresas de capital aberto serão impulsionados não somente pelo crescimento econômico do ano passado, mas também pela adoção das Normas Internacionais de Contabilidade, também conhecidas como IFRS (International Financial Reporting Standards). De acordo com o presidente do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-SP), Domingos Chiomento, os lucros aumentam significativamente por causa do CPC 15, que rege os registros e as divulgações pertinentes das demonstrações contábeis.
“Essa regra está tendo um efeito extremamente positivo nos balanços, já que ela trata do que é denominado pelos contadores de “combinações de negócios”. A norma inclui aquisições, fusões, cisões e incorporações e traz o fim da amortização do ágio, gerada nas aquisições. Como esse abatimento, que gerava uma despesa extra na demonstração de resultados, deixa de existir, automaticamente o lucro das empresas aumenta, de forma gradativa”, afirma Chiomento. “Os valores estarão mais próximos da realidade”, pontua.
As normas internacionais colocarão os balanços das empresas brasileiras no mesmo padrão contábil utilizado em cerca de 100 países. O presidente do CRC-SP comenta que, logo atrás das companhias abertas, às quais é exigida a adoção do padrão, virão as instituições financeiras, seguidas de pequenas e médias empresas.

Últimos dias
Todos aqueles que já possuem cadastro no Programa Empreendedor Individual (EI) têm até 28 de fevereiro para entregarem a Declaração Anual de Rendimento de 2010. O alerta é do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (Sescon-RJ). A presidente da entidade, Márcia Tavares, alerta que aqueles que não cumprirem a obrigação dentro do prazo podem sofrer multas. Até quarta-feira, o governo havia recebido 448.670 declarações, o equivalente a 55,4% do total.

Bomba relógio
Embora certamente exagerada, a afirmação de Kadafi de que a Al Quaeda estaria comandando o levante contra seu governo não deveria ser carnavalizada pelas potências ocidentais. Num país constituído por cerca de cem tribos e subtribos, com um número pouco menor que isso de etnias, muitas das quais sentadas em terrenos férteis em petróleo e com forte influência islâmica, não é difícil imaginar no que poderia resultar a mistura da atomização líbia com vários candidatos a xeques de pequenos emirados.

É pública, idiota!
Em meio ao furacão que varre o Oriente Médio e o Norte da África, o Brasil vive situação singular em relação à manutenção das cotações do petróleo. Graças à Petrobras, a possibilidade de disparada dos preços dos combustíveis no país é nula. No entanto, o que é motivo de comemoração e orgulho para os brasileiros revela-se forte incômodo para os lobistas que gostariam que de “o petróleo fosse vosso”. Um dos mais replicados pela mídia tuniquipim, dia sim outro também, não cansa de reclamara de a Petrobras não repassar para o consumidor a volatilidade causada pelas especulação nos mercados futuros. Pelo visto, insiste em ignorar a diferença entre uma empresa pública e uma multinacional com compromissos apenas com seus controladores.

“Big brother”
Ninguém se espante se sumir rapidamente dos noticiários o caso de escuta e filmagem ilegais em gabinete de um deputado estadual do Rio de Janeiro. Um outro deputado confidenciou a esta coluna que não se trata de equipamento instalado de forma rudimentar. A instalação tem bom acabamento e mostra que quem a fez teve tranquilidade e total acesso ao local. E mais: outros gabinetes da Alerj – talvez todos – também são monitorados ilegalmente.

Artigo anteriorUm Egito por ano
Próximo artigoVerba
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

Mortes dos essenciais

Aumentam em mais de 50% óbitos de caixas, frentistas e educadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.

Equador: Não haverá contagem rápida no domingo de eleições

Arauz, candidato do ex-presidente Rafael Correa lidera as pesquisas com 37% das intenções de voto contra 30% do candidato do Aliança Creo, o banqueiro Guillermo Lasso.

Indicador econômico global mantém trajetória de recuperação

Segundo FGV, fato reflete avanço das campanhas de vacinação contra a Covid.

Brasil movimentou R$ 2 tri em transações com cartões em 2020

Transações digitais foram impulsionadas por modernização do mercado e pandemia.

IPCA de março variou abaixo da expectativa do mercado

Nossa projeção para o ano que vem permanece de 6,5%, podendo ser antecipada para este ano.