Obama na pressão

Em telefonema de quase meia hora a Lula, Barack Obama, presidente dos EUA, pressionou o colega brasileiro para que o país suspenda os estudos para mudanças no atual marco regulatório do petróleo (Lei 9478/97). A revelação foi feita pelo presidente da Associação de Engenheiros da Petrobras (Aepet), Fernando Siqueira, citando uma fonte “idônea” ligada ao Planalto.
“O telefonema foi, no mínimo, uma pressão psicológica”, disse Siqueira ao MM, lembrando a reativação da Quarta Esquadra que, segundo ele, não tem a Venezuela como alvo, pois o país vizinho não fica no Atlântico Sul, mas no Caribe. A Petrobras, na proposta de Obama, passaria a ter participação minoritária nas exploração do pré-sal em parceria com as petroleiras americanas.

Liga pra mim
O presidente da Aepet revelou, ainda, que o governo ficou aliviado com a ligação de Obama, pois estava apreensivo, temendo que a amizade de Lula com Bush causasse problemas com o novo presidente norte-americano. O secretário de Comércio dos EUA, Carlos Gutierrez, em visita ao Brasil, revelara que Lula é o presidente que mais ligava para Bush, insistindo sempre na reabertura das negociações da Rodada de Doha.

PAC social
Escola que deverá tornar-se referência em ensino médio, será inaugurado nesta terça, em Manguinhos, o Colégio Estadual Compositor Luiz Carlos da Vila, primeira obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Rio de Janeiro. A expectativa do vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, é transformar a realidade social das áreas carentes através de uma série de programas, mas, principalmente, da educação e da formação profissional.

Novo comando
O tenente-brigadeiro-do-ar Carlos Alberto Pires Rolla assume o comando da Escola Superior de Guerra (ESG) na próxima quinta-feira, em cerimônia que será presidida pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim. Este ano a ESG completa 60 anos – integrada por civis e militares, foi criada em 20 de agosto de 1949. Entre os mais de 7 mil diplomados encontram-se quatro presidentes da República, 45 ministros, 20 senadores, 31 deputados federais, entre outros membros de destaque.

Afinidades
O prolongamento da polêmica entre setores da mídia tupiniquim e o ministro da Justiça, Tarso Genro, sobre a concessão de asilo político ao italiano Cesar Battisti, não deve ser procurado em qualquer pretenso excesso de autoridade por parte do ministro. O motivo real encontra-se na profunda afinidade política e ideológica entre esse tipo de jornalismo e o Governo Berlusconi, que conta, entre suas fileiras, com declarados admiradores de Benito Mussolini. Significativamente, trata-se da mesma mídia, que, durante os anos de chumbo da ditadura brasileira, apoiou com entusiasmo e, et por cause, beneficiou-se à monta, as prisões, as torturas, os desaparecimentos, os assassinatos e os simulacros de julgamentos.

Passivo
O extinto banco Banerj, atualmente controlado pelo Itaú, foi condenado a pagar R$ 300 mil em horas extras a um bancário demitido em outubro de 1999, além de equiparação salarial. O funcionário era caixa executivo e ganhava menos que outros funcionários que exerciam a mesma função. A 70ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro decidiu, em segunda instância, a equiparação salarial. O caso foi representado pela advogada Cristina Stamato, do Escritório Machado Silva Consultoria Jurídica.

Espanhóis
Netos de espanhóis cujos avós tiveram de renunciar à nacionalidade em consequência da necessidade de ir para o exílio durante a ditadura do general Francisco Franco podem requerer a nacionalidade daquele país. A autorização consta da Lei 52/2007, de 26 de dezembro. Os interessados têm até dois anos a contar da entrada de vigor da lei, que poderá ser prorrogada por, no máximo, um ano. Também têm direito a requerer a cidadania espanhola filhos de pai ou mãe espanhol de origem, bem como pessoas, sem origem espanhola, mas que já optaram por aquela nacionalidade.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHerança
Próximo artigoAbre-alas

Artigos Relacionados

‘EUA do Mar’ seria considerado crime de lesa-pátria

Na terra de Biden, entregar navegação a estrangeiros é impensável.

Governo Bolsonaro não dá a mínima para a indústria

País perde empregos de qualidade e prejudica desenvolvimento.

Taxa sobre exportação de petróleo renderia R$ 38 bi

Imposto aumentaria participação do Estado nos resultados do pré-sal.

Últimas Notícias

Fundos de investimento poderão atuar como formadores de mercado na B3

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou os fundos de investimento a atuarem como formadores de mercado na B3, a bolsa do Brasil. A...

ABBC: Selic deve subir 1,50 ponto percentual

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) se reúne na próxima terça-feira (7) para decidir sobre a nova Selic, a taxa básica...

Ibovespa fecha a semana em alta

(alta de 0,013%). O volume representou uma extensão do movimento positivo registrado na quinta-feira (2), quando o índice fechou com forte alta de 3,66%,...

China: Incentivos fiscais para investidores estrangeiros

A China anunciou que estendeu suas políticas fiscais preferenciais para investidores estrangeiros que investem no mercado de títulos da parte continental do país. A...

Brasileiro teria renda 6 vezes maior com indústria forte

Entre 1950–70, PIB do País foi multiplicado por 10.