O segmento fitness e a sua recuperação em alto estilo

511
Academia. Foto: divulgação
Academia (foto divulgação)

A pandemia de Covid-19 já dura mais de um ano no Brasil, e entre determinações de suspensões e reaberturas de atividades, diversos segmentos precisaram se reinventar para minimizar o impacto econômico. Um deles foi o fitness.

E apesar de períodos difíceis, hoje as notícias são bastante otimistas para este setor. Um estudo inédito que realizamos na Tecnofit buscou entender um pouco melhor desse cenário com nossos clientes em todo Brasil. O resultado foi muito positivo: ao comparar o mês de abril de 2020, quando a pandemia iniciava, com o mesmo mês de 2021, foi detectado um aumento de 176% em faturamento.

Ou seja, o que observamos é uma retomada otimista, até acelerada, da receita financeira destes espaços. O número aponta – definitivamente – para um movimento que deve culminar na recuperação do que foi perdido em 2020 e até além do esperado. Outro dado que indica que o cenário do segmento está otimista é que o número de alunos ativos no período analisado aumentou em 70%, outro sinal de uma retomada gradual do setor.

Todos esses números acabam nos mostrando uma percepção que está cada vez mais aguçada entre a população. As academias, acima de tudo, são polos geradores de saúde. Praticar atividade física ajuda na promoção da saúde e na prevenção de comorbidades de alto risco da Covid-19, como obesidade, diabetes e hipertensão. As pessoas estão cientes disso e confiantes no trabalho que tem sido feito pelo segmento fitness de um modo geral, que segue à risca as medidas de saúde necessárias neste momento.

Espaço Publicitáriocnseg

Além de um movimento pontual, acreditamos que esses números ainda nos mostram o caminho de uma retomada definitiva e cada vez mais acelerada. Sendo assim, os negócios precisam se preparar para esse cenário positivo. Medidas de segurança já viraram obrigatórias há tempos, mas que tal também trazer mais incentivos aos alunos? Programas de fidelidade, pagamentos diversificados, atendimento diferenciado. São inúmeros os gatilhos que podem fazer a diferença neste momento tão importante de recuperação para o setor.

Portanto o momento é de otimismo, e acima de tudo, retomada. Ao que podemos ver, a recuperação do segmento fitness chegou. E será em grande estilo, com uma força muito maior do que antes da pandemia.

 

Antonio Maganhotte Junior é CEO da Tecnofit, sócio do Ebanx e Honey Island Capital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui