ONU suspende Rússia; acordo com Ucrânia está mais distante

Ministro russo disse que condições anteriormente acertadas foram alteradas pelos ucranianos.

A Assembleia Geral da ONU adotou uma resolução que permite que a Assembleia suspenda a participação da Federação Russa no Conselho de Direitos Humanos da ONU, com sede em Genebra. O projeto obteve 93 votos “sim” e 24 votos “não” da Assembleia Geral de 193 membros; 58 países se abstiveram, entre eles o Brasil; 18 países não participaram da votação. Entre os que votaram contra, está a China.

A resolução expressa “grave preocupação com a atual crise humanitária e de direitos humanos na Ucrânia”, particularmente com relatos de abusos de direitos pela Rússia.

Depois que a Ucrânia acusou as tropas russas de “matar centenas de civis” nas ruas do subúrbio de Bucha, em Kiev, os Estados Unidos pediram a suspensão da Rússia, que negou ter atacado civis.

Também nesta quinta-feira, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que o projeto de acordo apresentado pela Ucrânia no dia anterior demonstrou uma mudança nas posições de negociação de Kiev.

“Ontem [quarta-feira], o lado ucraniano apresentou seu rascunho de acordo à equipe de negociação. Ele mostrou um afastamento das principais disposições apresentadas na reunião em Istambul em 29 de março”, disse o Ministério das Relações Exteriores russo em comunicado citando Lavrov, informa a agência de notícias Xinhua.

Segundo o ministro, o documento anterior afirmava claramente que as garantias de segurança da Ucrânia não se aplicariam à Crimeia e Sebastopol, mas esse princípio estava ausente no projeto revisado. Lavrov acrescentou que Moscou, no entanto, continuará o processo de negociação para promover seu acordo, que inclua as principais demandas do país. Página

Leia também:

Senadores brasileiros acusam Otan de colocar pressão sobre a Rússia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

‘Estados nunca respeitaram o princípio da seletividade’

Segundo tributarista, lei do ICMS 'nada mais fez do que acompanhar decisão do STF'.

IPC-S recuou em quatro capitais de maio para junho

Segundo a FGV, a maior queda foi registrada no Rio de Janeiro.

Sanções contra Rússia levam inflação na Europa para perto de 2 dígitos

Preços da energia subiram 42% em 1 ano.

Últimas Notícias

Safra de soja 2021/22 tem previsão de 126,18 mi de t

Estudo projeta 116,10 mi de t para as duas safras de milho.

China intensifica esforços para aliviar carga tributária das empresas

Os ministérios da China lançaram uma série de políticas de apoio, com o objetivo de manter as empresas e os negócios autônomos à tona, em meio à epidemia de COVID-19, com foco no corte de taxas e impostos.

Reservatórios fecham junho com o melhor índice em 10 anos

Período seco está iniciando o seu terceiro mês e afluências devem ficar abaixo da média na primeira semana de julho.

China lançará esquema de conexão de swap de juros Continente-HK

O banco central chinês, o Banco Popular da China (PBOC), anunciou na segunda-feira a aprovação de três instituições de infraestrutura financeira para desenvolver um esquema de acesso mútuo conectando os mercados de swap de taxas de juros do continente chinês e da Região Administrativa Especial de Hong Kong (HKSAR), informou Xinhua Finance nesta segunda-feira.

Presidente do Egito inaugura teste de VLT fabricado na China

O primeiro sistema de transporte Veículo Leve sobre Trilhos Eletrificados (VLT) do Egito, construído em conjunto por empresas chinesas e egípcias, começou seu teste no domingo.